Imerso em raízes indígenas, Cris Romagna lança o single Felicidade (Ha’evete)

A música é um agradecimento aos ancestrais e faz parte da estratégia de reposicionamento da rede de varejo Monjuá, com o lançamento de uma coleção em parceria com as aldeias Mbyá Guarani, na Barra do Ribeiro 

 

Ouça aqui:    https://umusicbrazil.lnk.to/NoRitmo

 

O processo de buscar encontrar a si mesmo a partir de manifestações artísticas e da reflexão sempre faz parte dos trabalhos de Cris Romagna. O cantor e compositor domina o cuidado em provocar a contemplação da beleza do agora, reverenciando o passado e os caminhos da ancestralidade. Agora, o artista demonstra sua busca em imersões nas culturas ancestrais na sua obra. Assim nasce sua nova música: Felicidade (Ha’evete), que chega às plataformas digitais nesta quinta, dia 2 de dezembro, às 19h.

 

O single é um agradecimento aos povos indígenas, como parte da estratégia de reposicionamento da rede de varejo Monjuá, do Rio Grande do Sul, que lança, no próximo dia 8, a coleção Vy’apa (Felicidade), em parceria com as aldeias Mbyá Guarani, na Barra do Ribeiro.

 

O refrão fecha a crescente da música em um coral contagiante que promete fazer todos cantarem juntos, em um só som: Ha’evete ê, ha’evete ê, que significa gratidão na língua Mbya Guarani.

 

“O Felipe Bender, que é um amigo muito especial e diretor comercial da Monjuá, me convidou pra imergir na aldeia Tenondé Porã, em São Paulo, pela minha trajetória imersiva em culturas ancestrais. Isso foi em junho deste ano. Ainda não tínhamos a ideia de criar um Sound Branding para a empresa ou a coleção assinada pelos indígenas. Isso (Sound Branding) só rolou um mês depois e, quando mostrei o esboço do refrão, Ha’evete, gratidão no idioma Mbya Guarani é uma palavra que usávamos muito na imersão, ele (o Felipe) sorriu e disse que já que já estavam em fase de concretizarem uma coleção criada e desenhada pelos indígenas da Barra do Ribeiro no Rio Grande do Sul. Pra minha surpresa tudo se encaixava. Num domingo nos juntamos pra ouvir os cantos e o cantor da aldeia. Depois pediram pra que eu tocasse algo. Toquei Felicidade e todos vieram cantando juntos, naturalmente. Foi emocionante”, conta Cris.

 

O cantor acompanhou o processo de criação da coleção, junto à marca e aos indígenas. Além disso, o projeto do artista é converter todos os royalties da faixa gerados para empresa em renda destinada para a Associação Indígena Poty Guarani da Barra do Ribeiro.

 

A inauguração da loja Monjuá e o pré-lançamento das peças acontece em Porto Alegre, nesta quinta, dia 2. Para mais informações: www.mojua.com.br

 

*Sobre Cris Romagna*

 

Cris Romagna é um apaixonado pelas coisas simples e naturais da vida. Em suas lembranças da infância, sempre estava cantarolando, mas a paixão pela sonoridade da guitarra falou mais alto, aos 10 anos, começou a se dedicar ao instrumento do coração. Uma grande viagem por vários ritmos e por bandas de bailes lhe renderam um vasto repertório e um grande conhecimento sobre si mesmo, até se encontrar com o violão e com a nova MPB.

 

Em todos esses anos de estrada percorrida, a música se fez cada vez mais presente e a vontade de criar ficou latente. Em 2015 lançou a carreira solo e em 2016 teve a ideia de compor músicas inspiradas nos temas do CreativeMornings  (encontro mensal com café da manhã e palestra inspiradora para a comunidade criativa), já são mais de 50 canções compostas para este projeto.

 

Com dois discos lançados, sendo eles, ISO, em 2015, e Sombra do Vento, em 2018, Cris passa por um novo momento de sua carreira, em que a liberdade criativa que o alimenta e permeia seu trabalho atualmente,  pode ser vista no seu recente EP “Cadê Você”.

 

 

Acompanhe o Cris Romagna

 

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCU0E-4_3mCIttX6DRkdr92g

 

Instagram: https://www.instagram.com/cris_romagna/?hl=en

 

Facebook: https://www.facebook.com/crisromagna/

 

Spotify / Deezer / Apple Music: Cris Romagna

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: Novità Comunicação

#SIGA NO INSTAGRAM