Erasmo Dibell e Rita Beneditto dividem os vocais de “Beijo na Boca”

O novo single de Erasmo Dibell chegou nas plataformas de música dia 20 de novembro e fará parte do álbum “Sarará”, que ele lança pela Saravá Discos. Erasmo Dibell divide os vocais de  “Beijo na Boca” com Rita Benneditto, cantora que deu voz a um de seus maiores sucessos, o reggae “Filhos da Precisão”, em seu início de carreira, no álbum “Pérolas Aos Povos” (1999).

 

Ouça “Beijo na Boca” aqui

 

Canções do álbum “Sarará” estão sendo apresentadas ao público desde abril, quando Erasmo Dibell lançou “Intriga”, dueto com a cantora moçambicana Lenna Bahule produzido por Zeca Baleiro. Em seguida vieram “Navegante”, dueto póstumo com Papete, um dos grandes nomes da música maranhense, falecido em 2016; “Juntinhos”, inédita produzida por Zeca Baleiro e Adriano Magoo; o duplo single que reuniu “Refresco de Memória” e “Filhos da Precisão”; e a parceria inédita de Erasmo Dibell e Zeca Baleiro, “São Nunca”, faixa na qual também dividem os vocais.

 

“Sarará” trará releituras da obra de Erasmo, arranjadas e produzidas por Moisés Mota, Marcelo Rebelo e o próprio, além de duas canções inéditas produzidas por Zeca e Adriano Magoo: “São Nunca” e “Juntinhos”. Já a arte, tem a assinatura do artista plástico Elifas Andreato, o mago das capas de disco no Brasil.

 

Erasmo Dibell é um dos artistas mais populares e um dos grandes compositores maranhenses surgidos a partir da primeira metade dos anos 90. Natural de Carolina/MA, o violonista, intérprete e compositor já foi gravado por vários artistas, entre eles Alcione, Gilmelândia, Maurício Mattar, Patricia Costa, Rita Benneditto e Papete, que produziu seu primeiro disco solo, em 1993.

 

A diversidade de ritmos, o lirismo de sua poesia, o seu peculiar suingue ao violão, além do carisma pessoal e performance são os diferenciais que credenciam Erasmo Dibell a buscar espaço e reconhecimento na multifacetada música que se produz nos dias de hoje.

 

[letra]

 

Beijo na Boca (Erasmo Dibell e Ronald Pinheiro)

 

beijo na boca

da minha metade da cara

e me agrada que a louca chora de rir

coisa maneira

que cheira como terra molhada

 

desejo total

além do mal a gente e nossa paisagem

bateu na veia a paixão que incendeia

brilho de luz em minha caminhada

 

dá pra mim

toda paz do mundo dentro de você

teu beijo molhado me deixa zen

quando tô juntinho de você

não vejo ninguém

 

[ficha técnica]

 

vozes – Rita Bennedito e Erasmo Dibell

violão – Erasmo Dibell

contrabaixo – Mauro Sérgio

teclados – Marcelo Rebelo

teclados – Zé Américo Bastos

bateria – Moisés Mota

percussão – Celso França

vocais – Andréa Canta, Marcelo Rebelo e Erasmo Dibell

 

 

Assessoria de Imprensa | Saravá Discos – Adriana Bueno