GIULIA BE LANÇA SEU NOVO SINGLE, “PESSOA CERTA HORA ERRADA”, CARREGADO DE SOFRÊNCIA

CLIQUE AQUI E OUÇA AGORA “PESSOA CERTA, HORA ERRADA”!

 

Com direito a uma espiadinha em um áudio real da artista, o clipe já está disponível no canal de Youtube da cantora

 

Assista o clipe aqui: https://www.youtube.com/watch?v=IJD5r4xbjfw

 

Quem nunca encontrou a pessoa certa, mas na hora errada? Preparem os lencinhos e os corações! GIULIA BE, a rainha das músicas carregadas de histórias românticas (sejam elas felizes ou tristes), chega com mais um single, só que, desta vez, uma sofrência que não vai deixar ninguém parado: “pessoa certa hora errada”. Alinhada com a numerologia, a música será lançada no dia 09/09, às 9pm (21h), em todas as plataformas digitais, enquanto o clipe estará disponível no dia 10, às 12h12, no canal de Youtube da cantora. Com letra de GIULIA BE e Dany Marinho (seu irmão), o single, assim como suas outras canções, é baseado em uma história que a cantora já viveu e viu outras pessoas passando pela mesma situação: entrar a pessoa que parece ser perfeita para você, só que na hora errada.

 

Seja por maturidade, seja por momentos da vida diferentes, às vezes apenas estar apaixonado pela pessoa não é o suficiente. “Mesmo às vezes não sendo a hora certa, por diversos motivos, isso não desmerece o que as pessoas viveram no tempo que estavam juntos. O sentimento é real, mas não era para ser. Não quer dizer que era mentira, só não era a hora certa. E foi isso que eu quis passar”, explica GIULIA. Além disso, nos próprios versos, a cantora também fala sobre a confusão de sentimentos que ocorre na situação ‘pessoa certa hora errada’, como fica explicado no trecho: “cê disse que me ama, e eu disse também, mas no fundo eu já cantava que eu sou de ninguém (…)”. Quem nunca, não é mesmo?

 

Para deixar isso ainda mais claro, a artista apostou em incluir pedaços de um áudio dela no começo e no fim da música. “Antes de entrar no estúdio, achei que seria bom relembrar como eu estava me sentindo quando escrevi a música. De repente, eu estava sentada no chão, gravando um áudio falando o que eu gostaria de ter dito para aquela pessoa quando tudo aconteceu. No final, a gravação ficou gigante, então cortei dois trechos e incluí na versão final. Sinto que foi essencial para contar a história que queríamos”, completa a artista.

 

E é exatamente nesse clima que o clipe começa! Estreando GIULIA BE como diretora, o clipe de “pessoa certa hora errada” já inicia com a cantora em um orelhão vintage vermelho, no meio da rua, em uma madrugada paulistana. Gravada em um karaokê no bairro da Liberdade, a produção acompanha a protagonista da música contando toda sua história, porém utilizando técnicas e inspirações do movimento surrealista, nascido na França em 1920. “O clipe é dividido em dois mundos: o consciente, que acompanha a personagem contando sua história pelas ruas da cidade; e o subconsciente, dentro do karaokê, em que ela está vivendo uma transformação”, explica GIULIA.

 

Ambos os mundos estão acontecendo paralelamente. O primeiro, se utiliza de um jogo de cores e movimentos de câmera inspirados em Matrix, que auxiliam o espectador a entrar e sair da cabeça da protagonista. O segundo, que acontece dentro do karaokê, é baseado na versão de “Alice no País das Maravilhas” ilustrada por Salvador Dalí, o grande nome do Surrealismo Espanhol. “Escolhi me utilizar do surrealismo porque uma de suas maiores características é a livre expressão do pensamento, acesso ao inconsciente, e segue muito os ensinamentos de Freud. Quando pensei nisso, logo pensei na Alice caindo no País das Maravilhas, onde ela precisa passar por vários desafios para se conhecer. A versão ilustrada por Dalí junta esses dois conceitos. Senti que tínhamos, alí, nosso subconsciente”, esclarece GIULIA.

