Hamilton de Holanda anuncia álbuns ao vivo com João Bosco e Mestrinho

Um dos mais virtuosos instrumentistas e improvisadores da música brasileira atual, Hamilton de Holanda realizou, no final de 2019, shows intimistas ao lado de convidados mais que especiais. Agora, o mestre do bandolim e ganhador do Grammy se prepara para lançar o primeiro de dois álbuns ao vivo, formados pelas gravações dessas performances. Esse primeiro registro será em dueto com João Bosco, enquanto o segundo trará parceria com Mestrinho.

 

 

Nessa série de encontros, Hamilton preparou um repertório sob medida para cada duo. Em sua apresentação com João Bosco — gravado no estúdio DaPáVirada (SP) — as ideias surgiram a partir de outros shows que ambos fizeram juntos, batizados de “Eu Vou Pro Samba”. “A nossa ideia era que o repertório contemplasse o samba. Sempre achamos esse estilo nosso ponto de encontro de ideias musicais e rítmicas. Tínhamos esse repertório básico mas na hora dos ensaios cada um ia lembrando de algo a mais”, pontuou Hamilton.

 

Ao longo da tracklist há clássicos como “Sinhá” (João Bosco/ Chico Buarque), “Chega de Saudade” (Antonio Carlos Jobim/ Vinicius de Moraes) e “Gagabirô” (João Bosco), rearranjados para violão e bandolim. A genial parceria entre João Bosco e Aldir Blanc também é intensamente explorada ao longo de oito faixas, como “Incompatibilidade de Gênios” e “Linha de Passe” — essa última com Paulo Emílio como coautor. “O fantástico de estar com o Hamilton é essa liberdade que a gente tem de tocar o que gostamos, queremos e admiramos. Trata-se de um músico extraordinário porque qualquer coisa que você possa colocar uma possibilidade, logo ele chega com seu bandolim e cria coisas muito prazerosas”, comentou Bosco. Batizado de “Canto da Praya – Hamilton de Holanda e João Bosco – Ao Vivo”, o álbum chega aos aplicativos de música no dia 26 de junho, pela Deck.

 

Também com apoio da cerveja Praya, será lançado em breve o segundo volume, com Hamilton de Holanda e o consagrado sanfoneiro Mestrinho, gravado na Casa da Glória, no Rio. Vindo de uma família de músicos, o trabalho de Mestrinho junto a nomes como Gilberto Gil transformou o sergipano em um dos destaques do instrumento no Brasil. “A gente foi escolhendo as músicas que gostávamos e que tivessem alguma ligação o popular mesmo; aquela música que a gente ouve e de cara tem um apelo” comentou Hamilton sobre o repertório de “Canto da Praya – Hamilton de Holanda e Mestrinho – Ao Vivo”. Esse segundo disco trará releituras que vão de Djavan a Stevie Wonder, passando por Adoniran Barbosa e hits do sertanejo, sempre com arranjos inéditos e criativos.

 

Assista ao clipe de “Trio de Misericórdia”

 

Com informações: Batucada Comunicação