Filipe Ret lança “Imaterial” com novo clipe e faixas inéditas nesta quinta (18)

Entre os maiores rappers do país, Ret reforça sua identidade em novo trabalho autoral e traz conceito baseado na fé

 

Reafirmando sua versatilidade e inovação musical em mais de 10 anos de trajetória, Filipe Ret lança nesta quinta-feira (18), às 20h, seu novo projeto “Imaterial”. A produção conta com 5 faixas, sendo 4 inéditas. A música de trabalho é “F*F*M*” , single liberado no dia 26 de fevereiro, que teve mais de 1 milhão de visualizações no clipe em menos de 48 horas – atualmente já são mais de 7 milhões de views. “Imaterial” já está disponível nas plataformas de música pela Som Livre – ouça aqui – e sai acompanhado do videoclipe da faixa “WAR” assista aqui -, disponibilizado no canal do artista no YouTube às 20h30min da mesma data.

 

O conceito audiovisual do projeto aposta em uma unidade de linguagem potente, levando os fãs para uma experiência imersiva dentro do portal para o mundo “Imaterial”, criado por Filipe Ret. Além dos videoclipes de “F*F*M*” e “WAR”, as demais canções “Cobaia de Deus”, “Acende a Vela” e “Além do Dinheiro” chegam, também a partir das 20h30min, com music visualizers – um recurso inovador que apresenta recortes de vídeos online em uma espécie de webclipe – repletos de inspirações do universo trap. Com uma estética carregada de cores neon, transições, efeitos especiais e texturas, os vídeos inéditos contam com a direção de GIGS, da ProdByGigs.

 

Baseado na fé, Ret explica o conceito e suas inspirações: “O projeto representa o portal (presente na arte da capa) para o mundo imaterial. Mundo onde as coisas não são as coisas em si. Mundo dos bastidores deste mundo visível. A realidade é consequência do mundo imaterial. Os maiores desejos e os maiores sonhos são oriundos do nosso mundo intocável, do nosso imaterial. Ele rege tudo. Cabe a nós mantermos nosso mundo imaterial forte para concretizarmos nossas realizações. Esta força no mundo imaterial é o que chamamos no mundo externo de fé”, declara.

 

A faixa Cobaia de Deus” traz a participação da icônica MC Cacau, pioneira na cena funk nos anos 90. Com influências do funk carioca, a track fala de sonhos e reflexões particulares de Filipe Ret.

 

“F*F*M*”, o primeiro single de “Imaterial” a ser liberado, reforça a identidade do artista no trap, que se solidifica no lançamento do projeto. A faixa ganhou videoclipe, com direção de Cauã Csik, trabalhado no conceito de metalinguagem. Segundo Ret, o filme é uma viagem sensorial, que brinca com o mundo real e o mundo fantástico da arte. O lançamento também é uma resposta artística ao recente episódio no qual Ret recebeu voz de prisão por porte de cannabis – assista aqui .

 

WAR”, por sua vez,é um trap que fala sobre guerra, mas sem perder a suavidade musical. A faixa ganha videoclipe junto ao lançamento de “Imaterial”. Dividido em quatro atos, o filme, comandado pelo diretor Gigs, intercala dois mundos marcados por opostos. Filipe Ret é o regente desses dois universos, onde sua existência e sua arte são conjuradas na exuberância e no caos.

 

Em Além do Dinheiro”, Ret fala sobre ambição material, conquistas e o que realmente traz felicidade para a vida. E na faixa Acende a Vela”, por fim, o rapper rima sobre amor, evolução e nobreza.

 

Após o lançamento bem-sucedido da trilogia de álbuns ‘Vivaz’ (2012), ‘Revel’ (2015) e ‘Audaz’ (2018), Filipe Ret apresenta em “Imaterial” mais um trabalho autoral de qualidade. O artista, que foi um dos primeiros rappers a apostar na melodia, sai mais uma vez de sua zona de conforto e reforça sua intimidade sonora com o trap, presente em seus trabalhos desde o início da carreira. Rimando experiências, relacionamentos e pautas políticas e sociais, Ret segue com sua essência marcante presente na lírica, nas mensagens e também na proposta audiovisual do projeto.

 

Com mais de 10 anos de carreira, Filipe Ret é um dos maiores nomes da cena do rap nacional e Top100 artistas do Spotify. Hoje com 35 anos, casado e pai do pequeno Théo, o rapper apresenta um trabalho mais inovador e maduro, sem perder sua personalidade de quando começou a compor no Catete e nas batalhas de rima na Lapa. É um artista que sabe se posicionar, está sempre em contato direto com o seu público e suas mensagens vão muito além de sua música. Ao falar sobre as expectativas para o lançamento, Ret se mostra confiante – “O lançamento de ‘Imaterial’ marca o início da minha melhor fase em todos os sentidos possíveis e imagináveis”, conta.

