Bruna Caram regrava “Não Dá Mais Pra Segurar (Explode Coração)” de Gonzaguinha

A nova versão da canção, tem um pé no ritmo argentino tango, faz parte do projeto “Afeto e Luta” de homenagem ao grande cantor e compositor brasileiro e antecede o lançamento do disco.

 

Além do trabalho, a multiartista está em turnê nacional com novas datas marcadas.

 

 “Não Dá Mais Para Segurar (Explode Coração)” foi uma das canções de consagração da carreira de Gonzaguinha e regravada por Maria Bethânia nos anos 70. Na voz da cantora, a faixa entrou de vez para a história da música brasileira e foi escutada pelos admiradores como uma música romântica. Já o compositor, filho do Rei do Baião, dizia que a letra se tratava de um alerta contra o aumento de custo de vida, sendo um pedido de justiça social. Se envolvendo nesta dualidade, Bruna Caram aborda os dois temas de forma arrebatadora no novo single do seu próximo disco “Afeto e Luta”.

 

Eu gosto de pensar que na verdade é uma canção sobre necessidades humanas. E isso engloba justiça, amor, afeto e luta.” conta Bruna Caram.

 

O single de MPB que antecede o lançamento do disco em homenagem ao Gonzaguinha, tem o arranjo inspirado em um tango, estilo associado ao romance, porém extremamente potente que abraça a intensidade da letra e se entrelaça com a voz de Bruna Caram. Nos instrumentais estão: Bernardo Goys no Baixo, Emílio Martins na Percussão, Ivan Teixeira no Piano e Noberto Vinhas no violão. E será lançado pelo selo Orangeira Music.

 

Escute:  https://found.ee/bc_ec

 

O álbum Afeto e Luta: Bruna Caram canta Gonzaguinha, terá a primeira parte lançada neste segundo semestre e recebe direção de interpretação de Nanan Gonzaga, filha do Gonzaguinha. Antes, a cantora lança “Não Dá Mais Pra Segurar (Explode Coração)” no dia 02 de setembro. E realiza turnê nacional.

 

Sobre o projeto:

“Afeto e Luta” era para ser só uma live, mas foi abraçada pelo público e transformada em projeto por Bruna Caram.  Em pleno 2022, ano muito importante e decisivo para o Brasil, a multiartista revive em turnê, a partir do mês de abril, a obra de Gonzaguinha transbordando amor e reivindicando a liberdade por cidades do Sudeste ao Nordeste.  O repertório é assinado por Jean Wyllys.

 

Gonzaguinha era mestre em juntar afetividade com a luta para cantar sobre a realidade brasileira. O clássico “O Que É, O Que É?”, por exemplo: “Viver e não ter a vergonha de ser feliz | Cantar a beleza de ser um eterno aprendiz| Eu sei que a vida devia ser bem melhor e será |Mas isso não impede que eu repita: É bonita, é bonita e é bonita!”. O ritmo contagiante até hoje faz a gente encher os pulmões e cantar bem alto, mas também é uma letra com sentido político. E foi no reencontro com o trabalho do artista e enxergando o passado e o presente tão comum, que Bruna Caram viu a necessidade de criar o projeto “Afeto e Luta”.

 

Tive a oportunidade de cantar Gonzaguinha e percebi o quão pertinentes são as canções dele até hoje e como é importante que o artista se coloque, dê suas opiniões, e tente transformar o mundo com a sua arte. Acho que foi isso que me trouxe.” conta Bruna.

 

Gonzaguinha fez parte de sua adolescência e juventude com a mãe e o irmão ouvindo dentro de casa. Quando começou a tocar sanfona, Bruna passeou mais para o lado de Gonzaga pai. E após surgir a oportunidade de cantar em uma live realizada em 2020 que a cantora se emocionou com as lembranças e com as letras que se encaixam tanto com o momento atual.

 

São 15 anos de carreira contabilizando seis discos lançados, um DVD, dois livros e um papel na TV. Este é o projeto mais político de Bruna Caram que decidiu usar a sua arte para transformar o mundo após tornar-se mãe e trabalhar na campanha “Ninguém Mexe Comigo” contra o abuso de crianças e adolescentes. E como a própria mencionou: “a gente precisa estar abastecido de afeto para lutar”.

 

Para a turnê, o político, jornalista e professor universitário, Jean Wyllys, reescreve o repertório e será diferente do acompanhado pelos fãs em 2020. Após passar por São Paulo, Pernambuco e Belo Horizonte, a cidade de Salvador e do estado de São Paulo terão a chance de desfrutar do espetáculo.

