Adriano Grineberg apresenta álbum “108” no Bourbon Street com participação de Filipe Catto

Show acontece dia 30 de outubro, em São Paulo

 

(Crédito: Marília Lia)

 

O cantor, pianista e compositor Adriano Grineberg apresenta, no próximo dia 30 de outubro, o disco “108”, lançado no primeiro semestre do ano.

 

Com sonoridade própria que mescla o blues com influências que remontam as origens dessa musicalidade seminal, o músico paulistano, conhecido pelo público como Grineberg, traz o show para o palco do Bourbon Street, na capital paulista.

 

“108” é um nome que chama atenção e o público pode se perguntar: “mas afinal, o que significa?”. O número “108” está associado aos múltiplos nomes e faces de Deus na Índia e outras localidades. E também é a ideia que o artista busca expressar no álbum, passando por suas múltiplas influências musicais e filosóficas, inaugurando o conceito “World Blues”.

 

“Nesse show conto toda minha trajetória na música e também fora dela, que foi iniciada no Rio Gânges, na Índia, atravessando o Oriente Médio, o Saara e o Atlântico até a nascente do Rio Mississippi em suas múltiplas conexões”, conta o artista.

 

“Além disso, tenho a honra de receber como convidado uma das vozes mais lindas que já ouvi, Filipe Catto”, completa.

 

No palco, Grineberg (piano, teclados e voz), Fabá Jimenez (direção musical e guitarra), Edu Gomes (guitarra e voz), Caio Góes (baixo) e Marco da Costa (bateria e voz).

 

Terceiro álbum da carreira, “108” é um trabalho que aproxima o artista das matrizes ancestrais da África, Ásia e das Américas, com criatividade e ousadia.

 

Serviço:
Data: 30 de outubro (quarta-feira)
Local:
Bourbon Street

Endereço: R. dos Chanés 127 – Moema

Horário: 20h (abertura da casa) | 22h (início do show).
Ingressos:
R$ 60 reais (couvert artístico)
Classificação indicativa: 18 Anos (16 Anos, acompanhado do maior responsável).
Compre online: https://bileto.sympla.com.br/event/62579/d/73249/s/380661

 

Sobre Grineberg:

 

Há mais de 25 anos na estrada, Grineberg tornou-se um dos nomes mais expressivos do blues contemporâneo no Brasil, sendo presença constante nos principais festivais dedicados ao gênero. Ele participou de mais de 150 CDs/DVDs e fez shows ao lado de artistas como, Andre Christovam (Grineberg toca a 15 anos em sua banda e participou da gravação de seu novo CD), Corey Harris, Ira!, John Pizzarelli, Magic Slim, Ana Cañas, Filipe Catto e Gilberto Gil, Wanderléa entre outros.

 

Seu trabalho anterior, “Blues For África” (2013), rendeu a ele o Prêmio Profissionais da Música por dois anos consecutivos, 2016 e 2017. O álbum foi audacioso ao incorporar o universo do continente africano em canções cantadas em iorubá, entre outros idiomas, explicitando conexão fantástica com o blues.

 

Além do blues, linguagem da qual é um dos maiores conhecedores na América do Sul, o artista sempre manteve seu olhar nas ligações do gênero com o Jazz, Soul, Rock Progressivo, Eletrônico, assim como a linguagem musical e étnica de lugares como a Índia, país em que já morou, Paquistão, Oriente Médio e as Américas.

 

Grineberg leva adiante o conceito estreado em “Blues For África” neste novo álbum, “108”. É a imersão em sua bela história de quase 30 anos de carreira, com direito a mais uma leva de “conexões”, talvez a palavra que defina melhor este novo trabalho.

 

Um artista conectado com o mundo!

 

Assessoria de Imprensa – Tudo em Pauta – Vic Ragazzi