 

“Imaterial” – Filipe Ret

 

Lançamento Som Livre – 18 de março/2021

 

Faixas:

1 – Cobaia de Deus (part. MC Cacau)

2 – F*F*M*

3 – War

4 – Acende a Vela

5 – Além do Dinheiro

 

 

Sobre Filipe Ret

 

Com mais de 10 anos de carreira, Filipe Ret é um dos maiores nomes da cena do rap nacional. Desde o começo, nas rodas de rima, o rapper já trazia um olhar diferenciado, de observador – sobre as ruas do Catete (mais conhecido como TTK, celeiro do rap carioca), onde cresceu – e a realidade dos morros. Sua estreia foi no disco “Numa Margem Distante ” (2009), colaboração com o produtor e beatmaker Mãolee. Juntos de Daniel Shadow, eles desenvolveram a Tudubom, banca independente de rap.

 

No primeiro disco-solo, “Vivaz”, o artista deixou claro que estava vivo e surpreendendo na cena. Lançado em 2012, o álbum trouxe seu primeiro grande hit: “Neurótico de Guerra”. Já circulando pelo país, de casas de shows em periferias até grandes palcos, Ret apresentou “Revel” (2015), álbum que o fez alcançar um novo patamar de popularidade e alcance de público. O disco vai do hit ” Chefe do Crime Perfeito ” até “Invicto”, que virou hino de torcida de futebol. O trabalho trouxe muito da cultura urbana carioca, servindo como linha condutora entre o funk e o rap.

 

Lançado pela Som Livre em 2018, o álbum “Audaz” completou a trilogia bem sucedida do rapper sendo um marco em sua carreira. Considerado seu trabalho mais ambicioso, Filipe Ret reuniu em 13 faixas as participações especiais de Marcelo D2, Flora Matos, MC Deise, BK e TH. Em 2019, Ret lançou em parceria com Dfideliz a faixa “Sessão do Descarrego” , com mais de 20 milhões de views no YouTube, e o single “Ilusão” , com mais de 40 milhões de visualizações. Em 2020, “Dentro de Você” marcou a parceria do rapper com o fenômeno do funk Kevin O Chris e em “Cidade dos Anjos” , Ret inovou ao apresentar um conteúdo audiovisual em formato de filme, baseado na história da primeira vítima de Covid-19 no Brasil. Em 2021 o rapper lança o projeto ‘Imaterial’, com 5 faixas – sendo 4 inéditas.

 

Sobre a Som Livre

 

Sempre em busca de novos talentos e de portas abertas para diferentes vertentes musicais, há mais de 50 anos a Som Livre é responsável por apostar e lançar diversos nomes de sucesso no mercado. Hoje a Som Livre é muito mais do que uma gravadora, é a maior empresa nacional produtora de conteúdo e marketing musical.

 

Seja qual for a plataforma de lançamento, a Som Livre se faz presente como a trilha sonora de momentos especiais, refletindo assim as preferências e hábitos do público brasileiro. Durante sua história, a Som Livre lançou nomes importantes da música no país, como Djavan, Barão Vermelho, Cazuza e atualmente possui os maiores nomes da música nacional. Na linha de shows, a empresa é detentora de grandes festivais e eventos, como Festeja, Samba Demais, Destino Música e Arena Pop, além de assinar projetos para outras marcas, como o Glacial Fest, da Heineken.

 

No time de sertanejo e forró da Som Livre estão nomes como Marília Mendonça, Jorge & Mateus, Maiara & Maraisa, Wesley Safadão, Michel Teló, Zé Neto & Cristiano, César Menotti & Fabiano, Mano Walter, Xand Avião e Raí Saia Rodada. O samba e o pagode são estrelados por nomes como Thiaguinho, Alexandre Pires, Raça Negra, Tiee e o grupo Menos É Mais. A MPB é representada por Ney Matogrosso, Novos Baianos, Erasmo Carlos, João Bosco e no selo slap estão artistas como Maria Gadú, Marcelo Jeneci, Céu e Scalene. O pop e o funk trazem os fenômenos Lexa, Kevin O Chris, MC Kekel e a dupla Carol & Vitoria, enquanto o cast de rap carrega artistas como Edi Rock, Haikaiss e Filipe Ret. O selo austro de música eletrônica é formado por Bhaskar, Mojjo, Ralk e Sam Hara. E Ton Carfi, Davi Sacer e Clovis Pinho representam o gospel da Som Livre.

 

Som Livre, há mais de 50 anos a trilha sonora da sua vida.

 

Acompanhe a Som Livre nas redes:

 

somlivre.com

instagram.com/somlivre

facebook.com/somlivre

twitter.com/somlivre

 

 

 

Com informações:  Assessoria de comunicação Som Livre – InPress Porter Novelli