Confira os destaques da programação de abril do Sesc Pompéia

TEATRO

 

A QUEDA

Um homem está numa queda livre e convida a plateia a presenciar este acontecimento. Neste percurso sua única companhia, além do público, é um pássaro que tem a função de arrancar seus membros, vísceras e memória, à medida que se aprofunda na queda. Antes de perder tudo o que possui, ou tudo o que seu corpo e espírito carregam, o homem tenta elaborar os significados deste “milagre”, despedindo-se de tudo o que compõe a sua história.

 

SERVIÇO:

A QUEDA

Temporada: de 11 de abril a 25 de abril de 2019. Quinta a sábado, às 21h30, domingo às 18h30. *Dia 19 de abril não tem espetáculo.

Espaço Cênico.

Ingressos: R$6 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$10 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$20 (inteira).

 

Black Brecht: E Se Brecht Fosse Negro?

 

Perante o Supremo Tribunal do Reino das Sombras apresenta-se Luculus Brasilis, o general-civilizador, que precisa prestar contas da sua existência na terra para saber se é digno de adentrar no Reino dos Bem-Aventurados.Sob a presidência do juiz dos Mortos, cinco jurados participam do julgamento: Um professor, uma peixeira, um coveiro, uma ama de leite e um não nascido. Estão sentados em cadeiras altas, sem mãos para segurar, nem bocas para comer e os olhos, há muito, apagados. Incorruptíveis. Tem início: Kuthetha ou Shecassombisiwá- “O julgamento do colonizador”.

 

SERVIÇO:

BLACK BRECHT: E SE BRECHT FOSSE NEGRO?

Temporada: de 18 de abril a 28 de abril de 2019. Quarta às 20h. Quinta a sábado, às 21h, domingo às 18h. *Dia 19 de abril não tem espetáculo.Teatro*O Teatro do Sesc Pompeia possui lugares marcados e galerias superiores não numeradas. Por motivo de segurança, não é permitida a permanência de menores de 12 anos nas galerias, mesmo que acompanhados dos pais ou responsáveis. Abertura da casa com 30 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$7,50 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$12,50 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$25 (inteira).

ALTISSONANTE

 

Espetáculo solo circense da artista Lu Menin, que constrói sua própria trajetória mítica e feminina. Em um “Aereotório”, seu espaço de oração, a personagem vive uma explosão passional em busca do amor. As técnicas de parada de mãos, acrobacia, dança, aéreos e voz são os meios de expressão dessa figura barroca e altissonante! Altissonante, reflete a busca pelo amor, uma explosão passional sobre a realidade das relações amorosas.

 

SERVIÇO:

ALTISSONANTE

Temporada: de 4 de abril a 7 de abril de 2019. Quinta a sábado, às 21h, domingo às 18h. Teatro*O Teatro do Sesc Pompeia possui lugares marcados e galerias superiores não numeradas. Por motivo de segurança, não é permitida a permanência de menores de 12 anos nas galerias, mesmo que acompanhados dos pais ou responsáveis. Abertura da casa com 30 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$9 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$15 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$30 (inteira).

 

MÚSICA

 

Newen Afrobeat (CHI)

 

Newen Afrobeat é a primeira orquestra de afrobeat do Chile. Formada em 2009, é a resposta desta parte do planeta para o estilo musical criado por Fela Kuti. Sua música é a união da tradição africana com a herança musical latino-americana. “Newen” em língua Mapundungun, original do povo mapuche, um dos principais povos indígenas do Chile, significa Força ou Espírito manifestado em todas as coisas. SERVIÇO:

 

NEWEN AFROBEAT

Dia 04 de abril, quinta-feira às 21h30

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$9 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$15 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$30 (inteira).

 

FUNDO DE QUINTAL

O grupo comemora 40 anos de carreira com lançamento do DVD “Roda de Samba no Cacique de Ramos”, onde começaram sua carreira. No repertório do DVD e do show apresentam os grandes sucessos de sua carreira: “A Batucada dos nossos Tantãs”, “Boca Sem Dente”, “Vai Lá Vai Lá”, “Lucidez”, “Nosso Grito”, “O Show tem que Continuar”, “Amizade”, entre outros. Hoje o Fundo de Quintal é formado por Ademir Batera (bateria), Bira Presidente (pandeiro e voz), Sereno (tantã e voz) e Ubirany (repique e voz), Júnior Itaguaí (banjo e voz) e Márcio (cavaco e voz).SERVIÇO:

 

FUNDO DE QUINTAL

 

Dias 5 e 6 de abril de 2019. Sexta-feira e sábado às 21h30.

