Jehnny Beth lança To Love Is To Live, seu primeiro disco solo

Faixa “We Will Sin Together” ganha curta-metragem impactante

 

Jehnny Beth é como uma obra de ficção. Se você pudesse desenhá-la do zero, não gostaria de alterar um único traço de sua forma como personagem. Quando ela toca ao vivo, ela sai para a multidão através de um mar de mãos estendidas (pesquise no Google!) E ela se parece com a minha Joana d’Arc. Ela fala sobre seu amor por moshpits, sexo perigoso (em suas letras e um novo livro de contos) e de emancipação.” – Mary Anne Hobbs, Grazia.

 

Hoje, a compositora, cantora e autora Jehnny Beth lança seu primeiro álbum solo, o poderoso To Love Is To Live. O disco foi gravado em Los Angeles, Londres e Paris e conta com vários colaboradores, incluindo os produtores Flood, Atticus Ross e o co-criador de longa data Johnny Hostile. Também conta com participações especiais de Romy Madley Croft, do The xx, ator Cillian Murphy e Joe Talbot, do IDLES.

 

O lançamento do álbum vem com um curta-metragem do aclamado estúdio criativo Hingston Studio, que também colaborou com Jehnny Beth na poderosa arte da capa do disco, para a música “We Will Sin Together“.

 

Assista ao curta de “We Will Sin Together”

 

Ouça To Love Is To Live

 

We Will Sin Together” é um videoclipe como filme; pop de alta arte que mescla perfeitamente som e visão. Focado em um encontro íntimo de alter egos masculinos e femininos que exploram prazer, poder e transformação, o filme também apresenta iconografia religiosa e mitológica por toda parte. Ao longo de cinco cenas individuais, são feitas referências sutis a momentos específicos nas narrativas católicas, romanas e gregas – a Virgem Maria; Cupido e Psique; Plutão e Proserpina; Michael e Lúcifer; e Sátiro e Hermafrodito.

 

A personificação de diferentes vozes e toda essa noção de abraçar as características masculinas e femininas da identidade foram o principal ponto de partida para nós“, explica o diretor criativo Tom Hingston, que já trabalhou com David Bowie, Nick Cave and the Bad Seeds, Grace Jones e muito mais. “O álbum tem uma atitude e uma intenção motriz – há uma crueza nas letras dela e na produção que não soa como nada que você já ouviu antes.

 

Assista ao vídeo de “I’m The Man”

 

Assista ao vídeo de “Flower”

 

Assista ao vídeo de “Innocence”

 

Assista ao vídeo de “Heroine”

 

Instagram * Twitter * Facebook

 

 

Informações  à imprensa: Catto Comunicação