“Música no Conde” traz ritmos brasileiros, do forró ao marabaixo

Mês de junho traz shows de Patricia Bastos, Dante Ozzetti, Anaí Rosa e Trio Lua Nova na Mercearia do Conde

 

Do forró nordestino às cantigas do folclore do Amapá. Ritmos bem brasileiros para aquecer a temporada nos jantares musicais na Mercearia do Conde, no Jardim Paulistano. A colorida casa de esquina entre a Joaquim Antunes e a Sampaio Vidal abriga o projeto “Música no Conde”, que reúne música e gastronomia às quintas-feiras. Com a curadoria do baterista e produtor Carlos Ezequiel, o evento musical reúne grandes artistas nacionais e internacionais, grupos com diferentes formações, em pocket-shows, espetáculos intimistas, de diferentes gêneros e customizados para o espaço.

 

Patricia Bastos (cantora amapaense) e Dante Ozzetti (violonista, compositor e arranjador paulistano) em show, no dia 13/06, que mistura batuque, zouk, embolada e marabaixo.

 

Crédito da foto: Nacho N’pepper

 

No mês de junho, os ritmos vão do Norte ao Nordeste do país. No dia 13/06, haverá show de MPB com Patricia Bastos (cantora amapaense) e Dante Ozzetti (violonista, compositor e arranjador paulistano). A dupla levará ao palco do “Música no Conde” uma variedade de ritmos do Norte do país como o batuque, zouk, embolada e principalmente o marabaixo, uma manifestação folclórica afro-amapaense. A origem do nome remete aos escravos que morriam nos navios negreiros. Seus corpos eram jogados na água e os negros cantavam hinos de lamento mar abaixo e mar acima. No dia 27/06, haverá a apresentação de Anaí Rosa e Trio Lua Nova.  Anaí Rosa (voz e viola de arco), Renato Cigano (acordeão), Manoel Pacífico (zabumba) e Douglas Alonso (triângulo) prometem animar a noite com muito forró e músicas nordestinas.

 

Para o jantar musical, a chef Maddalena Stasi sugere o Pot-Pourri do Conde (R$ 49), um menu-degustação de entradinhas consagradas da casa, com diferentes sotaques, influências e sempre ingredientes e temperos brasileiros. No mix com até 3 opções, estão: bolinho de bacalhau com molho de pimenta (02 unidades); bolinho de risoto com queijo-meia cura (02 unidades); samosas de legumes e carne com chutney de manga; guacamole com beiju; ceviche da casa com suco de mexerica e chips batata-doce e bocaditos de salmão marinado no pão de miga integral com dip de queijo de cabra e raspas limão-siciliano.

 

Anaí Rosa e Trio Lua Nova animam a noite do dia 27/06, na Mercearia do Conde, com muito forró e um clima de festa junina. Crédito da foto: Piu Dip.

 

Para harmonizar, a nova carta da casa elaborada pelo chef de bar Ray Sousa tem 20 opções, dos clássicos aos autorais. O menu traz drinques aromáticos e refrescantes como: Veraneio (vinho rosé, suco de tangerina, Cointreau, Club Soda, R$ 31), Caipirinha do Sítio (cachaça, vodca ou saquês nacionais, caju com mexerica, R$ 30), Caipira do Engenho (cachaça, vodca ou saquês nacionais, limões cravo, siciliano e Taiti com mel de engenho, R$ 30), gim-tônicas, clericots e sangrias, em jarra, para brindar entre amigos e até opções sem álcool, como o soft-drink refresco de três limões com mel de engenho, gengibre e hortelã (R$ 23).

 

A arte sempre esteve presente na Mercearia do Conde. O restaurante, desde sua abertura em 1991, deu espaço para artistas plásticos, pintores e arte popular brasileira, com vários de seus objetos, artes e moda à venda. Fadas e trapezistas que parecem voar pelo ambiente, quadros, esculturas, relicários, panos de prato bordados, sacolas de feira, móbiles e artesanatos convivem em harmonia no salão principal e remontam às origens da casa, como um armazém de secos e molhados e venda de alimentos a granel.  Agora, jantares embalados por boa música.

 

Serviço:

 

O quê: Música no Conde – Patricia Bastos e Dante Ozzetti (13/06), Anaí Rosa e Trio Lua Nova (27/06)

 

Onde: Rua Joaquim Antunes, 217 – Jardim Paulistano – CEP: 05415-010 – São Paulo – SP

Quando: quintas-feiras, às 21h

Duração: 1h15 de show

Quanto: R$ 50 (couvert artístico). Estudantes: R$ 25.

Informações: Tel. 11 3081-7204 e www.merceariadoconde.com.br

Vendas on line: www.sympla.com.br

Capacidade: 110 lugares (sem área para fumantes)

Formas de pagamento: CC: Amex, MasterCard, Visa, Diners; CD: Visa Electron, Red Shop, Maestro. Aceita cheques.

Serviço de valet: R$ 25.

Instagram: @merceariadoconde

Facebook: /merceariadoconde

Twitter: @mercearia_conde

 

Sobre os artistas:

 

A cantora amapaense Patrícia Bastos e o violonista, compositor e arranjador paulistano Dante Ozzetti se encontram para uma apresentação tocando canções dos discos em que atuaram juntos. Os dois artistas estão entre os grandes nomes da MPB da atualidade, reconhecidos com enorme sucesso por parte da crítica especializada e destaque frequente em prêmios e festivais de música brasileira.

 

Nascida em Ribeira, interior do Estado de São Paulo, Anaí Rosa criou-se em Piracicaba, onde teve início sua carreira artística. Começou integrando corais e, paralelamente, também estudava viola de arco na Escola de Música de Piracicaba. Graduou-se em viola de arco na Unicamp, tendo participado da Orquestra Sinfônica de Campinas, sob a batuta do maestro Benito Juarez. Como cantora, ganhou diversos prêmios de melhor intérprete nos festivais de Poços de Caldas, São João da Boa Vista, Piracicaba, Limeira e Avaré. Anaí Rosa tem três CDs solos, “Influências” (2004), “Samba Comigo” (2010) e “Atraca” (2018, selo Sesc). Atualmente divulga seu último lançamento, “Anaí Rosa Atraca Geraldo Pereira”, onde fez uma releitura do compositor, que comemorou seu centenário em 2018. 

 

Sobre a Mercearia do Conde:

 

Criada em 1991, a Mercearia do Conde era originalmente uma mercearia e vendia mantimentos a granel, queijos, cereais e massas. A colorida casa de esquina na Joaquim Antunes, no coração do Jardim Paulistano, zona oeste de São Paulo, ainda guarda resquícios do antigo armazém, com azulejos brancos e objetos pendurados pelo teto. Fadas e trapezistas parecem voar pelo ambiente lúdico e acolhedor. Quadros, relicários, sacolas de feira e artesanato variado estão por todos os cantos. Pelo cardápio, também há a preocupação com essa viagem gastronômica e sensorial. Pelo menu variado da restauratrice Maddalena Stasi, há preferência pela culinária brasileira, com viagens pela Bahia, como vatapá, bobó de camarão e moqueca vegana de banana-da-terra; por São Paulo, com pasteizinhos caipiras e virado, sem abrir mão das massas artesanais e de sotaques picantes e orientais. Ingredientes que fazem com que cada visita ao restaurante seja uma nova e colorida viagem.

 

Informações à imprensa:  SG Comunicação & Imagem

www.sheilagrecco.com

#SIGA NO INSTAGRAM