Sesc Bom Retiro apresenta programação de dança em maio

Sesc Bom Retiro apresenta espetáculos, curso e oficina no projeto As Semanas que Dançam

Espetáculos, curso e oficina estão na programação do As Semanas que Dançam no Sesc Bom Retiro no mês de maio. O projeto tem como objetivo a criação de um espaço contínuo de fomento à dança. Por meio de atividades variadas, a iniciativa pretende estabelecer diálogos entre criadores, linguagens e metodologias de trabalho, convidando artistas e público para encontros e valorizar a rica polifonia dessa arte.

 

Desta vez, entre os espetáculos estão Peso Bruto no dia 8 de maio, quarta-feira, às 21h, onde a bailarina Jussara Belchior traz uma reflexão do corpo gordo na dança. Rubedo, da Companhia de Dança Siameses, é atração do dia 9 de maio, quinta-feira, às 21h, com inspiração na pesquisa dos escritos de James Hillman (1926-2011), o criador da Psicologia Arquetípica.

 

Riso, com Núcleo Key e Zetta Cia, tem apresentação no dia 11 de maio, sábado, às 18h, e cria um lugar para uma materialidade do riso enquanto acontecimento no corpo durante a performance.

 

No dia 12 de maio, domingo, às 16h, Mandala Playground ou Flores na Areia, com Ricardo Iazzetta e Théo Silva Iazzetta, é uma performance de pai e filho, aberta à participação das crianças e familiares, um lugar de acontecimentos, criação e do brincar. Já Singularidades, com o Núcleo Mercearia de Ideias, busca uma reflexão a respeito daquilo que torna um ente absolutamente singular diante de um cenário envolvendo um pensamento sobre minorias e direitos individuais.

 

A programação também tem a oficina Improvisação e Composição, com Luiz Fernando Bongiovanni, de 14 a 16 de maio, terça e quinta, das 19h às 21h; e o curso A Escrita do Corpo, ministrado pelo coreógrafo Mauricio de Oliveira, de 7 a 9 de maio, de terça e quinta, das 10h às 13h.

 

Veja abaixo todas as informações.

***

Peso Bruto

 

Quarta-feira, 8 de maio, às 21h

R$ 20,00 (Inteira). R$ 10,00 (Meia). R$ 6,00 (Credencial Plena)

Livre
Local: Teatro

 

Trabalho solo da bailarina gorda Jussara Belchior que parte do estranhamento causado pelo corpo gordo na dança. É um movimento de resistência que questiona os padrões de beleza e comportamento na tensão entre formato e embalagem, aparência e conteúdo. Explora a materialidade do próprio corpo como caminho de empoderamento, que questiona as noções da gorda como subjetividade que opera um corpo errado, inadequado, não permitido, não belo e não desejável. Articula diálogos entre o peso, o desejo, o apetite e a beleza, colocando em contraposição o controle e a brutalidade.

 

Criação, produção e dança: Jussara Belchior. Interlocução: Soraya Portela. Dramaturgia: Anderson do Carmo. Trilha Sonora: Dimitri Camorlinga. Figurino: Joana Kretzer Brandenburg. Iluminação e Designe Gráfico: Marcos Klann. Fotografia: Cassiana dos Reis Lopes

 

***

Rubedo, com Companhia de Dança Siameses

 

Quinta-feira, 9 de maio, às 21h

R$ 30,00 (Inteira). R$ 15,00 (Meia). R$ 9,00 (Credencial Plena)

Livre
Local: Teatro

 

Espetáculo encerra a trilogia alquímica de Mauricio de Oliveira sobre a transformação da matéria em forma de dança. Iniciada em 2012 com o Nigredo e seguida por Albedo, de 2014, as peças são inspiradas na pesquisa dos escritos de James Hillman (1926-2011), o criador da Psicologia Arquetípica.

 

A relação de Hillman e a Alquimia nasceu do pensar as possibilidades de o homem dar a conhecer seu mundo interior através da linguagem. Partindo dos escritos de C. G. Jung, o psicólogo debruçou-se sobre o universo da Alquimia e sua potência imaginativa para repensar as conexões entre a linguagem e a interioridade.