 

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$12 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$20 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$40 (inteira).

 

MONDHORO

O Mondhoro é um grupo formado por artistas que criam sonoridades originais, que contam histórias através dos instrumentos musicais tocados: a M’bira, o Baixo, a Guitarra Baiana e a Bateria, unindo elementos tradicionais e contemporâneos. O quarteto faz a aproximação de batidas populares do vasto folguedo brasileiro, especialmente com as do Nordeste do nosso país, como o Caboclinho, Cavalo Marinho e Sotaque da Baixada, parte do Bumba meu boi maranhense. Ritmos de outras partes do mundo também são referências para o grupo compor suas canções, encontrando assim, muitas relações e fortalecendo a expansão cultural de resistência e identidade em todo o território nacional.

 

SERVIÇO:

MONDHORO

Dia 11 de abril, quinta-feira às 21h30

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$6 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$10 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$20 (inteira).

 

LaBaq

A necessidade de pensarmos luz, de sermos nós a nossa própria luz-guia no meio da densidade dos dias que sentimos se aproximarem é que deu o tom de “Lux”, segundo álbum de LaBaq, que vem ao mundo em abril/2019. Em um show onde o público experimenta o diálogo entre luz e som, prosa e poesia, sintetizadores e controladores indo do experimental ao pop em canções em português, espanhol e inglês, LaBaq traz ao palco do Sesc Pompeia sua estreia luzente.

 

SERVIÇO:

LaBaq

Dia 12 de abril, sexta-feira às 21h

Teatro

*O Teatro do Sesc Pompeia possui lugares marcados e galerias superiores não numeradas. Por motivo de segurança, não é permitida a permanência de menores de 12 anos nas galerias, mesmo que acompanhados dos pais ou responsáveis. Abertura da casa com 30 minutos de antecedência ao início do show.

Ingressos: R$6 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$10 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$20 (inteira).

 

ORQUESTRA JABAQUARA

Grupo de 17 integrantes desenvolve a pesquisa, composições e interação entre os diversos estilos musicais do país e do mundo E apresentam com uma roupagem harmônica moderna da música popular brasileira. Comandada pelo maestro e produtor Xuxa Levy, a banda segue os moldes das clássicas big bands do século XX. Com bateria, baixo, guitarra, percussão, aliados aos naipes de trombone, sax, flautas e trompetes, formando um conjunto que rima MPB com POP. O nome da orquestra é uma homenagem à Orquestra Tabajara, criada pelo maestro Severino Araújo em 1934, na Paraíba. O setlist das apresentações da Orquestra Jabaquara conta com composições autorais e parcerias com outros compositores, como a atriz e cantora Marisa Orth e o músico André Abujamra.

 

SERVIÇO:

ORQUESTRA JABAQUARA

Dia 12 de abril, sexta-feira às 21h30

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$6 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$10 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$20 (inteira).

 

Luiz Caldas e Saulo Fernandes

O pioneiro e o grande herdeiro da Axé Music juntos, interpretando novas canções e clássicos do movimento. Em formato intimista, vozes e violões, o espetáculo reúne músicas como Frenesi, Magia, faixa-título do primeiro LP de Luiz Caldas, e Raiz de Todo Bem, última canção perene do Axé. Juntos revivem grandes momentos da música de carnaval de Salvador.

 

SERVIÇO:

LUIZ CALDAS E SAULO FERNANDES

Dias 13 e 14 de abril de 2019. Sábado às 21h. Domingo às 18h.

Teatro

*O Teatro do Sesc Pompeia possui lugares marcados e galerias superiores não numeradas. Por motivo de segurança, não é permitida a permanência de menores de 12 anos nas galerias, mesmo que acompanhados dos pais ou responsáveis. Abertura da casa com 30 minutos de antecedência ao início do show.

Ingressos: R$9 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$15 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$30 (inteira).

