Aguardado álbum de Barbra Streisand, “Release Me 2”, já está disponível

A artista selecionou, diretamente de seus cofres pessoais, 10 pérolas nunca lançadas para uma nova coleção extraordinária, que revela raras gravações de estúdio, realizadas entre 1962 e 2020

 

Escute: https://barbrastreisand.lnk.to/ReleaseMe2PR

 

Assista ao vídeo de “Be Aware”: https://www.youtube.com/watch?app=desktop&v=OIQ5Gx6b9yY

 

A Columbia Records e Legacy Recordings, uma divisão da Sony Music Entertainment, têm o prazer de apresentar Release Me 2, uma nova coleção de dez performances de estúdio inéditas da lendária Barbra Streisand, disponível nesta sexta-feira, 6 de agosto de 2021. Um lyric vídeo em animação para a faixa “Be Aware”, dirigido por Elyse Kelly, também foi disponibilizado hoje.

 

O mais novo álbum de Barbra desde “Walls”, de 2018, “Release Me 2” é o aguardado segundo volume de raridades da artista, um companheiro oportuno para o bem-sucedido “Release Me” (Columbia/Legacy), disco de 2012 que entrou na Billboard 200 na posição #7, tornando-se seu 32º álbum Top 10 e 7º álbum consecutivo entre os 10 melhores na época.

 

Dando aos fãs o primeiro gostinho de Release Me 2, “I’d Want It To Be You” – o dueto irresistível de Barbra com Willie Nelson – foi lançado em todos os serviços de streaming digital junto a um lyric video no último dia 4 de junho. Uma faixa originalmente destinada a “Partners”, seu álbum de duetos de 2014 com cantores superestrelas, esta colaboração vocal de ainda estava sendo finalizada conforme a data de lançamento do disco se aproximava. Produzida por Walter Afanasieff e Kenny “Babyface” Edmonds, “I’d Want It To Be You” foi gravada em 2014 e 2020. Confira o vídeo de “I Want It To Be You” AQUI

 

“Release Me 2” apresenta canções requintadas e performances de estúdio sublimes gravadas ao longo da carreira de Barbra, mas arquivadas por vários motivos. Em suas notas para o álbum, ela diz: “Para mim, o estúdio é uma combinação de playground musical e laboratório… um santuário privado, onde a possibilidade de pegar um raio em uma garrafa sempre existe. Sempre que esse tipo de mágica acontece, é extremamente gratificante. Às vezes, porém, quando o arranjo não se ajusta bem ou a música não se ajusta mais ao tom do álbum a que se destinava, as fitas vão para o cofre por segurança. Trabalhar neste segundo volume de ´Release Me´ foi uma caminhada adorável na memória… uma chance de revisitar e, em alguns casos, adicionar um toque instrumental final às músicas que ainda ressoam para mim de maneiras significativas. Estou particularmente impressionada com a relevância contínua de ‘Be Aware’ e ‘One Day’, que ainda falam ao nosso senso coletivo de humanidade“.

 

Ao longo de sua carreira, o ativismo social apaixonado de Barbra tem sido uma força motriz em sua arte e vida. Suas performances para “Be Aware” e “One Day (A Prayer)” conectam-se ao cerne da condição humana. Escrita por Burt Bacharach e Hal David como uma resposta à situação da fome no mundo e das crianças sem-teto, “Be Aware” foi gravada em estúdio para estabelecer um arranjo para a aparição de Barbra no especial de televisão de 1971, “Singer Presents Burt Bacharach”. Produzida por Burt Bacharach & Barbra Streisand, “Be Aware” foi gravada em 1971 e 2020.

 

Apresentando uma melodia de Michel Legrand e letras de Alan Bergman e Marilyn Bergman, “One Day (A Prayer)” é uma mensagem de paz evocativamente esperançosa. Barbra gravou a música em três ocasiões distintas em 1968-69, cada uma com um arranjador diferente. Todas as três versões foram arquivadas até 1990, quando uma versão bruta do arranjo de Don Costa foi transmitida no “The Earth Day Special (ABC)”, apresentando um vídeo de Barbra cantando a música. “Release Me 2 traz o arranjo de Don Costa deste glorioso hino com a mixagem final que sempre mereceu. Produzida por Barbra Streisand & Wally Gold, “One Day (A Prayer)” foi gravada em 1968.

 

“Release Me 2” apresenta canções escritas por renomados compositores e músicos, incluindo Burt Bacharach e Hal David, Barry Gibb, Randy Newman, Michel Legrand / Alan Bergman / Marilyn Bergman, Harold Arlen e “Yip” Harburg, Carole King, Steve Dorff, Paul Williams / Kenny Ascher e Walter Afanasieff / John Bettis.