 

Essas referências podem ser encontradas em diversos momentos ao longo do clipe, desde: a protagonista entrando na caverna do coelho (karaokê), o próprio coelho gigante com vários relógios como plano de fundo, a tatuagem no braço da protagonista (que se trata de um recorte da obra “A persistência da Memória” de Salvador Dalí), até a sala toda espelhada (referência a uma fala de Marcel Duchamp). “Em 1961 o Marcel tinha uma palestra que chamava Where do We Go from Here (Para Onde Vamos Daqui) e uma fala dela ficou bem famosa. Ele dizia que, os futuros artistas, assim como a Alice, teriam que passar do ‘espelho da retina’ para conseguir encontrar uma expressão mais profunda de sua arte. Eu gosto muito desse conceito, então fiz questão de incluí-lo no ‘subconsciente’”, disse a cantora.

 

Além disso, GIULIA apresenta um relógio que contém 13 horas e que ao invés de avançar as horas, recua. Isso pode ser visto não só no começo e no final do clipe, mas também na tatuagem no ombro da protagonista. Ele mostra que ela está em outro lugar, que não é algo que está consciente. “O número 13 tem algumas representações… Além de ser meu número da sorte, ele também aparece para ilustrar um tempo que não existe. Ele está lá para mostrar a hora errada. Deixa claro que, dentro daquele karaokê, ela está em outro mundo”, explica Giulia e conclui: “e, no final, quando ela está no telefone de novo, ela vai embora sem olhar para trás. Ela sabia que precisava seguir em frente, depois de toda sua reflexão, e decidiu fazer isso”.

 

Levando tudo isso em consideração, o clipe de “pessoa certa hora errada”, a grande estreia de GIULIA BE como diretora, ganha um ar de uma Alice, que encontrou dentro de si o seu País das Maravilhas. Por conta disso, entendeu que precisava seguir seu caminho, viver novas histórias, sem esquecer das que viveu antes. Deixando, assim como na música, um final aberto: “quem sabe lá na frente? se eu tiver por aqui de novo. se eu te ligar. cê não me atende… ”.

 

Confira a letra de “Pessoa Certa, Hora Errada”: 

Escrita por: Giulia Be e Danyel

 

“eu sei que cê pensa em mim.
eu sei. eu penso em você muito (…) muito mais do que eu devia. mas não dá. não dava”

bebe eu te prometo
era de verdade quando eu disse que eu te amava você foi a pessoa certa na hora errada
você foi a pessoa certa na hora errada

bebe eu te prometo
era de verdade quando eu disse que eu te amava você foi a pessoa certa na hora errada

 

você foi a pessoa certa na hora errada

eu nunca quis te machucar pelo contrário
tentei deixar claro que comigo é temporário

vivendo um romance igual os contos literários contra minha intuição e o meu calendário

mas não esperava que você esperava algo de mim as vezes você não sabe mostrar que tá afim
agora chega com essa história falando que eu menti
mas eu nunca menti

bebe eu te prometo
era de verdade quando eu disse que eu te amava você foi a pessoa certa na hora errada
você foi a pessoa certa na hora errada

bebe eu te prometo
era de verdade quando eu disse que eu te amava você foi a pessoa certa na hora errada
você foi a pessoa certa na hora errada

as vezes quando eu tô na sua cidade confesso que me bate uma saudade
daquele tempo que tudo era mais simples entre nós dois

não tinha compromisso nem tinha drama
escutando tribalistas na sua cama cê disse que me ama
e eu disse também
mas no fundo eu já cantava que eu sou de ninguém

bebe eu te prometo
era de verdade quando eu disse que eu te amava você foi a pessoa certa na hora errada
você foi a pessoa certa na hora errada

bebe eu te prometo
era de verdade quando eu disse que eu te amava você foi a pessoa certa na hora errada
você foi a pessoa certa na hora errada

as vezes quando eu tô na sua cidade confesso que me bate uma saudade

“quem sabe lá na frente? se eu tiver por aqui de novo. se eu te ligar. cê não me atende… ”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: PRESS WARNER MUSIC