ELANA DARA lança seu novo single “AMOR NÃO EH PRA MIM” com a participação de VITOR KLEY

CLIQUE AQUI E OUÇA AGORA “AMOR NÃO EH PRA MIM”!

 

A música, produzida por Pedro Peixoto, já está disponível em todas as plataformas digitais e é o 7° trabalho autoral de Elana Dara

 
Também já pode ser conferido o videoclipe no canal oficial da cantora no YouTube, com direção de Federico Devito

 

Assista aqui:  https://www.youtube.com/watch?v=pQN4NjO-9PE

 
Ainda em 2021, Elana Dara deve lançar o tão sonhado primeiro EP de sua carreira

 

Ressignificar o amor, entender que decepções amorosas acontecem, que não são o fim do mundo e que sim, é possível falar disso com naturalidade e leveza. Esse é o conceito que Elana Dara quer abordar com seu mais novo single, o sétimo de sua carreira, “amor não eh pra mim”, que conta com a participação especial do cantor Vitor Kley. No single, que conta com a produção de Pedro Peixoto, os vocais de Elana e Vitor encontram-se de maneira sinérgica, quase que em uma coreografia de dança, tudo bem estipulado e pensado para entregar o melhor dos dois. Seus timbres deliciosamente parecidos, distintos e complementares entregam uma linda balada feita por dois dos principais nomes da música atual, em uma temática que ambos dominam: sentimentos.

 

Em “amor não eh pra mim”, encontramos uma Elana Dara mais madura, como ela mesmo gosta de dizer, pessoal e profissionalmente. É um retorno ao espaço musical que a revelou e a fez artista: uma voz forte, acompanhada de um violão marcante e arranjos elaborados. “Todos os lugares que caminhei ainda tem muito a ver comigo, mas quando estou construindo uma música eu tenho uma tendência natural de ir mais para o lado acústico, pois foi dessa forma que eu comecei a me apaixonar pela música. Como eu também toco instrumentos, isso faz com que esse tipo de construção tenha um lugar diferente na minha vida, pois comecei nesse universo porque eu tocava violão e não porque cantava. Além de ter chamado atenção na internet tocando só um violão, com a minha voz, acho que transito muito bem em meio a baterias, guitarras, violões. Preciso valorizar mais tudo isso, mas pra mim foi muito necessário ter passado por todas as outras músicas, ter testado estilos.”, comentou Elana Dara.

 

O nascimento da música se deu com uma base de violão que Elana construiu junto de alguns amigos em estúdio. Com isso em mãos, não demorou muito para que ela colocasse uma letra por cima, a qual Elana escreveu em uma velocidade impressionante, sendo necessário apenas metade de um dia. “Eu me lembro de ter escrito ela em casa, depois de ter ouvido inteiro o álbum “100%” do Charlie Brown Jr. e acabou me dando muita vontade de escrever alguma coisa que fosse para uma temática semelhante de “Ninguém dá certo cmg”, que foi um single que lancei que a galera gostou muito. É também uma temática que ainda está muito presente na minha vida, do amor que não dá certo, mas tratando de uma forma diferente, ressignificando o amor.” disse Elana.

 

Com a composição pronta, a curitibana logo pensou o quanto seria legal ter um feat do Vitor Kley em sua música. “Sempre acompanhei o trabalho dele, sou fã e gosto muito! Acabei enviando uma mensagem para ele convidando, explicando. A gente conversou, enviei a música para ele, que adorou e quis entrar de cara! A participação dele enriqueceu demais a música e o que foi muito curioso é que o trecho em que ele canta tem tudo a ver com ele, parece que a música foi feita lá atrás pensada para ter o feat com ele”

 

A gravação da música foi feita de maneira pouco convencional, com um oceano inteiro entre os artistas. Elana Dara e Vitor Kley não se encontraram fisicamente durante as gravações, pois o cantor esteve, até recentemente, em Portugal desde o começo da pandemia. “Fomos ajustando mesmo a distância. Eu gravei tudo em Belo Horizonte e enviei para ele as partes que imaginava que ele cantasse. Pedi também para ele fazer algumas linhas em que se sentisse confortável. Ele gravou do estúdio da casa dele, lá em Portugal, e depois disso fizemos diversas ligações entre eu, ele e o nosso produtor. É uma música que mesmo sendo feita por mim, tem muito da personalidade de nós dois!”, explicou Elana.

 

Quando a Elana me chamou para participar de ‘amor não eh pra pra mim’ eu logo pensei ‘vamos dar um jeito’. Movemos montanhas para dar certo, eu estava em Portugal e gravei toda a minha parte vocal sozinho, com a Elana e o Pedro, produtor da faixa, em videochamadas. Foi a primeira vez que eu fiz isso e ficou muito massa! Acho que a música é muita verdadeira e a Elana é também uma pessoa muito verdadeira e eu admiro isso nas pessoas, quem é de verdade, que faz ali, com sua essência. É uma honra fazer parte disso. Gravamos também o clipe com um grande amigo meu, o Federico Devito, que ficou incrível! Estou ansioso para a música ser lançada e espero que ela vá muito longe”, comentou Vitor Kley sobre sua participação.

