Carlinhos Vergueiro lança o álbum Tô aí

Cantor e compositor apresenta novos parceiros e canções inéditas, em disco que celebra 45 anos dedicados à música

 

álbum –  https://orcd.co/toai

 

clipe de “Cantei meu samba”: https://youtu.be/lGgi_KcIIN8

 

Foto por Nina Jacobi

 

Adepto da liberdade para criar, Carlinhos Vergueiro sempre evitou rótulos para definir seu estilo e seus caminhos. Essa máxima artística e pessoal o permitiu estabelecer parcerias com uma infinidade de nomes – de Adoniran Barbosa  a Vinícius de Moraes, de Sueli Costa a João Nogueira, de Chico Buarque a Arlindo Cruz – em uma obra que passeia com tranquilidade por valsas e boleros, sem cair em contradição quando finalmente desemboca no samba, ritmo que mais o acompanhou ao longo da vida e que acabou por consagra-lo.

 

Com essa flexibilidade de malandro experiente ele lança Tô aí. O álbum representa uma renovação, tanto no repertório quanto nas colaborações, quase todas nascidas do retorno de Carlinhos a São Paulo, o que promoveu o encontro do compositor com nomes da nova cena musical da cidade, seu berço e ponto de partida profissional.

 

É o caso da amizade com Arthur Tirone e Bruno Ribeiro, que rendeu frutos como a faixa que batiza a álbum (Tô aí) e De mais a mais, dois sambas bem temperados, assinados pelo trio. Valsa do esquecimento, de Carlinhos e Tirone, canta o lamento dos que sofrem com a perda de pedaços da vida apagados da memória. Com Cadu Ribeiro e Gregory Andreas Carlinhos compôs Cantei meu samba, um hino de amor e esperança, enquanto A Flor do meu lugar brotou do reencontro com o compositor Douglas Germano.

 

A nova geração de craques fica muito bem acompanhada de parceiros que sempre estiveram presentes na trajetória de Carlinhos, caso de J. Petrolino (Liberdade), Paulo Cesar Pinheiro (A cruz e a estrela), Eduardo Gudin (Meu delírio) e Francis Hime (Por tudo o que eu te amo). A seleção se completa com as 100% autorais Pra quem não sabe e Linha de fogo.

 

Tô aí conta com preciosas participações, como as de Hilda Maria, Cadu Ribeiro e Arthur Tirone nos vocais; Eduardo Gudin e Douglas Germano no violão e de Francis Hime ao piano, além de um time de músicos e arranjadores de primeira linha.

 

Todas as gravações ganharam registros em vídeos que podem ser assistidos nas páginas oficiais do cantor e da Biscoito Fino, responsável pela distribuição do disco nas plataformas digitais e lojas físicas.

 

 

Repertório de “Tô aí”

1-    Tô aí – Carlinhos Vergueiro/Arthur Tirone/Bruno Ribeiro dos Santos

2-    Liberdade – Carlinhos Vergueiro/J. Petrolino

3-    De mais a mais – Carlinhos Vergueiro/Arthur Tirone/Bruno Ribeiro dos Santos

4-    Linha de fogo – Carlinhos Vergueiro

5-    Meu delírio – Eduardo Gudin/ Carlinhos Vergueiro

6-    Cantei meu samba – Carlinhos Vergueiro/Cadú Ribeiro/Gregory Andreas

7-    A cruz e a estrela – Carlinhos Vergueiro/Paulo César Pinheiro

8-    Pra quem não sabe – Carlinhos Vergueiro

9-    Valsa do esquecimento – Carlinhos Vergueiro/Arthur Torre

10-  A flor do meu lugar – Carlinhos Vergueiro/Douglas Germano

 11-  Por tudo que eu amo – Francis Hime/ Carlinhos Vergueiro 

 

Siga:
@carlinhosvergueiro
www.carlinhosvergueiro.com.br

 

www.biscoitofino.com.br

@biscoitofino

 

Assessoria Biscoito Fino: Coringa Comunicação