Gustavo Bertoni apresenta o disco I Got My Eyes Fixed

O quarto disco-solo do músico brasiliense mistura Pop, ambient, trip-hop e foi gravado em Los Angeles

 

Unindo a canção pop com o piano minimalista e o trip hop, o quarto disco da carreira-solo de Gustavo Bertoni, I Got My Eyes Fixed, gravado em Los Angeles, no estúdio do lendário produtor Mario Caldato, mergulha em sentimentos de liberdade, melancolia e delicadeza com alto teor artístico. O trabalho, produzido por Lucas Mayer, chega aos aplicativos de streaming nesta quinta, dia 1 de junho (ouça aqui).

 

Inspirado em pianistas contemporâneos como Nils Frahm, Hania Rani e Ólafur Arnalds, Bertoni buscou aproximar a música ambiente da canção, como algo que sirva como acompanhamento dos momentos do dia a dia, mas que também seja auto suficiente para ser protagonista de uma escuta. O cantor compôs boa parte do disco utilizando um piano japonês dos anos 40, que encontrou abandonado no depósito de um apartamento durante a pandemia.

 

Assim como o título do álbum, as faixas possuem um tema em comum: a visão. A ideia surgiu em um consultório de exame oftalmológico, onde Bertoni ficou intrigado com os exames para uma cirurgia de astigmatismo. O processo de dilatar a pupila, ver com mais ou menos  clareza, olhar a angulação da córnea e as linhas que ali são traçadas. O artista começou a brincar com a ideia de que se  cada um dos tubos que giramos até encontrar o grau certo no exame fosse um pilar do pensamento — como crenças, política, formas de amar ou filosofia de vida.  Desta forma, ele faz  uma reflexão e provocação sobre como seria  criarmos a  própria visão de mundo, uma visão autoral e única, que seja, dentro do possível, o menos manipulável por narrativas externas.

 

Algumas faixas possuem beats enquanto outras são instrumentais, explorando os gêneros que  o cantor mais ouviu nos últimos anos. “Acredito que ‘I Got My Eyes Fixed’ é um disco que, de alguma forma, é um pouco mais esperançoso do que os últimos. Há menos culpa ou melancolia em geral nas letras, é um disco bem resolvido.Por mais que às vezes seja denso sonoramente, as letras trazem uma certa busca por simplicidade, uma busca pelo bem-estar que construir essa visão de mundo autoral, que nos dá integridade, pode trazer.”, explica Bertoni.

 

 

A questão do tempo é presente no disco, que terá três músicas instrumentais e visualizers em plano sequência. O título I Got My Eyes Fixed representa a intenção de não querer enxergar melhor do que outros, mas sim olhar para o mundo de uma forma autêntica e plural.

 

I Got My Eyes Fixed aumenta a discografia de Gustavo Bertoni, que lista: The Pilgrim (2015), Where Light Pours In (2018) e The Fine Line Between Loneliness And Solitude (2020).

 

Ouça “I Got My Eyes Fixed” aqui 

 

Ficha Técnica:


Estúdio: Mário Caldato (Los Angeles)
Produção: Lucas Mayer
Todas letras e composições: Gustavo Bertoni
Mix: Ricardo Ponte
Master: Erwin Mass
Participação de Giulia Lins em Daydream

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: TROVOA Comunicação

#SIGA NO INSTAGRAM
Hoje (19/04), é aniversário do baixista e um dos  fundadores da Plebe Rude @pleberude André Mueller X @apmmx

#andrex #pleberude #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (19/04), é aniversário do cantor e compositor Roberto Carlos @robertocarlosoficial que completa 83 anos.

Um dos maiores artistas da música popular brasileira 

#robertocarlos #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (18/04), é aniversário do músico e jornalista Rodrigo Rodrigues que completaria 49 anos.

Fundador da banda @thesoundtrackers 

Faleceu em 28/07/2020

#rodrigorodrigues #thesoundtrackers #happybirthday #boomerangmusic
Rocksoulblues no @sesc14bis 

Lançamento do novo álbum do cantor Nasi @oficialnasi 

Vídeo: Jailson /Produção Boomerang Music 

#nasi #rocksoulblues #sesc14bis #boomerangmusic
Hoje (11/04), é aniversário da cantora e compositora Lisa Stanfield @lisajstansfield que completa 58 anos.

#lisastanfield #happybirthday #boomerangmusic