A Banda Que Nunca Existiu lança single com Pedro Mariano

‘Essa Canção’ é o segundo single da banda, que chega três meses após a estreia do projeto, com Augusto Licks nos vocais de ‘Só Uma Vez’

 

A Banda Que Nunca Existiu (ABQNE) está reunindo grandes nomes da música para dar voz ao seu álbum de estreia, com repertório inédito dos compositores Humberto Lyra e Luiz Pissutto. O primeiro single, “Só Uma Vez”, chegou nas plataformas digitais em julho trazendo no vocal o guitarrista gaúcho Augusto Licks (ex- Engenheiros do Hawaii), que ainda encorpou o arranjo com suas guitarras em overdub. Agora, A Banda Que Nunca Existiu recebe Pedro Mariano, um dos grandes intérpretes de sua geração, para cantar a romântica “Essa Canção”, que chega hoje (1 de outubro) nos aplicativos de música e em seguida com clipe no youtube.

 

“Participar de um projeto repleto de canções inéditas é tudo o que um intérprete pode querer, pois a vida do intérprete é garimpar composições. Quando esse mesmo projeto reflete todo o amor que seu autor tem pela música e tudo o que ela representa, as coisas ficam ainda mais especiais. Fiquei muito feliz com o convite”, comenta Pedro Mariano.

 

Pedro Mariano, crédito foto Rafael Ianni

 

A vida era outra no início dos anos 90, quando Lyra escreveu “Essa Canção” pouco antes de conhecer outro adolescente, Pissuto, com quem idealizou A Banda Que Nunca Existiu naquele começo de década. O repertório autoral e a ideia do projeto começaram a ganhar nova forma em 2015, quando Lyra reencontrou numa faxina seu caderno repleto de letras manuscritas. “Como regra, deixamos nossos textos e canções na nuvem com livre acesso e transição entre nós, assim cada um pode trabalhar no seu tempo. Era domingo e Pissuto, procurando uma letra para levar pro estúdio, redescobriu ‘Essa Canção’”, conta Lyra.

 

Simples e romântica, a letra foi atualizada e a canção evoluiu. Como relembra Pissuto, “ficou apenas uma lembrança, uma saudade gostosa, e no estúdio o som ficou retrô. Já no meio da madrugada Fernando Nunes gravou o baixo com uma flanela para dar o efeito grave e retrô. A linha de metais trouxe um ar ainda mais elegante, uma ideia do Tiquinho (trombone), que gentilmente se ofereceu para arranjar os metais dessa canção. E é claro que não poderia ter um intérprete melhor para ‘Essa Canção’ do que o Pedro Mariano. Ele é impressionante, gravou a canção em apenas quatro takes”. A gravação ainda tem Tuco Marcondes na guitarra, Adriano Magoo nos teclados, Kuki Storlaski na bateria, James Müller na percussão, Hugo Hori na flauta e Paulinho Viveiro no trompete e horn.

 

Gravado em grande parte no estúdio NaCena, de João Marcelo Bôscoli, e programado para lançamento no início de 2021, o primeiro álbum da ABQNE reunirá nomes como Augusto Licks, Pedro Mariano, André Abujamra, Luana Camarah, Projeto Chumbo, Paulinho Moska e Zeca Baleiro, padrinho do projeto que tem uma causa social: parte da renda será revertida para uma instituição destinada a pessoas com câncer, em memória às mães dos compositores.

 

 

 

Ouça “Essa Canção” aqui

 

[letra]

ESSA CANÇÃO (H. Lyra / L. Pissutto)

Daquela carta que te eu mandei

Ainda guardo a resposta

Aquele aceno que eu te dei

Eu vi você virando as costas

 

Por que? Eu não sei explicar bem o porquê

 

Mas o jogo virou

E minha amiga você virou

Aquilo que se sente

Que se sente quando toca

Quando toca essa canção

 

Aquela carta que te mandei

Ainda guardo a resposta

Aquele beijo que eu não te dei

Só vi você fechando a porta

 

Por que? Eu não sei explicar bem o por quê?

 

Mas o jogo virou

E minha amiga você virou

Aquilo que se sente

Diferente

Quando toca essa canção

 

E me toca o coração

 

[ficha técnica] 

 

Voz: Pedro Mariano

Baixo: Fernando Nunes

Guitarra: Tuco Marcondes

Teclados: Adriano Magoo

Bateria: Kuki Storlaski

Percussao: James Muller

Trompete e Horn: Paulinho Viveiro

Flauta: Hugo Hori

Arranjo de Metais: Tiquinho

 

 

Assista “Só Uma Vez”, com Augusto Licks

 

Clipe: https://youtu.be/jqCMd_GpdcM

 

Making of: https://youtu.be/h7bxQsIfTi4 

 

 

 

Assessoria de Imprensa – Adriana Bueno