Ricardo Vignini e Zé Helder apresentam “Moda de Rock” no Bona no dia 14/07

Para quem acha que os universos da Viola Caipira e do Rock não dão uma boa mistura, certamente não ouviu ainda o trabalho de Ricardo Vignini e Zé Helder.

 

No próximo dia 14 de julho (domingo), às 19h30, no Bona, os violeiros Ricardo Vignini e Zé Helder mostram ao vivo,  toda a potencialidade da viola caipira no show Moda de Rock.

 

O projeto Moda de Rock, da dupla de violeiros Ricardo Vignini e Zé Helder nasceu quase como uma brincadeira. Em 2007, os dois violeiros, também professores, resolveram mostrar o potencial do instrumento para os alunos e ao mesmo tempo reviver a trilha sonora da sua adolescência. A proposta de adaptar versões instrumentais de clássicos do rock para a viola caipira foi bem recebida. Em 2011, surgia o CD “Moda de Rock – Viola Extrema”, que logo conquistou a mídia, foi sucesso de vendas e lotou shows em todas regiões do Brasil, México, EUA, Canadá e Argentina. Ouvidos acostumados a não relacionar os dois estilos perceberam que o rock no ambiente da viola caipira e o instrumental brasileiro de raiz geraram uma parceria harmoniosa, entre o metal e o acústico.

 

Moda de Rock mostrou a que veio e trouxe gravações de clássicos que incluíram os guitarristas Andreas Kisser (Sepultura), Lúcio Maia (Nação Zumbi), Edgard Scandurra (Ira!), Robertinho de Recife, Pepeu Gomes, Kiko Loureiro (Angra e Megadeth), o percussionista Marcos Suzano e o cantor e compositor Renato Teixeira. Em 2016, foi lançado o CD “Moda de Rock II”, que recebeu o prêmio ProAC da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo para a produção do disco e circulação pelo Estado.  Versões de bandas como Metallica, Iron Maiden, Pink Floyd, Sepultura e novidades como Queen, Dire Straits, Slayer e Ramones fizeram parte do álbum. Também foi produzido um DVD ao vivo com participações dos guitarristas Pepeu Gomes e Kiko Loureiro e do tradicional grupo Os Favoritos da Catira (feito via crowdfunding).

 

A dupla também se apresentou com os guitarristas Andreas Kisser (Sepultura), Lúcio Maia (Nação Zumbi) e Renato Teixeira. Depois de produzir dois CDs e um DVD ao vivo e realizar mais de 300 shows no Brasil e no mundo, o projeto Moda de Rock, membros do grupo Matuto Moderno, lança seu 3º álbum gravado em estúdio, “Moda de Rock toca Led Zeppelin”, dedicado ao consagrado quarteto britânico que está completando 50 anos.

 

Moda de Rock com Ricardo Vignini e Zé Helder

Bona

Rua Álvaro Anes, 43 – Pinheiros

Tel.: 3812-8400

Lotação: 100 pessoas entre lugares sentados e em pé

Não aceitam reservas

Duração: 90 minutos aproximadamente

Domingo, 14 de julho de 2019, das 19h30 ás 22h

Ingressos:

Valor único R$ 40,00 (+ R$ 4,00 taxa)

Classificação: Livre

Vendas Online: Sympla  (https://www.sympla.com.br/ricardo-vignini-e-ze-helder-apresentam-moda-de-rock-no-bona__539391)

www.modaderock.com.br

Ricardo Vignini

 

Nascido na capital de São Paulo, produtor e pesquisador da cultura popular do Sudeste, gravou cinco CDs na banda Matuto Moderno e participou dos principais eventos sobre a viola no Brasil. Tem 13 CDs lançados. Participou do CD Carbono do Lenine e do seu show no Rock in Rio 2016. Foi produtor e parceiro do violeiro Índio Cachoeira por 15 anos.

 

É endorser da corda de viola americana D’Addario no Brasil, e violas Rozini. Entre apresentações e gravações também tocou com Woody Mann, Bob Brozman, Macaco Bong, Maria Dapaz, Katya Teixeira, Socorro Lira, Picassos Falsos, Guarabyra, Tavito, Tuia, Spok, Liminha, Zé Geraldo, Emmanuele Baldini, Pena Branca, André Abujamra, Os Favoritos da Catira, Pereira da Viola, Carreiro, Levi Ramiro, Andreas Kisser, Paulo Simões. É proprietário do selo Folguedo, dedicado exclusivamente à música de viola.

 

Zé Helder

 

Nascido em cachoeira de Minas (MG), Zé Helder é violeiro, cantor e compositor. Seu mais recente disco solo, Assopra o Borralho  Folguedo/Tratore – 2015) foi escolhido como um dos melhores discos independentes do ano pelo jornal Correio Popular de Campinas. Desde 2010 Zé Helder integra o Matuto Moderno, banda com uma história de 15 anos e 5 CDs. O violeiro é endorser das cordas D’Addario e das violas Rozini. Seus outros trabalhos em disco incluem No Oco do Bambu (Folguedo/Tratore – 2009), A Montanha (Pedralva – 2004), Orelha de Pau (2002). Já tocou e gravou com Alzira Espíndola, Lucina, Ivan Vilela, Ceumar e vários outros artistas. É formado em Licenciatura Plena em Música pelo Conservatório Brasileiro de Música e em Contrabaixo Acústico pelo Conservatório Juscelino Kubitschek. Ocupa a cadeira de professor de viola pelo Conservatório Municipal de Guarulhos.

 

Bona Casa de Música

 

O Bona funciona todos os dias como restaurante no almoço e oferece o cardápio do Gardênia, restaurante conhecido por servir com excelência pratos de cordeiro. À noite, recebemos shows em um ambiente aconchegante com acústica pensada para proporcionar a melhor experiência possível em apresentações intimistas e únicas. No cardápio da noite, comida simples e artesanal, além de drinks bem executados. Trabalhamos com a capacidade para 100 pessoas entre lugares sentados e em pé. Não fazemos reservas.

 

Foto: Rita Perran

 

Assessoria de Imprensa – Graciela Binaghi

#SIGA NO INSTAGRAM