Maglore, Fernanda Takai e John Ulhoa se unem em nova versão de “Não Existe Saudade No Cosmos”

“Não Existe Saudade No Cosmos” trilha uma curiosa trajetória de ressignificados desde a sua composição. De autoria de Teago Oliveira, vocalista e guitarrista da Maglore, a faixa chegou a ser gravada pela banda em 2017, mas não foi lançada. A canção seria apresentada ao mundo em 2018, quando Erasmo Carlos a eternizou no seu disco “Amor É Isso”. O show em comemoração aos 10 anos de carreira da Maglore, em 2019, resultou em um registro audiovisual. Foi ali, no palco do Cine Joia, em São Paulo, que o grupo mostrou – pela primeira vez – a sua versão para a música.

 

Agora, “Não Existe Saudade No Cosmos” ganha novos contornos. Desta vez, em uma parceria inédita da Maglore com Fernanda Takai e John Ulhoa. “Nós somos fãs do Pato Fu. Surgiu a ideia de uma nova versão para a música e pensamos na Fernanda e no John. Quando eles ouviram e toparam, foi só alegria”, lembra Teago Oliveira.

 

“O convite foi um verdadeiro presente. A canção é ótima e acho que a minha voz e a do Teago se complementam de um jeito muito bonito”, avalia Fernanda Takai.

 

Gravada à distância, a base para a parceria foi aquela versão primogênita, de 2017, nunca utilizada pela banda. A princípio, “Não Existe Saudade No Cosmos” era uma das faixas do álbum mais recente da Maglore, Todas as Bandeiras (2017). “Geralmente, quando componho as primeiras músicas de um disco e uma cai no gosto de geral, eu a escuto tanto que entro em paranóia e tento sabotá-la”, comenta Teago Oliveira. “Foi assim com essa faixa. Felizmente trabalho com pessoas que sabem a hora de não me ouvir e voltamos à ela”, brinca o cantor e compositor, que forma o grupo ao lado de Felipe Dieder (bateria), Lelo Brandão (guitarra, synth e voz) e Lucas Gonçalves (baixo e voz).

 

“É um universo tão próprio e particular que fiquei, a princípio, meio sem saber o que tocar, procurando algo que se somasse àquela sonoridade e com medo de estragar algo que já me parecia tão bom. Acabei encontrando uma singela guitarra que, acredito, soa feliz em estar ali. É uma grande canção”, finaliza John Ulhoa.

 

“Não Existe Saudade No Cosmos” já está disponível em todos os aplicativos de música, pela Deck. A música foi gravada por Jorge Guerreiro, no Estúdio Tambor (RJ), com produção de Rafael Ramos e Leonardo Marques (que também tocou percussão). A mixagem foi realizada por Otávio Carvalho e a masterização ficou a cargo de Fábio Roberto.

 

Ouça o single

 

 

Com informações: Batucada Comunicação