 

Além de seu dueto com Willie Nelson, “Release Me 2” traz Barbra cantando com o superastro dos Muppet, Kermit the Frog, na composição clássica “Rainbow Connection” (originalmente planejada para o álbum “Wet”, de Barbra, em 1979) e uma colaboração musical com Barry Gibb em “If Only You Were Mine“, escrita por Barry Gibb / Ashley Gibb / Stephen Gibb como uma faixa bônus em potencial para “Guilty Pleasures”, de 2005. Produzido por Barbra Streisand & Jochem van der Saag, “Rainbow Connection” foi gravada em 1979 e 2020. “If Only You Were Mine” foi produzida por Barry Gibb e John Merchant em 2005.

 

Outros destaques em “Release Me 2” incluem a interpretação de Barbra de “You Light Up My Life“, de Carole King, uma canção do álbum “Fantasy”, de 1973 (de King), que Barbra gravou para possível inclusão em sua coleção “Butterfly”, de 1974. Produzida por Barbra Streisand, com produção e mixagem adicionais de Jochem van der Saag, “You Light Up My Life” foi gravada em 1974 e 2020.

 

O disco inclui uma performance de estúdio fascinante da composição de Walter Afanasieff / John Bettis, “Sweet Forgiveness“, uma balada emocionante produzida por Walter Afanasieff & Barbra Streisand, gravada em 1994.

 

A interpretação comovente de Barbra de “Living Without You“, de Randy Newman, foi uma das quatro composições de Newman originalmente gravadas em 1971 para o álbum “Stoney End”, de Barbra. Afinada e polida para “Release Me 2”, “Living Without You” foi produzida e arranjada por Walter Afanasieff & Barbra Streisand e gravada em 1971 e 2020; o vocal original foi produzido por Richard Perry.

 

A primeira gravação de estúdio em “Release Me 2” é a performance incandescente de Barbra para “Right As The Rain“, uma elegante balada escrita por Harold Arlen e E.Y. “Yip” Harburg (“Over The Rainbow“) para o musical da Broadway de 1944 “Bloomer Girl“. Esta é uma das quatro canções que Barbra gravou em 1962, antes de lançar seu álbum de estreia no ano seguinte. Embora ela regravasse a música para o segundo álbum em 1963, esta essencial performance de estúdio captura o som e o espírito de um jovem talento superstar emergente. Produzida por Mike Berniker, “Right As The Rain” foi gravada em 1962.

 

“Release Me 2” se encerra com “Once You’ve Been In Love“, uma composição de Michel Legrand / Alan Bergman / Marilyn Bergman transformada em um impressionante tour de force ímpar, uma tomada única ao vivo em estúdio com Barbra cantando diretamente na frente da orquestra, sem o benefício de uma cabine vocal isolada. O efeito é notável, com a voz de Barbra, a orquestração, as letras e a música se misturando em um complexo unificado em som e emoção. Produzida por Barbra Streisand, arranjada e conduzida por Michel Legrand, mixada por John Arias, “Once You’ve Been In Love” foi gravada em 1973.

 

Barbra Streisand

 

Amplamente reconhecida como um ícone em vários campos do entretenimento, Barbra Streisand alcançou realizações sem precedentes como artista, atriz, diretora, produtora, roteirista, autora, compositora e intérprete. Streisand recebeu dois Oscars, cinco Emmys, dez Grammys, incluindo o Legend Award e o Lifetime Achievement Award, um Tony Award, onze Globos de Ouro, incluindo o Cecil B. DeMille Award, três Peabodys e o Director’s Guild Award por seu concerto especial – -a única artista a receber honras em todas essas áreas.

 

 

Além disso, Streisand também recebeu o prêmio pelo conjunto de sua obra do American Film Institute e a homenagem do Kennedy Center. Ela também recebeu a Medalha Nacional de Artes do presidente Clinton, a Medalha Presidencial da Liberdade do presidente Obama e a Légion d’Honneur da França.

 

Ela é a primeira mulher a dirigir, produzir, escrever e estrelar um grande filme, a primeira compositora a receber um Academy Award, a única artista a ter conquistado álbuns número #1 em seis décadas consecutivas e a primeira mulher a receber o Globo de Ouro de Melhor Diretor.

 

Uma mulher de ação, Streisand é uma filantropa devotada que trabalha incansavelmente para lutar por aquilo em que acredita. Ela fundou o The Barbra Streisand Women’s Heart Center, em Cedars-Sinai, e cofundou a Women’s Heart Alliance, ajudando a aumentar a conscientização e pressionar por mais pesquisas sobre doenças cardíacas femininas, a principal causa de morte entre as mulheres. Por meio da Streisand Foundation, que fundou em 1986, ela lutou por ideias progressistas. Barbra tem sido uma importante ativista ambiental, financiando algumas das primeiras pesquisas sobre mudanças climáticas. Há muito, ela é uma forte defensora da igualdade racial, dos direitos das mulheres, dos direitos civis e da necessidade urgente de proteger os direitos dos eleitores.

 

BARBRASTREISAND.COM

 

COLUMBIARECORDS.COM

 

LEGACYRECORDINGS.COM

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: Assessoria de Imprensa – Sony Music –  Perfexx Assessoria – www.perfexx.com.br