 

Toda a criação do videoclipe de “amor não eh pra mim”, que conta com a direção de Federico Devito, parte de referências do cinema, porém de uma forma um pouco mais desconstruída, com Elana e Vitor brincando com símbolos e clichês de amor perfeito e alma gêmea. O clipe com os artistas foi gravado em Cotia, região metropolitana de São Paulo, com equipe extremamente reduzida, seguindo todos os protocolos de segurança. O videoclipe já pode ser conferido no canal oficial da Elana Dara no YouTube

 

Com o lançamento deste mais novo single pela Warner Music Brasil, Elana agora se prepara para colocar na rua seu próximo trabalho: o tão sonhado primeiro EP, um projeto que ela vem pensando há muito tempo e atualmente está em fase de finalização. “Eu planejei ele para ser uma obra coesa e não somente um compilado de músicas que só juntei para lançar. Todas as músicas que estiverem dentro do EP, eu as escrevi pensando na entrega final do EP. Acho que a galera vai entender bem do que eu estou falando quando ouvir. Será um trabalho muito maduro e espero que inspire as pessoas de maneira artística também, pois música boa é aquela que nos inspira.”, adiantou Elana Dara.

 

Confira a letra de “amor não eh pra mim”:

 

Eu escutava da minha mãe
Que era bom ter alguém comigo
Eu não sou fácil de lidar
Mas também não sou impossível
Eu tô dizendo pra você que a minha cabeça tá explodindo
Avisa aí pra Deus que o meu anjo está dormindo
E pode parar que eu quero descer
Não dá pra vencer se ninguém torcer
Não dá pra falar se ninguém me ouvir
Não dá pra chorar se nenhuma lágrima resolver cair

Não não não não não
Seja bem vindo a minha canção de auto sabotagem

Não não não não não
Seja bem vindo a minha canção

Porque o amor não é pra mim
Não é
O amor não é pra mim
Não é não
O amor não é pra mim
Não é
O amor não é  pra mim
Não é não
Não é não

Não
Hummm

E olha lá
O sol nascendo ao contrário
E a chuva tá colorida
Isso tudo só acontece porque acordei de bem com a vida
Cansei de falar sobre sentimento
Mas tá engasgado na minha garganta
Tudo que eu falo sai lá de dentro
Me desculpa por não ser o que eu queria ser na infância

O amor não é pra mim
Não é não
O amor não é pra mim
Não é
O amor não é pra mim
Não é não

E é tão engraçado eu ter certeza que tô blindada de sentimento
É muita coragem da minha parte
É que eu me apaixono por tudo que eu vejo
Tudo que cresce do chão
Tudo que olha no olho
Tudo que sorri bonito
Tudo que fala em tom de sedução
Porra isso acaba comigo
Tudo que cresce do chão
Tudo que olha no olho
Tudo que sorri bonito
Tudo que fala em tom de sedução
Porra isso acaba comigo ooooo

O amor não é pra mim
Não é não
O amor não é pra mim
Não é
O amor não é pra mim
Não é não
O amor não é pra mim
Não é
O amor não é pra mim
Não é não
O amor não é pra mim
Não é
O amor não é pra mim
Não é não
O amor não é pra mim
Não é não
Não é não
Seja bem vindo a minha canção

 

Sobre Elana Dara:

 

A curitibana Elana Dara, de 21 anos, traz uma fusão única de MPB, pop, e R&B desbrava as barreiras do cenário fonográfico com sua voz aveludada e seu violão. Autodidata, começou aos oito anos quando comprou seu primeiro violão. A artista acabou ganhando notoriedade com seus covers na internet e, com pouco mais de um ano de carreira, já possui cerca de 549 mil inscritos e mais de 58 milhões de visualizações em seu canal oficial no YouTube, além de 412 mil seguidores no Instagram e quase 700 mil ouvintes mensais no Spotify.

 

Desde mais nova Elana sempre escreveu poesias, mas transformar as palavras em composição se transformou em uma paixão de vez com seu primeiro single autoral. Intitulada de “Muda Tudo” (o clipe da música ultrapassa 985 mil visualizações), a faixa foi o início de sua carreira como cantora profissional. Do cotidiano às histórias dos conhecidos, filmes, séries e até leituras do dia a dia, tudo vira música. Mais tarde, em 2019, Elana Dara assinou com a Warner Music Brasil e lançou mais quatro singles, todos em 2020.

 

A primeira música, “Falei de você pra minha mãe”, lançada em março, foi muito bem recebida pelo público e foi responsável pela apresentação da artista a um público maior. Hoje com mais de 8 milhões de plays no Spotify, o clipe também já passa dos 4,4 milhões de views. Já o single “Ninguém dá certo cmg”, lançado em junho de 2020, foi um imenso sucesso, com 7,6 milhões de visualizações e mais de 4,3 milhões no Spotify. Mais tarde, em outubro e dezembro, foram lançadas respectivamente as músicas “Sem Fim”, feat com Nilo, como uma grande aposta no repertório inesgotável de Elana Dara e “Aperte o Play”, parceria com Papatinho, PK e Xamã, que mostra a versatilidade dela como artista.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações:  PRESS WARNER MUSIC