 

Agenda

 

15/09 – SESC Mogi das Cruzes | Mogi das Cruzes (SP)

22/09 – Bona Sampa | São Paulo (SP)

04/11 – Sampa Vila Itororó | São Paulo (SP)

12/11 – SESC/SENAC Pelourinho | Salvador (BA)

 

Sobre Bruna Caram

 

Conhecida por sua presença de palco e contato com múltiplas artes, Bruna Caram é cantora, compositora, instrumentista (toca piano, acordeon e violão), poeta, atriz, ativista, sócia-fundadora das empresas Cor e Voz e Essência Cor e Voz, e preparadora vocal.

 

Formada em Música pela Unesp (2010), ela tem em sua discografia 6 álbuns: Essa Menina (2006, com lançamento no Japão), Feriado Pessoal (2009), Bem-Vindo (2012), Multialma (2015), Alívio (2019) e Alívio Ao Vivo (2021).

 

Nas outras artes, Bruna atuou como atriz, em um dos papéis principais na minissérie Dois Irmãos (2017), na Rede Globo, como a personagem Rânia, irmã dos gêmeos vividos por Cauã Reymond. Também fez uma participação na série Os Dias Eram Assim, da Rede Globo, em 2018.

 

Em 2021, Bruna passou a integrar também o júri do programa Canta Comigo, em sua terceira temporada, na Rede Record, disponível também no Netflix.

 

Como poeta, Bruna lançou em 2021 o livro Pequena Poesia Presente, pela Ed Cândido, com texto de contracapa de Cassia Kis. Este é seu segundo livro lançado: o primeiro, Pequena Poesia Passional, é de 2015 e foi lançado de forma independente. A ideia de Bruna é lançar uma trilogia de poesia de bolso até 2025.

 

Bruna também é ativista na campanha de proteção à criança Ninguém Mexe Comigo, e compõe as canções de conscientização para a campanha, que recebeu apoio de Cassio Scapin, Marcelo Jeneci e Tv Cultura. A primeira canção-tema da campanha foi traduzida em várias línguas, ganhou vídeo musical com mais de 20 cantores, e matérias na imprensa de diferentes países.

 

Como preparadora vocal, Bruna é referência na área, pela empresa Cor e Voz, fundada por ela e pela fonoaudióloga Ana Terra Pompeu. Hoje a Cor e Voz atende mais de 80 cantores por semana e já assinaram a preparação vocal de artistas brasileiros importantes como Emicida, Luedji Luna, Marina Lima, Rashid, BNegão.

 

Como compositora, Bruna é parceira de Chico Cesar, Roberta Sá, Zeca Baleiro, Pedro Luís e Paulo Novaes.

 

Em 2022, Bruna prepara o lançamento de seu sétimo disco, em homenagem a Gonzaguinha: Afeto e Luta: Bruna Caram canta Gonzaguinha conta com pesquisa de repertório de Jean Wyllys e preparação de interpretação de Nanan Gonzaga.

 

 

Escute “Não Dá Mais Pra Segurar (Explode Coração)”:  https://found.ee/bc_ec

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: CAROLINA MARTINS Assessoria de Imprensa 

#SIGA NO INSTAGRAM
Rocksoulblues no @sesc14bis 

Lançamento do novo álbum do cantor Nasi @oficialnasi 

Vídeo: Jailson /Produção Boomerang Music 

#nasi #rocksoulblues #sesc14bis #boomerangmusic
Hoje (11/04), é aniversário da cantora e compositora Lisa Stanfield @lisajstansfield que completa 58 anos.

#lisastanfield #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (11/04), é aniversário do cantor, compositor e baixista Pit Passarell @oficialpitpassarell da banda Viper @viper_brazil que completa 56 anos.

#pitpassarell #happybirthday #viper #boomerangmusic
Hoje (11/04), é aniversário do cantor e compositor Zeca Baleiro @zbaleiro que completa 58 anos.

#zecabaleiro #happybirthday #MPB #boomerangmusic
Hoje (08/04), é aniversário do cantor e compositor Leoni @leonioficial que completa 63 anos.

Foi integrante da bandas Kid Abelha e Heróis da Resistência.

Sábado e domingo (13 e 14/04), tem show no Sesc Avenida Paulista @sescavpaulista pra comemorar.

#leoni #happybirthday #sescavenidapaulista