 

Nação MARACATU PORTO RICO – CAnto para os orixás

A Nação Porto Rico tem hoje como Mestre Chacon Viana, trazendo seu Baque das Ondas, se destacando pela criação rica de toadas e pelo diferencial instrumental no baque, com a introdução de atabaques e agbês. A forte musicalidade do Mestre e Babalorixá traz inovações ao baque sem perder a tradição no qual se criou. Hoje a Nação do Maracatu Porto Rico é a nação com mais títulos do carnaval recifense, exibindo sua excelente e rica organização instrumental, dividindo seus tambores, chamados de alfaias, em quatro tipos, divididos pelo tamanho, o timbre e a sua função; seus nomes se originam do nagô: Melê, Biancó, Ian e Iandarrum. A Nação Porto Rico traz sua apresentação vibrante, louvando e cantando os Orixás e suas tradições e histórias, fazendo uma grande festa negra, com seus 102 anos de história conhecida e 51 anos de Pina, é Resistência, patrimônio vivo e pulsante do nordeste do Brasil. Nas suas cores verde e vermelho, traz seu Patronô Ogum, com sua raiz no Camdomblé Nagô, o Xangô de Recife.

 

SERVIÇO:

MARACATU PORTO RICO

Dia 13 de abril, sábado, às 21h30.

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$6 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$10 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$20 (inteira).

 

Tássia Reis

Tássia Reis lançou, em 2014, seu primeiro e homônimo EP. Dois anos depois, o álbum “Outra Esfera”. Agora, unindo grandes sucessos, todos autorais, estreia o primeiro vinil da carreira. No lado A, “Primavera’, “Good Trip”, “Meu Rapjazz”, “Calma Preta”, “No Seu Radinho” e “Asas”. No lado B, “Ouça-Me “, “Semana Vem”, “Da Lama / Afrontamento”, “Se Avexe Não” e  Perigo”. Para o show que celebra a novidade, Tássia será acompanhada por DJ 3D, Jhow Produz (bateria), Sintia Piccin (sax, flauta e apoio vocal) e Weslei Rodrigo (baixo).

 

SERVIÇO:

TÁSSIA REIS

Dia 18 de abril, quinta-feira, às 21h30

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$9 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$15 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$30 (inteira).

 

Autoramas (foto em destaque)

O show marca a comemoração dos 20 anos da banda, apresentando além de músicas do novo álbum, suas composições de maior destaque como “Fale mal de Mim”, “Quando A Polícia Chegar”, “Nada a Ver” que rolaram muito nas rádios de rock, “Você Sabe” clipe mais premiado do VMB em 2005, “Mundo Moderno”, tema de abertura do programa Caos, do History Channel, “I Saw You Saying”, composição do Gabriel Thomaz que estourou no Brasil todo com os Raimundos.

 

SERVIÇO:

AUTORAMAS

Dia 20 de abril, sábado, às 21h30

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$6 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$10 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$20 (inteira).

 

LADAMA

LADAMA é um grupo musical formado por quatro mulheres de várias partes da América que se empenham para engajar as mulheres em suas respectivas comunidades no processo de fazer música, compondo e produzindo áudio. Seu objetivo é abordar a desigualdade de gênero e a representação desigual das mulheres em todos os aspectos da educação musical, da indústria e dos negócios. Como um grupo musical, buscamos ativamente a criação de composições originais, reunindo elementos da música tradicional das culturas que esperamos servir, além de características não tradicionais, a partir das experiências musicais de cada membro.

 

SERVIÇO:

LADAMA

Dia 25 de abril, quinta-feira, às 21h30

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$9 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$15 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$30 (inteira).

 

General Elektriks (FRA)

A banda francesa, formada em 1999 por Hervé Salters, é uma mistura distante de funk vintage, hip hop, riffs noir e melodias pop. No ano de 2016, Salters co-produziu com Pupilo o disco Tropix da cantora paulista Céu que rendeu 2 Latin Grammys de melhor disco de pop brasileira e de melhor som. Em 2018, participou da gravação do disco da ” A Pele do Futuro” da Gal Costa. Foi em 2018 que ele lançou o novo álbum do General Elektriks “Carry No Gosts”, disco considerado pela crítica especializada, um dos melhores da discografia da banda.

 

SERVIÇO:

GENERAL ELEKTRIKS

Dia 26 de abril, sexta-feira, às 21h30

Comedoria*A capacidade do espaço é de 800 pessoas. Assentos limitados. A compra do ingresso não garante a reserva de assentos. Abertura da casa com 90 minutos de antecedência ao início do show.Ingressos: R$12 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$20 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$40 (inteira).

