Confira a programação da Casa Natura Musical em agosto

Casa Natura Musical recebe Alice Caymmi, Francisco, El Hombre, turnê de encerramento da banda 5 a Seco, lançamento de disco inédito do Barão Vermelho, entre outros

 

Em agosto, a Casa Natura Musical recebe o show comemorativo dos 20 anos do Falamansa no dia 1º/8, a turnê paulistana de encerramento do 5 a Seco de 2 a 4/8, show do cantor Gabriel Elias no dia 8/8, apresentação da banda Francisco, El Hombre no dia 9/8 e show de Alice Caymmi no dia 10/8.

 

As bandas E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante e Hurtmold se apresentam uma após a outra no dia 15/8 e Rafael Cortez lança o EP MPB – Naquele Tempo dia 16/8, com participação especial de Sabrina ParlatoreTom Zéestreia o show Comemoração no dia 17/8, com canções extraídas de três discos entre os anos 1968 e 1984 e o Grupo Triii apresenta show comemorativo de 10 anos de carreira no dia 18/8.

 

Barão Vermelho lança disco inédito na Casa dia 24/8 e o Arraiá do Geraldo Azevedo, que aconteceria em julho, foi transferido para dia 30/8.

 

Segue abaixo a programação de agosto com mais informações:

 

Falamansa

 

Dia 1º de agosto – Quinta-feira, 21h30. Abertura da casa: 20h

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Pista Lote 2 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 3 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Pista Lote 4 – R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia). Camarote – R$ 180 (inteira) e R$ 90 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Com a mesma formação desde a sua criação, o Falamansa soma mais de quatro milhões de discos vendidos, 11 álbuns, três DVDs e um Grammy latino, além de muitas outras premiações ao longo da carreira. Mantendo-se fiel às suas propostas rítmicas iniciais, a banda preza pela preservação da cultura brasileira através do forró e introduz em suas letras mensagens de alegria, fé, motiva­ção, amor, superação, amizade, consciência social e ambiental.

 

O repertório do show é composto por grandes sucessos que pontuaram a carreira do grupo desde 1998, como Xote dos milagres (Ta­to), Rindo à toa (Tato), Xote da alegria (Tato), Asas (Tato), Confidências (Petrucio Amorim/Acioly Neto), Amigo velho (Tato/Zeider Pires) e Medo de escuro (Tato). Também são esperadas as faixas inéditas lançadas no DVD que comemora as duas décadas da banda: Jóia rara (Tato), O dinheiro não compra o amor (Tato/Douglas Ca­palbo/Valdir do acordeon) e Par (Tato).

 

O grupo deve ainda homenagear ícones da música brasileira através das releituras de Isso aqui tá bom demais(Dominguinhos/ Nando Cor­del), Banho de cheiro (Carlos Fernando), Mo­rena tropicana (Alceu Valença), Asa Branca(Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) e Esperando na janela (Manuca Almeida/Raimundinho/Gilberto Gil/ Targino Gondim).

****

 

5 a Seco – 10 anos

 

Dias 2, 3 e 4 de agosto – Sexta, 22h; Sábado, 18h30 (sessão extra) e 23h; Domingo, 19h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 2 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Pista Lote 3 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Pista Lote 4 – R$100 (inteira) e R$ 50 (meia). Bistrô – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Camarote – R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia).

Classificação: 16 anos.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

 

Os shows de encerramento do 5 a Seco terão como base o repertório do disco Síntese, mais recente da banda, com músicas como Na Onda (Leo Bianchini e Vinicius Calderoni), Pensando Bem (Pedro Alterio e Tó Brandileone) e Lua Cheia (Pedro Viáfora). Também haverá espaço para sucessos de outros álbuns, como Feliz Pra Cachorro (Celso Viáfora e Pedro Viáfora), Pra Você Dar o Nome (Tó Brandileone) e Faça Desse Drama (Tó Brandileone, Léo Bianchini, Caê Rolfsen e Vinicius Calderoni).

