Marcela Brandão lança single Batedeira que reafirma sua pegada pop brasileira

A cantora e compositora Marcela Brandão entra em cena com novo single, Batedeira, música composta por Marcello Sonoro especialmente para ela. A faixa, que tem produção musical do pianista Bruno Piazza, entra nas plataformas e aplicativos de música no dia 15 de outubro, pelo Selim de Música.

 

Em Batedeira a artista segue na sonoridade eletro-brasileira, na qual o instrumental pop eletrônico se entrelaça com a brasilidade, marcada pela melodia, pelo gingado do samba e pela interpretação de Marcela Brandão.

 

Engajamento político-social e defesa da vida, da liberdade e da liberdade de expressão são bandeiras defendidas pela letra da canção. “A poesia de Marcello Sonoro faz uma analogia da vida política e privada no momento atual, podendo ser a batedeira que faz a massa do pão ou a batedeira da repressão. Na batedeira está a massa do pão, mas também a massa da população, a massa artística que busca resistir manter a arte em qualquer situação”, comenta Marcela.

 

Este é o terceiro single que a cantora lança em 2021, precedido por Moxotó (produzido por Lan Lanh) e Menino Severino (com produção de Bruno Piazza), reafirmando sua estética musical contemporânea, sua pegada pop brasileira.

 

 

A letra | Batedeira 

 

Tão / Bate o coração / Como a batedeira bate na massa sem perdão / E o vão / Entre a oração / E a gritaria faz a borracha vir com mais pressão.

E a vontade de sair / Não é o mesmo que empurrar / Nem puxar o tapete de quem preferiu ficar / Não é / A razão vossa Excelência não é maior que a popular / Então tenha decência de deixar o seu povo sambar / Eu sei.

Que há poder na bateria / Diferente da besteira / Que essa velha batedeira faz querendo aparecer / E essa sova rotineira / Só irrita e não amansa / Nossa massa não descansa e não consegue crescer.

 

Ficha técnica – Intérprete: Marcela Brandão. Composição: Marcello Sonoro. Arranjo e produção musical: Bruno Piazza. Músicos: Bruno Piazza (piano e teclados), Gabriel Alterio (bateria) e Igor Pimenta (baixo elétrico). Pro Tools, engenharia de som e mixagem: Thiago Baggio. Masterização: Mauricio Gargel. Estúdio/gravação: Everest Studio. Produção executiva: Marcela Brandão.  Designer/capa: Jeff Penna.

 

Lançamento/single: Batedeira

Intérprete: Marcela Brandão

Nas plataformas de música: 15 de outubro/2021

Selo/distribuição: Selim de Música – @selimdemusica

Ouça Marcela Brandão: https://open.spotify.com/artist/4YihvchpM0vU5a2ZoTdyak

Facebook: @eumarcelabrandao | Instagram: @marcelabrandaoo | Youtube/mamabrandao

Foto: Alê Saraiva

 

Marcela Brandão

 

A paulistana Marcela Brandão (30 anos) é cantora de personalidade e estilo próprio, também violonista e compositora alinhada com seu tempo. Estudou música por 10 anos no CLAM, escola do Zimbo Trio, e faz preparação vocal com Bruna Caram. A carreira profissional começou, em 2010, tocando na noite paulistana e no circuito das Fábricas de Cultura. Cinco anos depois, deu um tempo ao violão para se dedicar à vida acadêmica. Formou-se Gastronomia e Letras, além de estudar Musicoterapia. De um início de carreira afiado com a música popular brasileira mais tradicional, sua estética já envereda por sonoridades contemporâneas, onde a tradição ganha nuance pop e sons experimentais. “Música é sensibilidade, mas é preciso ir além das notas e dos versos para estabelecer um trabalho concreto que vai além do ato de compor e conhecer a trajetória da música brasileira”, diz.

 

Seu primeiro EP Retorno de Saturno, lançado em 2020, traz cinco composições, sendo três autorais – “Dimensões”, “Eu Não Sei Fazer Rock’n’roll” e “Filosofia de Botequim” – e duas releituras – “Baioque” (Chico Buarque), com arranjo que transita entre o baião e o rock, e “Cuitelinho” (do folclore mato-grossense adaptada por Paulo Vanzolini), que ganhou ares mais alegres. Em novembro de 2020, Marcela lançou o single Sobre Maria (parceria com Zé Tedesco), uma composição suingada, cheia de sonoras brasilidades e ancestralidades, que fala sobre a mulher brasileira com sua força e delicadeza, sua fé na transformação. Em maio de 2021, a música ganhou um videoclipe em animação (assinada por Ale Saraiva e Caroline Eri Hirose), no qual a personagem Maria caminha, desfila e dança interagindo com situações sugeridas pela letra carregada de simbolismos. Em junho, lançou o single Moxotó, produzido pela percussionista, compositora e cantora Lan Lanh, seguido pore Menino Severino, em agosto foi a vez, com produção de Bruno Piazza, que também assina o mais recente, Batedeira (composição de Marcello Sonoro).

 

 

 

 

 

Com informações: VERBENA COMUNICAÇÃO