 

Geração Z

Projeto de música que convida bandas e artistas jovens para um show ao céu aberto e gratuito no Deck do Sesc Pompeia. Na sua primeira edição teve a banda Tuyo, com o lançamento do álbum “Pra Curar”.

– TIÊ

Cantora e compositora de voz doce e letras sinceras, Tiê possui quatro discos lançados pela Warner Music: GAYA (2017), Esmeraldas (2014), A Coruja e o Coração (2011), e Sweet Jardim (2009). Sua música, “A Noite” (álbum Esmeraldas) ultrapassou a marca de 91 milhões de views no Youtube e foi uma das 5 músicas mais tocadas de 2015. Em 2016 ela fez os shows de abertura da banda Coldplay no Maracanã (RJ) e Allianz Parque (SP), e uma turnê no Japão. No show apresenta músicas de toda a sua carreira.

 

– FingerFingerrr

O duo de rock paulistano FingerFingerrr, formado por Flavio Juliano e Ricardo Cifas, lança seu primeiro disco, “MAR”, pelo selo Rosa Flamingo, da cantora Tiê. Os 26 minutos de duração do disco espalhados em dez faixas autorais foi produzido pelo duo e Fernando Sanches (Marcelo Camelo, Mallu Magalhães e Hurtmold), mixado por Mario Caldato Jr (Beastie Boys, Björk, Beck e Planet Hemp) e masterizado por Robert Carranza (vencedor de quatro Grammy’s). Com um som que mescla punk, rock e eletrônico, o duo já fez 5 turnês nos EUA, assim como na Europa, Canadá e Austrália e mais de 100 shows em divulgação do “MAR”, tocando em grandes festivais como Primavera Sound, SXSW, Perth Festival, Canadian Music Week, Northside Festival; e SIM SP, DoSol, Porão do Rock, Vento, Bananada e Virada Cultural. Em 2019, FingerFingerrr prepara novos lançamentos e turnês no Brasil e exterior.

 

 

Serviço:
Tiê – dia 13 de abril de 2019, sábado, às 16h.

FingerFingerrr – dia 14 de abril de 2019, domingo, às 16h.

Deck Solarium – Grátis

 

 

AÇÕES PARA A CIDADANIA

FÓRUM DE QUALIDADE DE VIDA NAS ORGANIZAÇÕES – CULTURA DE SAÚDE E INOVAÇÃO

O Sesc Pompeia, propõe para os dias 10 e 11 de abril no teatro do Unidade Pompeia, uma nova edição do Fórum Qualidade de Vida nas Organizações – Cultura de saúde e Inovação, dada a aceitabilidade dos gestores de Rhs, onde na última edição tivemos a participação de representantes de 163 empresas contribuintes, o fórum faz parte das ações do programa de relacionamento com as empresas, voltado aos representantes dos departamentos de recursos humanos das empresas do comércio de bens, serviços e turismo, visando a informação e disseminação das ações destinadas ao nosso público prioritário.

 

SERVIÇO:

FÓRUM DE QUALIDADE DE VIDA NAS ORGANIZAÇÔES

Dias 10 e 11 de abril, quarta e quinta, das 9h às 17h

Teatro | GRÁTIS

INSCRIÇÕES: A partir de terça, 19/3, pelo site do Sesc.

 

Viver em São Paulo: a Cultura e a Cidade

O seminário apresenta os resultados da pesquisa Viver em São Paulo: a Cultura e a Cidade, conduzida pelo Instituto Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo. Além de debater os dados inéditos da pesquisa sobre acesso à cultura na capital paulista, o evento traz uma intervenção artística com cenas da peça de dança Outras Portas, Outras Pontes, da Cia. Sansacroma. O espetáculo propõe um olhar sobre o apartheid “gentil” existente no Brasil, onde negros operários são tratados como sub-cidadãos e os espaços físicos geram separações de classes numa cidade miscigenada.

 

Rede Nossa São Paulo é uma organização da sociedade civil que tem por missão mobilizar diversos segmentos da sociedade para, em parceria com instituições públicas e privadas, construir e se comprometer com uma agenda e um conjunto de metas, articular e promover ações, visando a uma cidade de São Paulo justa, democrática e sustentável.

Data: 9/4, às 10h30
Local: Teatro
Inscrições: Credenciamento 30 minutos antes no local
Grátis

 

Assessoria de Imprensa – Sesc Pompéia

maiores informações sobre venda de ingressos em www.sescsp.org.br

#SIGA NO INSTAGRAM