 

Em seu Instagram, a banda escreveu a respeito do encerramento das atividades: “Dez anos não são dez minutos: uma quantidade espantosa de coisas acontece em uma década, e nossas vidas foram inteiramente transformadas. De lá para cá, foram três discos, quase 50 músicas, centenas de shows no Brasil e exterior, milhares de pessoas nos assistindo e nos ouvindo. Todos esses números e esses encontros aqui descritos são o reflexo de algo decisivo: o amor e a amizade profunda que está estabelecida entre nós cinco, uma admiração e respeito crescentes que faz cada um de nós agradecer diariamente pela sorte de termos ao lado companheiros tão talentosos e generosos”.

 

****

 

Gabriel Elias

 

Dia 8 de agosto – Quinta, 21h30. Abertura da casa às 20h

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 3 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 4 – R$70 (inteira) e R$ 35 (meia). Bistrô – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Camarote – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

 

O cantor mineiro Gabriel Elias faz show do disco 4 estações, produzido por Rafael Ramos (Deck) e lançado em formato inédito: a cada transição climática, um EP – do outono até o verão de 2018. No projeto, as particularidades de cada estação inspiraram as composições. “O maior desafio no processo de gravação do disco foi estabelecer uma conexão das características de cada estação com a sonoridade de cada EP. O amarelado do outono, a preguiça do inverno, a esperança da primavera e a energia do verão se transformaram em música”, conta Gabriel. Cantor, compositor e multi-instrumentista, o jovem inspira influências costeiras em suas canções, embalado por pitadas de reggae, ska e surf music.

 

Entre as treze canções do novo CD, que sucede o primeiro álbum, Solar (2017), destaque pro single Fiz Esse Som Pra Você, uma das faixas que se destacaram nas rádios pop do país. “Essa é minha canção favorita, que conta uma história real sobre duas formas de saudade, a saudade do mar e a saudade da sereia”, brinca. Outras músicas que fazem parte do disco são Sol ParticularAlma Salgada e Solstício de Verão.

****

 

Francisco, El Hombre / Show de abertura: Abacaxepa

 

Dia 9 de agosto – Sexta-feira, 22h (abertura da casa às 20h30)

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 2 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 3 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Pista Lote 4 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Bistrô – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Camarote – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia).

Classificação: 18 anos.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

 

Sucessor de SOLTASBRUXA (2016), álbum que levantou questões sociopolíticas, feministas e de igualdade, RASGACABEZA (Natura Musical), novo disco do Francisco, El Hombre, mantém discurso latente, mas aborda os assuntos em uma linguagem mais eletrônica com timbres retirados de samples, de gravações na estrada e de vídeos no YouTube. O show trará sucessos do primeiro disco, como Triste, Louca ou Má e Calor da Rua, e músicas do novo trabalho, como O TEMPO É SUA MORADA :: celebrar e CHAMA ADRENALINA :: gasolina.

 

A proposta do novo disco é trocar a leveza do quinteto por tons mais agressivos e industriais. “O Brasil estava em uma situação política muito tensa e queríamos que tudo inflamasse”, recorda-se Sebastián. “É um pouco niilista o pensamento de que tem que queimar tudo para que então ressurja, mas, no calor do momento, era o que a gente estava vendo como solução”, complementa.

 

Banda Abacaxepa, que fará a abertura do show, é composta pelos artistas Bruna Alimonda (Vocal), Carol Cavesso (Vocal), Rodrigo Mancusi (Vocal), Fernando Sheila (Baixo), Juliano Veríssimo (Bateria), Ivan Santarém (Guitarra) e Vinícius Furquim (Teclado e vocal). Com influência teatral e tropicalista, a banda valoriza a cultura brasileira e tem em seu discurso a desconstrução da normatividade no comportamento e na estética.

 

Suas referências musicais vão do sudeste ao nordeste, do urbano ao rural, do rock ao samba. De Caetano Veloso a Raul Seixas, a banda tem como referências os artistas do movimento tropicalista e artistas contemporâneos como As Bahias e a Cozinha Mineira e Anelis Assumpção. No repertório, musicais autorais do grupo, como Pimenta e O Dia Que Maria Levantou.

