Grupo chileno, Chico Trujillo, traz a junção de ska, cumbia, reggae e ritmos latino-americanos para o Teatro Paulo Autran

Apresentação única acontece no dia 1º de março

 

Chico Trujillo viaja pelo mundo com seu som contagiante, que mistura ska, cumbia, reggae e ritmos latino-americanos, celebrando suas duas décadas de trajetória. A banda faz uma parada no Teatro Paulo Autran, para apresentação única no dia 1º de março.

 

O grupo é pioneiro do chamado ‘A nova cumbia chilena’. Eles apresentam uma fusão nunca vista antes, que une a energia punk rock, com grooves latinos clássicos, folclore latino-americano, trio de metais e um toque de ska, o que resulta em um público heterogêneo, atravessando diversas gerações e afiliações culturais.

 

Chico Trujillo começou em 1999 como um braço da banda de punk e ska La Floripondio. Dezenove anos mais tarde, a banda simboliza uma mistura única, que tem raízes na cumbia dos dias pré-Pinochet e que se transformou ao longo do tempo para incorporar diversos aspectos da cultura popular chilena.

 

Sua pesquisa procura mesclar elementos do passado com a influência global da cultura alternativa, fundindo influências sob a bandeira panamericana da cumbia. Depois de percorrer os circuitos undergrouds, o grupo internacionalizou sua carreira, se apresentando em vários países europeus e nos Estados Unidos, em importantes festivais como o Roskilde, na Dinamarca, e o Lollapalloza, em Chicago. Em São Paulo, Chico Trujillo se apresenta pela terceira vez (Serralheria, em 2013, e no Centro Cultural Rio Verde, em 2015).

 

A orquestra chilena é composta pelo bandleader Aldo Asenjo “Macha”, nos metais, Sebastian Cabrezas “Zorrita” (trompete), Leogildo Ruiz “Fela” (saxofone) e Luis Tabilo “Tabilo” (trombone), Michael Magliocchetti “Bendito” (guitarra), Victor Vargas “Tuto” (baixo), Patricio Quilodran “Pato” (quatro cordas), Jose Osses “Joselo” (teclados), Juan Gronemeyer “Juanito” (bateria), Rodolfo Fuica “Tio Rodi” e Claudio Araya “Parajo” (percussão).

 

O repertório do show traz grandes clássicos como Medallita, do álbum “Cumbia Chilombiana” (2006), Varga Varga, “Plato Único Bailable” (2009), Gran Pecador e Loca, de “Vivito y Coleando” (2010), entre outros, traçando a trajetória do grupo, que tem na bagagem mais de seis trabalhos.

 

Repertório previsto

Gran Pecador
Medallita
Loca
Calientame la Sopa com um Huejo
Sin Excusas
Varga Varga
Conductor
A Mi Negra
Villera Mistica
La Cura del Espanto
Dolor
Chatito
Reina de todas las Fiesta
Abajo del Bote
La Escoba

 

Serviço


Chico Trujillo (CHI)
Dia 1º de março de 2019. Sexta-feira, às 21h
Paulo Autran (1010 lugares)
Valores:
R$ 40 (inteira), R$ 20 (estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência) e R$ 12 (credencial plena do Sesc – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

 

Vendas online a partir de 19/2 no Portal do Sesc e nas unidades a partir de 20/2

 

Classificação: 10 anos
Duração prevista: 90 minutos

 

Sesc Pinheiros – Rua Paes Leme, 195
Bilheteria: Terça a sábado das 10h às 21h. Domingos e feriados das 10 às 18h
Tel.: 11 3095.9400
Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 21h30; Sábado, das 10h às 21h30; domingo e feriado, das 10h às 18h30. Taxas / veículos e motos: para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 12 (credencial plena do Sesc) e R$ 18 (não credenciados).Transporte Público: Metrô Faria Lima – 500m / Estação Pinheiros – 800m

 

Sesc Pinheiros nas redes: Facebook, Twitter e Instagram: @sescspinheiros

 

Foto: Belen Majdalani

 

Assessoria de Imprensa – Sesc Pinheiros

#SIGA NO INSTAGRAM