Fundador do Boca Livre, Claudio Nucci lança álbum hoje!

E CELEBRA 40 ANOS DE CARREIRA FONOGRÁFICA COM ÁLBUM QUE MESCLA CANÇÕES INÉDITAS E GRANDES SUCESSOS 

 

“Direto no Coração – 40 Anos de Acontecências” tem participações de Chico Chico, Paulinho Moska e Pedro Luís, entre outros, e chega aos aplicativos de música em 26 de março.

 

Show de lançamento acontece dia 28 de março, às 17h, com transmissão ao vivo no YouTube.

 

Ouça AQUI “Direto no Coração – 40 Anos de Acontecências”

 

Capa do álbum “Direto no Coração” –  Arte: Felício Torres | Concepção: Rafael Lorga | Foto: Raphael Pinheiro

 

“Você lembra, lembra? Naquele tempo eu tinha estrela nos olhos e um jeito de herói”. É claro que você lembra: afinal, “Sapato Velho”, de Claudio Nucci, Paulinho Tapajós e Mú Carvalho, é um daqueles temas que atravessam gerações povoando nosso imaginário. Assim como “Toada”, de Nucci com Zé Renato e Juca Filho, canção que catapultou o disco de estreia do grupo vocal Boca Livre. Esses dois estrondosos hits da MPB receberam novos registros em “Direto no Coração – 40 Anos de Acontecências“, novo trabalho em que Claudio Nucci celebra suas quatro décadas de carreira fonográfica e que chega aos aplicativos de música no dia 26 de março. O repertório traz ainda mais oito sucessos compostos por Nucci, muitos dos quais fizeram parte de trilhas sonoras de novelas, além de três canções inéditas, incluindo uma parceria com o saudoso poeta Aldir Blanc, lançada como single em fevereiro deste ano. A live de lançamento acontece em 28 de março, domingo, às 17h, no YouTube do artista.

 

Nascido em Jundiaí (SP), Claudio Nucci resolveu “sair por essa vida aventureira”, como diz o verso de “Toada”, ainda bem jovem. Tinha apenas 23 anos quando o Boca Livre, grupo vocal que formara com Zé Renato, David Tygel e Maurício Maestro, lançou seu retumbante disco de estreia, alcançando 100 mil cópias de forma independente – um marco inimaginável para a época. Remontam a esse período, ali no alvorecer dos anos 1980, as canções iniciais do disco: “Amor Aventureiro”, que fez parte da trilha da novela “Eu Prometo” (1983) e integra o segundo álbum de carreira de Nucci, “Volta e Vai”, do mesmo ano; “Levezinho”, que abre “Claudio Nucci” (1981), disco de estreia do artista; e “Quero Quero”, pareceria de Nucci com Mauro Assumpção que esteve na trilha da novela “Plumas e Paetês” (1980) e conta, nesse novo registro, com a voz do cantor Chico Chico.

 

O álbum segue com a participação de Dri Gonçalves, companheira de Nucci, na regravação de “A Hora e a Vez”, que esteve na trilha da histórica novela “Roque Santeiro” (1985) e foi gravada no disco “Pelo Sim Pelo Não”, de Nucci e Zé Renato, seu parceiro na canção ao lado de Ronaldo Bastos. O violoncelista Jaques Morelenbaum e o flautista Zé Luis aparecem em “Vontade de Viver”, parceria com Luiz Fernando Gonçalves que integra o disco de estreia de Nucci e já foi regravada por Emílio Santiago. A clássica “Toada” vem a seguir, com Paulinho Moska na nova versão.

 

Gravada originalmente por Nana Caymmi no álbum “Mudança dos Ventos” (1980), “Velho Companheiro (Meu Silêncio)”, outra parceria com Luiz Fernando Gonçalves, conta com a guitarra de Ricardo Silveira. A primeira inédita do disco é “Da Nossa Natureza”, composta por Nucci com Rafael Lorga – que ainda participa da faixa, ao lado de Dri Gonçalves e Vittória Braun. Com letra de Cacaso, letrista do panteão da MPB, vem a canção “Me Dá a Mão”, lançada originalmente no disco “Melhor de Três” (1984) e que recebe o arranjo para quarteto de violoncelos, de Jaques Morelenbaum.

 

“Sapato Velho”, que arrebatou o Brasil com o grupo Roupa Nova em 1981, traz Pedro Luís na nova versão; na sequência, as duas músicas que dão nome ao disco: a inédita “Direto no Coração”, feita com o parceiro frequente Luiz Fernando Gonçalves, e “Acontecência”, composta com Juca Filho, que esteve nas trilhas sonoras das novelas “Brilhante” (1981) e “Coração de Estudante” (2002), antes de ganhar essa nova gravação, com participações de Renato Braz e Carlos Malta. Encerra o álbum “Caçada Humana”, parceria inaugural de Nucci com o imenso e saudoso poeta Aldir Blanc, composta há mais de 30 anos mas só revelada ao público no dia 26 de fevereiro deste ano, quando foi lançada como single.