****

 

Alice Caymmi

 

Dia 10 de agosto – Sábado, 22h (abertura da casa às 20h30)

Ingressos: Mesa Setor 1 – R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia). Mesa Setor 2 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Mesa Setor 3 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Bistrô – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Camarote – R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia).

Classificação: 18 anos.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 360 lugares (mesa).

 

Acompanhada pelo pianista Itamar Assiere e o percussionista Filipe Castro, Alice Caymmi apresenta show da turnê do disco Electra, recém-lançado pela gravadora Jóia Moderna. O repertório é composto por músicas que a artista garimpou junto de Zé Pedro (diretor artístico do álbum), em obras de antigos compositores para o novo álbum, como Medo (Letra de Reinaldo Ferreira com interpretação de Amália Rodrigues), De Qualquer Maneira (Candeia), Diplomacia (Maysa), Pelo Amor de Deus (Tim Maia) e Mãe Solteira (Elton Medeiros e Tom Zé).

 

A artista também revisita músicas de seus álbuns anteriores em faixas como Agora e A Estação (do álbum ALICE, de 2018);  IansãMeu Recado e Como Vês (de Rainha dos Raios, de 2014), entre outras surpresas, como Andança, música do pai da cantora, Danilo Caymmi. O disco e os shows da turnê de Electra que aconteceram até agora receberam críticas elogiosas de público e imprensa.

 

****

 

Balaclava: E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante + Hurtmold

 

Dia 15 de agosto – Quinta-feira, 21h30 (abertura da casa às 20h)

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 3 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 4 – R$70 (inteira) e R$ 35 (meia). Bistrô – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Camarote – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia).

Classificação: 18 anos.

Duração: 120 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

 

O selo e produtora Balaclava Records reúne, pela primeira vez em uma mesma noite, dois dos principais nomes da música alternativa e instrumental no país: Hurtmold e E a Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante. O show contará com participações inéditas entre os grupos paulistanos, representantes de diferentes gerações que compartilham influências da música experimental e eletrônica.

 

Com base no rock, o sexteto Hurtmold utiliza diversos instrumentos para chegar em sua sonoridade orgânica, repleta de texturas e sempre aberta a improvisações, em turnê que comemora seus 20 anos de carreira. O E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante traz um repertório baseado em seu álbum de estreia, Fundação, que traz referências do indie dos anos 1990 e do pós rock, explorando elementos percussivos e eletrônicos que se somam a paredes de guitarras e distorções.

****

 

Rafael Cortez – Lançamento do EP MPB – Naquele Tempo

Participação de Sabrina Parlatore

Dia 16 de agosto – Sexta, 22h (abertura da casa às 20h30)

Ingressos: Mesa Setor 1 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Mesa Setor 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Bistrô – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Camarote – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 105 minutos.

Capacidade: 360 lugares (mesa).

 

Conhecido do grande público como humorista e apresentador de TV e internet, Rafael Cortez tem também uma relação de estudos e projetos musicais há mais de 25 anos. Ele é violonista (com um CD demo, Solo, de 2005, e um profissional, Elegia da Alma, de 2011), idealizador do Música Divertida Brasileira (que também ganhou CD em 2016), projeto de resgate e releitura das músicas mais engraçadas da MPB que gravou em parceria com a banda Pedra Letícia e, recentemente, iniciou também um trabalho como cantor e compositor de MPB – o resultado dessa incursão foi o EP MPB – Naquele Tempo (Sony Music), composto por oito faixas que resgatam as  principais referências afetivas e musicais de Cortez. O disco será disponibilizado em todas as plataformas digitais a partir do dia 9 de agosto. Sabrina Parlatore, que canta nas faixas Encantada e Compromisso,  faz participação especial no show.

