Joaoeascoisasnaoessenciais mostra novos tons do EP de estreia em disco ao vivo

Lançamento é do selo Caravela via Warner Music Brasil

  

Depois de ser um dos destaques do lineup do festival online Cultura Em Toda Parte, o músico capixaba Joaoescoisasnaoessenciais transforma a apresentação no evento em um potente registro ao vivo. O repertório do show trouxe novos contornos às canções do EP de estreia, “Casimira Verde ou Cânhamo”. Ambos os lançamentos são do selo Caravela, via Warner Music Brasil.

 

Ouça “Ao vivo no Cultura em Toda Parte”: https://lnk.to/aovivoncetp

 

Assista aos vídeos: https://bit.ly/JoaoeascoisasnaoessenciaisAoVivo

 

A gravação foi realizada no Toca Audiocine Studio, em Cachoeiro do Itapemerim, cidade natal do artista. João apresentou 10 músicas, incluindo todas as seis do álbum de estreia: “(Fo-da-se) Já não sou mais o mesmo de ontem”, “Parabólica”, “Capitão dos Ventos”, “Cânhamo”, “Show do Terno” e “Oh Mãe”. Além disso, o músico relembrou três canções da sua antiga banda Hiância (“Sal Doce”, “Papel Crepom” e “Terra do Nunca” – essa última em duo com Cassiano Cândido) e a inédita, instrumental e improvisada “Dois Ensaios”. Fechado esse ciclo, João prepara um novo single a ser lançado em dezembro.

 

O festival online Cultura Em Toda Parte é um projeto idealizado pelo Instituto Parceiros do Bem e financiado pela lei Aldir Blanc. Devido à pandemia, essa acabou se tornando a única oportunidade para conferir a interpretação ao vivo das canções de “Casimira Verde ou Cânhamo”.

 

“O interessante desse trabalho específico é que convido meu amigo, Cassiano Cândido para participar do arranjo das canções. Cassiano idealizou comigo e fez parte da banda Hiância, minha primeira banda. Além disso, Cassiano contribuiu com uma faixa instrumental que batizamos de ‘Dois Ensaios’, porque produzimos tudo em dois ensaios e o mais impressionante é que a interação entre nós – Cassiano, Matheus, Lucas e eu – foi tão grande que não queríamos que acabasse. A última música, ‘Oh Mãe’, acabou ficando com mais de 10 min de duração com os improvisos que íamos fazendo no decorrer do show”, relembra João.

 

Em suas canções, o artista faz um diálogo com os tempos atuais, lidando com os efeitos psicológicos do isolamento, da angústia e da sobrecarga de informações e estímulos. O trabalho solo do músico João Freitas mescla uma gama de referências da música brasileira ao rock. Agora, o músico olha para o futuro e prepara seus próximos lançamentos.

 

Ficha técnica

 

Produção Musical: João Freitas

Produção Executiva: João Freitas

Gravação, mixagem e masterização: Cassiano Cândido

Gravado, mixado e masterizado no Toca Audiocine Studio – Espírito Santo, Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: BUILD UP MEDIA