Fi Bueno grava ‘Alegre Menina’, sucesso na voz de Djavan

Nesta sexta-feira (8 de abril), Fi Bueno libera nas plataformas digitais Alegre Menina, single que integrará o álbum Litoral. A canção, uma parceria de Dori Caymmi e Jorge Amado, fez parte da trilha da novela “Gabriela” e foi um grande sucesso na voz de Djavan em seu início de carreira. “Alegre Menina me percorreu a vida toda. Pra mim, é uma das mais lindas canções da MPB”, comenta Fi Bueno.

 

Alegre Menina é o quinto single de Litoral, álbum que Fi Bueno lança em maio com produção de Guto Graça Mello. Fi já havia lançado, em setembro do ano passado, sua versão do clássico de Geraldo Azevedo em parceria com Fausto Nilo, Dona da Minha Cabeça, que chegou nas plataformas digitais e conquistou os programadores das rádios pelo país. E fechando os lançamentos de 2021, em novembro liberou nos aplicativos de música A Mais Bonita, o primeiro single autoral. Este ano, Fi voltou aos lançamentos com sua versão de Passarim, tendo como base o arranjo original do maestro Tom Jobim, sua maior influência na música brasileira, e com a autoral Segunda-Feira no Mar.

 

Com uma forte influência da MPB e do forró, Fi Bueno escolheu canções que representam sua trajetória para apresentar Litoral, seu quarto trabalho solo, que chega na sequência do álbum Identidades, lançado em parceria com Anastácia – a rainha do forró. Com direção musical de Guto Graça Mello, Litoral vai revelar os primeiros trabalhos do produtor com o artista. “Guto me conheceu num momento de amadurecimento musical e me abriu novos horizontes, me colocou em contato com minha essência de cantor. Nesse novo trabalho canto não apenas como compositor mas também como intérprete, a pedido dele. Guto fez nascer um cantor em mim que eu pressentia mas não acessava”, avalia Fi.

 

SINGLE | ALEGRE MENINA |FI BUENO

 

Fi Bueno: voz e violão

Marcelo Maita: teclado rhodes

Robinho Tavares: baixo e bateria

Guto Graça Mello: flautas, cordas e percussão sinth

 

Direção Musical: Guto Graça Mello

Mixagem: Guto Graça Mello e Gustavo Modesto

Masterização: Ricardo Garcia

 

Fi Bueno foi do piano para o violão, construiu conhecimento e narrativa rítmica na guitarra, baixo e bateria; e enveredou pelo forró (formou duas bandas – Forroziando e Banda Bagana) até desaguar em pura música brasileira, território em que trafega e pelo qual tem lançado trabalhos solo desde 2010.

 

Fi Bueno vem trabalhando junto ao legendário produtor Guto Graça Mello desde 2016. O primeiro álbum dessa safra, “Identidades”, é uma parceria com Anastácia, compositora ao lado de Dominguinhos dos clássicos da música brasileira “Eu só quero um xodó” e “Tenho sede”. O álbum “Identidades” chegou nas plataformas digitais em outubro de 2021 e, além das composições de Fi Bueno e Anastácia juntos, inclui inéditas parcerias com Céu, Dominguinhos e João do Vale, e as participações especiais de Zeca Baleiro e Gilberto Gil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações Adriana Bueno Assessoria de Imprensa