 

Concepção e Direção: Maurício de Oliveira. Dramaturgia: Maurício de Oliveira e Bergson Queiroz. Coreografia: Maurício de Oliveira e Elenco. Intérpretes/Criadores: Graziely Perdiz, Ivan Bernardelli, Marina Salgado, Rodrigo Rivera e Vinícius Francês. Pesquisador convidado: Clayton Santos Guimarães. Pesquisa Sonora: Maurício de Oliveira. Criação de Trilha: Arthur Decloed. Edição e Mixagem: Vinicius Francês. Projeto de Luz: Aline Santini. Operação de Luz: Cibele Appes e Eduardo Alves. Figurino: Adriana Hitomi. Kimonos: Pedro Ivo Costa. Vídeo-mapping: Cibele Appes e Eduardo Alves – Fuzuê Filmes. Criação de Objetos manipuláveis: André Mello e Duda Paiva. Criação de Adereços: André Mello. Fotografia: Celso Doni, Willian Aguiar, Arthur Wolkovier e Estúdio Ballet em Foco. Projeto Gráfico, Produção e Revisão de texto: Clayton Santos Guimarães. Direção de Produção: Alessandra Herszkowicz/Tanza Produções. Assistente de Produção: Clayton Santos Guimarães.

 

***

Riso, com Núcleo Key e Zetta Cia

 

Sábado, 11 de maio, às 18h

Grátis

Livre
Local: Praça de Convivência.

 

Uma peça de dança que cria lugar para uma materialidade do riso enquanto acontecimento no corpo. O que se passa nos corpos e no espaço quando o riso ri. Território fronteiriço aonde emergem e dançam variações de sentidos. O trabalho é uma experiência de RISO, a última criação do núcleo KZ&C, em espaço aberto.

 

Direção: Key Sawao e Ricardo Iazzetta. Criação e Dança: Beatriz Sano, Carolina Minozzi, Key Sawao, Mauricio Florez e Ricardo Iazzetta.  Espaço Cênico e Coordenação de Arte: Hideki Matsuka. Sonoplastia: Tom Monteiro. Produção: Núcleo Corpo Rastreado.

***

Mandala Playground ou Flores na Areia

 

de Ricardo Iazzetta e Théo Silva Iazzetta

Domingo, 12 de maio, às 16h

Grátis

Livre
Local: Praça de Convivência.

 

Uma performance aberta à participação das crianças e familiares, um lugar de
acontecimento, um encontro de criação e do brincar. Pai e filho, Théo Silva Iazzetta (10 anos) e Ricardo Iazzetta (48 anos), se encontram em um espaço construído por papéis e areia, que aos poucos vai revelando nuances e cores, danças e paisagem – para criar realidade colorida juntos, e pintar o tempo de música e gesto, e o espaço de cor e som. E desejam encontrar com quem estiver por perto para criar um jardim juntos.

 

Nessa proposta de performance que se abre ao público como dispositivo coletivo, pai e filho se juntam num círculo de areia colorida (antialérgica de parquinho) para uma dança. É nesse espaço de acontecimentos que vai se construindo uma paisagem em movimento, que vai se transformando num grande jardim de areia aonde são plantadas flores de papel.

 

***

Singularidades

 

Com Mercearia de Ideias

Sexta, 17 de maio, às 21h
R$ 30,00 (Inteira). R$ 15,00 (Meia). R$ 9,00 (Credencial Plena).

Livre

Local: Teatro

 

Em uma época de tantos avanços nas políticas públicas relativas a minorias, aos direitos individuais, e ao mesmo tempo tantas violências contra os indivíduos, o trabalho busca uma reflexão a respeito daquilo que torna um ente absolutamente singular. O Núcleo Mercearia de Ideias surgiu como grupo de pesquisa dedicado ao refinamento da construção cênica através do encontro da performance técnica com o conteúdo sensível, sempre refletindo, na criação em dança, a comunicação direta com o espectador e as possibilidades existentes nesta relação, abordando temas poéticos que dialoguem claramente com a sociedade contemporânea.