 

O projeto “Claudio Nucci Direto no Coração – 40 Anos de Acontecências” é subvencionado  pelo Governo Federal e pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, edital “Retomada Cultural RJ”, através da Lei Aldir Blanc. Além do single “Caçada Humana” e do álbum, o projeto ainda inclui: um bate-papo on-line com convidados, feito em 20 de março; o show de lançamento, a ser realizado em forma de live no dia 28 de março, às 17h, com Nucci acompanhado por Rafael Lorga (percussão), Giovanni Bizzotto (guitarra e violão) e Dri Gonçalves e Vittória Braun (coro); e o making of com os bastidores do processo de criação, com direção de Alexandre Meinhardt, que vai ao ar no dia 30 de março, às 12h. Todas as ações acontecem no canal do YouTube do artista: www.youtube.com/claudionucci.

 

Artista que, como se pode perceber, segue por essa vida aventureira, com estrela nos olhos, fazendo a história da música popular brasileira.

 

FICHA TÉCNICA

CLAUDIO NUCCI  – DIRETO NO CORAÇÃO – 40 Anos de Acontecências

 

1 – Amor Aventureiro (Claudio Nucci)

Ritmo: Bernardo Aguiar

Baixo elétrico: Rômulo Gomes

Piano: Eduardo Taufic

Guitarra: Giovanni Bizzotto

Arranjo, violão e voz: Claudio Nucci

 

2 – Levezinho (Claudio Nucci)

Ritmo: Bernardo Aguiar

Baixo elétrico: Rômulo Gomes

Arranjo, violão e voz: Claudio Nucci

 

3 – Quero Quero (Claudio Nucci / Mauro Assumpção)

Participações: Chico Chico e Áurea Regina

Voz: Chico Chico

Gaitas: Áurea Regina

Acordeão: Antonio Guerra

Violão e voz: Claudio Nucci

 

4 – A Hora e a Vez (Zé Renato / Claudio Nucci / Ronaldo Bastos)

Participação: Dri Gonçalves

Voz: Dri Gonçalves

Baixo Acústico: Rômulo Gomes

Arranjo, violão e voz: Claudio Nucci

 

5 –  Vontade de Viver (Claudio Nucci / Luiz Fernando Gonçalves)

Participações: Zé Luis e Jaques Morelenbaum

Arranjo de flautas: Zé Luis

Violoncelo: Jaques Morelenbaum

Violão e voz: Claudio Nucci

 

6 – Toada (Zé Renato / Claudio Nucci / Juca Filho)

Participação: Paulinho Moska

Voz: Paulinho Moska

Acordeão: Antonio Guerra

Ritmo: Rafael Lorga

Baixo fretless: Rômulo Gomes

Arranjo, violão e voz: Claudio Nucci

 

7 – Velho Companheiro (Meu Silêncio) (Claudio Nucci / Luiz Fernando Gonçalves)

Participação: Ricardo Silveira

Guitarra: Ricardo Silveira

Baixo acústico: Rômulo Gomes

Violão e voz: Claudio Nucci

 

8 – Da Nossa Natureza (Claudio Nucci / Rafael Lorga)

Participações: Rafael Lorga, Dri Gonçalves e Vittória Braun

Voz, ritmo e violão: Rafael Lorga

Voz: Dri Gonçalves

Voz: Vittória Braun

Arranjo de sopros e solo: Márcio Resende

Violão e voz: Claudio Nucci

 

9 – Me dá a Mão (Claudio Nucci / Cacaso)

Participação: Jaques Morelenbaum

Arranjo e violoncelos: Jaques Morelenbaum

Voz: Claudio Nucci

 

10 – Sapato Velho (Mú Carvalho / Claudio Nucci / Paulinho Tapajós)

Participação: Pedro Luís

Voz: Pedro Luís

Violões e voz: Claudio Nucci

 

11 – Direto no Coração (Claudio Nucci / Luiz Fernando Gonçalves)

Guitarra e baixo: Giovanni Bizzotto

Arranjo, violão e voz: Claudio Nucci

 

12 – Acontecência (Claudio Nucci / Juca Filho)

Participações: Renato Braz e Carlos Malta

Voz: Renato Braz

Arranjo de sopros: Carlos Malta

Violões e voz: Claudio Nucci

 

13 – Caçada Humana (Claudio Nucci / Aldir Blanc)

Participações: Márcio Resende e Eduardo Taufic

Arranjo de sopros: Márcio Resende

Piano elétrico: Eduardo Taufic

Ritmo: Bernardo Aguiar

Baixo: Rômulo Gomes

Coro: Vittória Braun e Rafael Lorga

 

Ficha Técnica:

 

Capa: Felício Torres

Concepção: Rafael Lorga

Foto: Raphael Pinheiro

Gravado nos estúdios Midstudio, Doispo2, Amendoeiras, Mirante, Elegant Fish, Reco de Mola e Atelier Music Studio, além dos home studios dos participantes

Técnicos de gravação: Ivan Cavazza, Mario Gil, Tiquinho Santos, Nilo Romero e Giovanni Bizzotto.

Mixagem: Florencia Saraiva (Estúdio Saravia-Akamine)

Masterização: Florencia Saravia (Flap Studio)

Produção Executiva: Flávio Batichotte e Sibele Salgado

Capa do álbum “Direto no Coração” –  Arte: Felício Torres | Concepção: Rafael Lorga | Foto: Raphael Pinheiro

 

 

 

 

 

Com informações: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO CLAUDIO NUCCI

SOMAR COMUNICAÇÃO INTEGRADA