Carlos Careqa lança ‘Somos todos estrangeiros’

O cantor e compositor lança seu 20˚ álbum, com a participação especial de Laura Catarina, Rita Benneditto e Simone Spoladore

 

Trinta anos separam o lançamento do primeiro disco de Carlos Careqa, “Os homens são todos iguais” (1993), de seu vigésimo álbum, “Somos todos estrangeiros”, que chegou recentemente em todas as plataformas digitais. Com produção de Marcio Nigro, o álbum sai pelo selo do próprio artista, Barbearia Espiritual Discos, com distribuição da Tratore.

 

“Nunca pensei que pudesse fazer tanto. Mas sempre tive vontade de fazer muito! Uma vida toda dedicada à canção. À música, a musa das musas”, reflete Careqa, que tem mais uma boa notícia para os fãs e colecionadores. “Somos todos estrangeiros” também chega em CD, com encarte e projeto gráfico do fotógrafo Edson Kumasaka.

 

A inspiração para o álbum veio da frase “Todos somos estrangeiros, em quase todos os lugares”, escrita pelo Dr. Umes Arunagirinathan, que migrou do Sri Lanka para a Alemanha aos 13 anos. “O álbum começou a ser pensado em  2018. De lá pra cá fui repensando as canções. Sei que sou um estrangeiro em São Paulo. Aliás, sempre fui um estrangeiro! Nasci em Santa Catarina, migrei aos 4 anos para Curitiba, aos 15 fui para Ponta Grossa (PR), aos 22  para Nova Iorque, aos 29  para Berlim e finalmente me assentei em São Paulo, terra de tantos estrangeiros. É sobre isso que o disco fala”, revela o compositor. “Humanos migram. Humanos constroem e destroem cidades. O estrangeiro convida a ver coisas que aquele que habita não vê. O disco fala um pouco sobre Vincent Van Gogh, Rei Salomão, Sansão, Taoismo, Umbanda, Nordeste, Etarismo e, principalmente, do meu próprio êxodo”, completa Careqa.

 

“Somos todos estrangeiros” foi produzido, mixado e masterizado por Marcio Nigro, que já havia produzido outros trabalhos do artista, e contou com a participação das cantoras Rita Benneditto e Laura Catarina, e da atriz Simone Spoladore. “Convidei Rita Benneditto, minha amiga de tantos anos, que conheci em São Paulo”, relembra Careqa. Ele e a cantora são amigos desde o início de carreira, quando Rita gravou uma parceria de Careqa com Raul Cruz, “Cortei o dedo”, em seu primeiro disco (“Rita Ribeiro”, 1997). “Também convidei para cantar comigo uma nova amiga, Laura Catarina, filha do amigo Vander Lee, a quem tanto admirava. E a Simone Spoladore, que conheci ainda em Curitiba, recita o poema ‘16 anos’ na canção de mesmo nome”, conta o artista. Entre outros trabalhos juntos, Careqa e Simone também atuaram no filme “Canção de Baal” (2007), com roteiro e direção de Helena Ignez.

 

 

No período da pandemia, Careqa lançou outros três álbuns: “Primeiros Anos” (2020), “Bossa Ahead” (2021) e “60 Minisongs” (2022), antes de voltar a trabalhar na produção de “Somos todos estrangeiros”. A criatividade e a necessidade de se reinventar também levaram o artista a colaborações virtuais com Eron Guarnieri, Swami Jr., Mário Manga e Thadeu Romano.

 

Sobre Carlos Careqa

 

Nascido no distrito de Guatá em Lauro Muller (SC), Carlos Careqa estudou música e teatro no Paraná, radicando-se em São Paulo nos anos 1990. Trabalhou em trilhas sonoras para teatro e atuou em peças e filmes de cinema. Atua no mercado publicitário desde 1986, com mais de 80 samples comerciais. Na discografia estão mais de 16 álbuns lançados, dentre eles o primeiro de sua carreira, Os homens são todos iguais (1993), Tudo que respira quer comer (2009), Ladeira da Memória (2012) e os mais recentes: Primeiros Anos (2020), Bossa Ahead (2021), 60 Minisongs (2022) e Somos todos estrangeiros (2023) – todos produzidos de forma independente, sem nenhum recurso fiscal!

 

Ouça Somos Todos Estrangeiros aqui

 

[ficha técnica]

 

SOMOS TODOS ESTRANGEIROS | CARLOS CAREQA

 

Participações especiais: Laura Catarina, Rita Benneditto e Simone Spoladore – voz

 

Carlos Careqa – voz

Marcio Nigro – baixo, violão, guitarra, teclado, samplers, piano, vocais

Thadeu Romano – acordeon, bandoneón

 

concebido e coproduzido por Carlos Careqa

produção musical, arranjos, mixagem e masterização: Marcio Nigro

gravação: Marcio Nigro, estúdio Buraco Nigro; voz de Laura Catarina gravada por Rafael Dutra no Estúdio Motor (BH); voz de Rita Benneditto gravada por Marcio Lo Miranda no Estúdio Eletro Fluminas (RJ)

capa, projeto gráfico e fotografia: Edson Kumasaka

 

[show de lançamento]

 

O álbum será lançado com show no Teatro do Sesc Pompeia, na quinta-feira, 23 de fevereiro, com a participação especial da cantora Rita Benneditto. A venda online de ingressos começa no dia 14/2, às 12h, e nas bilheterias das unidades da Rede Sesc no dia 15/2, às 17h.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: Adriana Bueno Assessoria de Comunicação

#SIGA NO INSTAGRAM
Hoje (19/04), é aniversário do baixista e um dos  fundadores da Plebe Rude @pleberude André Mueller X @apmmx

#andrex #pleberude #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (19/04), é aniversário do cantor e compositor Roberto Carlos @robertocarlosoficial que completa 83 anos.

Um dos maiores artistas da música popular brasileira 

#robertocarlos #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (18/04), é aniversário do músico e jornalista Rodrigo Rodrigues que completaria 49 anos.

Fundador da banda @thesoundtrackers 

Faleceu em 28/07/2020

#rodrigorodrigues #thesoundtrackers #happybirthday #boomerangmusic
Rocksoulblues no @sesc14bis 

Lançamento do novo álbum do cantor Nasi @oficialnasi 

Vídeo: Jailson /Produção Boomerang Music 

#nasi #rocksoulblues #sesc14bis #boomerangmusic
Hoje (11/04), é aniversário da cantora e compositora Lisa Stanfield @lisajstansfield que completa 58 anos.

#lisastanfield #happybirthday #boomerangmusic