 

No repertório, também entram músicas como Amor no Gibraltar e Questão de Tempo, que fazem parte do disco, e covers de artistas que são referência na sua carreira, como Chico Buarque, Simonal, Leandro Medina, Luisa Sobral, Adauto Santos, Caetano Veloso e Rita Lee. A banda que acompanha Rafael Cortez (voz e violão) é composta por Sérgio Bello (violão), que também assina arranjos e direção musical do EP; Leal Medina (bateria) e Henrique Pereira (baixo).

 

Para o artista, o EP é uma evolução natural da sua obra musical, que já passou pelas músicas instrumentais de seus discos de violão e as dezenas de apresentações com a Pedra Leticia em função do projeto de músicas engraçadas. O novo disco também representa uma homenagem a grandes ídolos e ícones da música brasileira, como Wilson Simonal e Nara Leão.

****

 

Tom Zé – Comemoração

 

Dia 17 de agosto – Sábado, 22h (abertura da casa às 20h30)

Ingressos: Mesa Setor 1 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Mesa Setor 2 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Mesa Setor 3 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Bistrô – R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia). Camarote – R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia).

Classificação: 18 anos.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 360 lugares (mesa).

O cantor e compositor baiano Tom Zé celebra três fases da sua carreira no show inédito Comemoração, que rememora canções de três CDs da sua extensa discografia, formada por 23 álbuns de estúdio: Grande Liquidação(1968), Estudando o Samba (1976) e Nave Maria (1984).

A ideia do show surgiu depois de a Pitchfork, um dos principais portais de jornalismo musical dos Estados Unidos, classificar Grande Liquidação como um dos melhores discos lançados na década de 1960 no mundo. O veículo ainda listou a faixa Dói, do disco Estudando o Samba (1976), como uma das melhores músicas da década de 1970 e Nave Maria, do disco homônimo de 1984, como uma das melhores músicas da década de 1980.

 

Seu experimentalismo só foi assimilado pela crítica e público brasileiro muito tempo depois da data de lançamento – Estudando o Samba só ganhou a devida atenção depois de ter sido escutado pelo ex-Talking Head David Byrne, cuja gravadora lançou compilação de canções do brasileiro intitulada The Best Of Tom Zé nos Estados Unidos, onde a obra tem total sucesso de crítica e público, o que ajudou a alavancar sua relevância em território nacional. Até hoje, Tom Zé é considerado uma das figuras mais originais da música popular brasileira, tendo se tornado uma das vozes mais influentes no cenário musical do Brasil.

****

 

Grupo Triii / Casinha + Casa do Brincar

 

Dia 18 de agosto – Domingo, 15h30. Abertura da casa: 14h

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Pista Lote 2 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 3 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

 

Grupo Triii segue as celebrando os 10 anos de carreira num show que reúne músicas e brincadeiras. A proposto da banda é criar um contato direto com crianças e suas famílias através da música, de forma sensível, divertida e sempre muito criativa. O Grupo Triii é formado por Marina Pittier (voz), Fê Stok (guitarra e voz) e Ed Encarnação (bateria e voz). No repertório, músicas como A E I O U, Viro Vira VirouO Tomate e o Caqui, Pão Pão Pão, Sopa Supimpa, Ei, Ei, Ei Vanderlei, entre outras. O grupo também apresenta novas canções, como Purê, Xote da Dona Ema e Pipoca, Pipoca.

 

Sobre o projeto Casinha + Casa do Brincar

 

Com o objetivo de oferecer às crianças uma gama de atividades que estimulem a imaginação e criatividade, o projeto Casinha + Casa de Brincar traz à Casa Natura Musical um ambiente especialmente criado para elas, com brinquedos não estruturados, espaços recreativos e acompanhamento de facilitadores que tornam as brincadeiras ainda mais estimulantes.

 

As brincadeiras propostas pelo projeto são um estímulo para que as crianças desenvolvam diversas habilidades relacionadas à criatividade, ao fazer artístico e ao próprio corpo – também há uma preocupação para que participantes de todas idades possam se integrar e criar suas próprias brincadeiras através da imaginação.