 

Direção e Coreografia: Luiz Fernando Bongiovanni Martins. Assistência de Direção: Lumena Macedo Day. Artistas da Dança: Ayumi Hanada, Carolina Verzolla, Fernanda Verardo, Julia Lima, Manoela Brunelli, Guilherme Moreira, Guilherme Nobre e Rivaldo Ferreira. Figurino: Madalena Machado. Iluminação: Ligia Chaim. Trilha Sonora: Sérgio Soffiatti. Projeção: Binho Dias e Veruska Almeida / Oficina do Sr. Rubens. Fotografia: Clarissa Lambert. Produção: Corpo Rastreado / Danusa Carvalho

***

oficina

 

Improvisação e Composição – com Luiz Fernando Bongiovanni

 

De 14 a 16 de maio. Terça e quinta, das 19h às 21h

R$ 16,00 (Inteira). R$ 8,00 (Meia). R$ 4,80 (Credencial Plena).

Livre

LocalSala de Oficinas 1.

 

Esta atividade busca instrumentalizar os participantes com ferramentas teórico-práticas para que possam pensar a improvisação, tanto para iniciar reflexões sobre composição, quanto para criar e colaborar em processos coreográficos.

 

É uma oficina para iniciantes ou conhecedores que tem como objetivo principal oferecer uma perspectiva possível do assunto e desmistificar o assunto para aqueles que pouco ou quase nada fizeram no âmbito da improvisação em dança. A metodologia utilizada se baseia em relações imagináveis a partir de interações entre partes corporais e locações espaciais estabelecidas, e no duplo conceito de tarefa e ferramenta.

 

As partes corporais podem ser indicadas como móveis e os pontos espaciais como fixos. A partir desta teorização uma série de tarefas são propostas para os participantes.

***

curso

 

A Escrita do Corpo

 

De 7 a 9 de maio. Terça e quinta, das 10h às 13h

R$ 20,00 (Inteira). R$ 10,00 (Meia). R$ 6,00 (Credencial Plena).

Local: Teatro

 

Nessa oficina, o coreógrafo Mauricio de Oliveira trata da questão do corpo e suas singularidades, explorando dinâmicas e alterações temporais, percepção das dimensões, diferentes densidades musculares, circularidades, angulações, entre outros elementos.

 

O foco, entretanto, está na questão da identidade que se firma ao se escolher determinados movimentos para compor um encadeamento de ideias. Essa organização de movimentos determina uma gramática que habilita o corpo a desenvolver uma escrita do movimento, uma articulação, que pode se tornar algo absolutamente pessoal.

 

Busca-se nesses encontros a “autoria”, essa pessoalidade que emerge ao dotar o corpo de estratégias para estabelecer comunicação com outros corpos, apostando na imaginação como suporte para ação.

 

A primeira parte do workshop consiste no aquecimento, onde preparamos o corpo com exercícios que visam essencialmente um alinhamento ósseo. Baseado na Técnica de Alexander e em fundamentos da Yoga (Iyengar), o objetivo consiste em tornar o intérprete regente de sua própria estrutura: construir um olhar específico para cada segmento do corpo em sua coordenação com o “todo”, trazendo sua atenção para o corpo interno.

 

Na segunda parte do workshop, trabalhamos com “tarefas”. São ideias lançadas aos intérpretes com o intuito de ampliar a capacidade imaginativa e ao mesmo tempo, de materializar no corpo aquilo que foi visualizado no plano mental: estimula-se visualizar mentalmente nosso corpo executando determinada ação, para depois, mapear as ideias que foram levantadas e trazê-las para o corpo.

SESC BOM RETIRO

 

Alameda Nothmann, 185, Bom Retiro SAO PAULO

Horário de funcionamento:

Terças a sextas 09h às 21h

Sábados 10h às 21h

Domingos e feriados 10h às 18h

Estacionamento: Alameda Cleveland, 529

Telefone: (11) 3332-3600

Valores Estacionamento:

*Com apresentação de Credencial Plena – R$ 5,50 até uma hora; R$ 2,00 adicional por hora.

*Não credenciados – R$ 12,00 até uma hora; R$ 3,00 adicional por hora.

Para quem vem às apresentações do teatro o preço é fixo:

Credencial Plena – R$7,50

Demais frequentadores – R$15,00

Site: https://www.sescsp.org.br/unidades/72_BOM+RETIRO

Facebook: www.facebook.com/sescbomretiro

Instagram: https://www.instagram.com/sescbomretiro/

Twitter: https://twitter.com/SescBomRetiro

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA – Sesc Bom Retiro

Adriana Balsanelli / Renato Fernandes

#SIGA NO INSTAGRAM