Após saída do Rosa Neon, Luiz Gabriel Lopes apresenta “Sóis”

Ouça o disco: https://links.altafonte.com/sois

 

Luiz Gabriel Lopes apresenta “Sóis”, seu novo trabalho solo. O EP traz 5 faixas inéditas e conta com participações especiais de Vitor Ramil e Lola Membrillo (do grupo Perotá Chingó).

 

Em “Sóis”, Luiz Gabriel aprofunda sua pesquisa sonora que se equilibra entre o pop e as raízes da música brasileira, e que lhe rende uma das carreiras mais respeitadas da atual MPB. Além da trajetória solo, que conta com 4 lançamentos (“Passando Portas, 2010; “O Fazedor de Rios”, 2013; “Mana”, 2017 e “Presente”, 2020), Luiz é fundador dos grupos mineiros Graveola e Rosa Neon.

 

Desde o início do ano, o cantor e compositor lançou três canções em formato single, todas acompanhadas de um lyric vídeo exclusivo. “Vênus” é uma balada que evoca a influência dos Beatles em uma atmosfera atualizada pelo uso de synths e outras texturas sonoras até aqui inéditas em sua carreira solo.

 

“Criança Boa”, com Lola Membrillo, é uma reflexão do artista sobre os pequenos e coroa uma relação de amizade e parceria com a artista argentina. Em “Costura”, ele convida o ícone da música gaúcha Vitor Ramil numa canção que conecta a Amazônia ao Rio Grande do Sul, em gesto que por si só sugere uma ideia de país sonhada pelo artista.

 

As outras faixas são “Prólogo” e “Sonhar Feito Planta”. “Sóis” é um lançamento do selo brasileiro Pequeno Imprevisto e do selo inglês Dalata Music Label. A produção é de Leonardo Marques (responsável pelos discos de Teago Oliveira e do grupo mineiro Moons, dentre outros). As gravações aconteceram em estúdios do Brasil, Portugal e Argentina.

 

Luiz Gabriel Lopes – “Sóis”

 

Ouça em: https://links.altafonte.com/sois

 

Lançamento: Pequeno Imprevisto e DaLata Music Label
Produção: Luiz Gabriel Lopes & Leonardo Marques
A&R: Eduardo Lemos, Otávio Carvalho e Chris Franck

 

Sobre o Pequeno Imprevisto

 

Fundado em fevereiro de 2020 por Otávio Carvalho e Eduardo Lemos, o Pequeno Imprevisto lança discos e cria conteúdo. Em seu primeiro ano de atuação, lançou os álbuns “Presente”, de Luiz Gabriel Lopes; “Libre”, de Čao Laru, “Se Chover”, de Lucas Gonçalves; “Amazonon”, de Juliano Abramovay e “Quarto”, de Gustavo Galo. É do selo o projeto “Singles Imprevistos”, que reúne nomes da casa com autores como André Abujamra, Biel Basile e Meno del Picchia, entre outros.
 

 

Com informações:  Navegar Comunicação