****

 

Barão Vermelho (foto destaque)

 

Dias 24 de agosto – Sexta, 22h. Abertura da casa às 20h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Pista Lote 2 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 3 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Pista Lote 4 – R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia). Bistrô – R$ 180 (inteira) e R$ 90 (meia). Camarote – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia).

Classificação: 18 anos

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

 

A banda Barão Vermelho volta à Casa Natura Musical para lançamento do seu mais novo trabalho em apresentação única. Guto Goffi, Maurício Barros, Fernando Magalhães e Rodrigo Suricato vêm trabalhando no álbum de inéditas e em julho o público terá acesso a um EP com três músicas em todas as plataformas digitais, adiantando um pouco do trabalho que será lançado na íntegra em agosto. No repertório do show, estão previstos grandes sucessos da banda e as músicas inéditas.

****

 

Arraiá do Geraldo Azevedo

 

Dia 30 de agosto – Sexta-feira, 22h (abertura da casa às 20h30)

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 2 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Pista Lote 3 – R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia). Bistrô – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia). Camarote – R$ 220 (inteira) e R$ 110 (meia).

Classificação: 12 anos.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

 

Arraiá do Geraldo Azevedo, originalmente marcado para dia 13 de julho, foi transferido para dia 30 de agosto e trará no repertório ritmos vibrantes da obra do artista, representados por canções como Sabor Colorido (Geraldo Azevedo e Capinan), Tempero do Forró (Geraldo Azevedo e Geraldo Amaral) e Moça Bonita. Outras músicas ganham novos arranjos para animar a plateia – como é o caso de Chorando e Cantando (Geraldo Azevedo e Fausto Nilo). O cantor ainda vai interpretar releituras de clássicos dos mestres Luiz Gonzaga e Dominguinhos, entre outros artistas que costumam embalar as festas juninas.

 

Atualmente, Geraldo Azevedo excursiona pelo país acompanhado apenas por seu violão na turnê de lançamento do DVD Solo Contigo. Na Casa, reunirá sua banda para apresentar os sucessos autorias e clássicos juninos que prometem colocar o público paulista para cantar e dançar do início ao fim do show.

 

Casa Natura Musical

 

Inaugurada em maio de 2017, a Casa Natura Musical celebra dois anos como um dos espaços mais relevantes e antenados do circuito cultural de São Paulo, tendo sido eleita como a melhor casa de shows de grande porte da capital paulista (O Estado de S. Paulo, em 5/10/18) e o Melhor Espaço Para Shows (Blog do Arcanjo / UOL, em 2/1/19). Com total visibilidade de qualquer ponto da plateia, a Casa oferece uma combinação de conforto e qualidade musical, configurando-se como palco ideal para abrigar nomes consagrados, novos talentos e projetos especiais. A Casa é comprometida com pautas que convidam o público a participar de reflexões e discussões muito presentes nos dias de hoje por meio de uma programação pulsante, diversa e inclusiva. Uma de suas propostas fundamentais é proporcionar experiências e conteúdos engajadores, dando voz a diferentes pessoas e movimentos. Localizada em Pinheiros, o empreendimento soma os esforços dos empresários Paulinho Rosa e Edgard Radesca aos da cantora e compositora Vanessa da Mata. O patrocínio é da Natura, empresa que há quase 15 anos destaca-se pela atuação na valorização da produção contemporânea e da identidade musical brasileira por meio da plataforma Natura Musical.

 

CASA NATURA MUSICAL

Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo, tel: (011) 3031-4143
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Ingressos podem ser pagos com dinheiro, cartões de crédito e débito
Horário da bilheteria: de terça a sábado, das 12h às 20h. Segundas e domingos, quando houver show. Em dias de espetáculo, a bilheteria fecha mais tarde, até uma hora após o início da apresentação.
Venda de ingressos: www.casanaturamusical.com.br
Venda para pessoas com deficiência: 4003-6860
https://www.facebook.com/CasaNaturaMusical
https://www.instagram.com/casanaturamusical/
www.twitter.com/casanaturamus

 

Assessoria de imprensa – Casa Natura Musical