Jorge Drexler anuncia novo álbum “Tinta Y Tiempo” para o dia 22 de abril

Dia 25 de março chega ‘Cinturón Blanco’, próxima prévia de “Tinta Y Tiempo”

  

2022 será o ano de Jorge Drexler. Um ano que marca uma etapa completa, e também o início de uma nova fase. Um novo começo a partir de uma perspectiva diferente. Esta nova era, esta nova maneira de ver a vida, como todas as outras, colocou o artista em um caminho que pede para ser luminoso. No dia 22 de abril, ele apresenta uma coleção de canções que contam uma história, reunidas em um álbum chamado “Tinta y Tiempo”.

 

Um trabalho difícil para Drexler – que, como ele admite, estava “muito próximo de não existir” – que se tornará uma parte essencial de seu extenso repertório. Um álbum cheio de nomes pessoais e colaborações surpreendentes, como a já conhecida com C. Tangana (“Tocarte”), assim como o mestre Rubén Blades, o israelense Noga Erez e o uruguaio Martín Buscaglia, que generosamente colocaram seu talento a serviço da “Tinta y Tiempo”, cuja produção foi dirigida por Carles “Campi” Campón e Jorge Drexler.

 

Neste trabalho, Jorge Drexler confronta a energia do amor em todas as suas expressões. O clima está muito de acordo com os tempos em que o álbum foi composto, que o uruguaio compara à roda da ilusão e da frustração quando confrontado com o desejo de recuperar nossa vida anterior. Ninguém deve procurar angústia e pessimismo neste álbum, aqui vamos encontrar um Jorge em plenitude, luminoso e com novos horizontes em cada canção.

 

A arte do álbum é um desenho cuidadoso do prestigioso estúdio Naranjo-Etxeberria, tão sugestivo e elegante quanto o conjunto de canções que contém.

 

Após o original e aclamado “Tocarte” – apresentado em novembro de 2021 – um novo single, “Cinturón blanco”, será lançado em 25 de março, e virá com um videoclipe dirigido mais uma vez pela talentosa Joana Colomar, já colaboradora regular do uruguaio.

 

“Tinta y Tiempo” (2022) chega quase cinco anos após seu último álbum “Salvavidas de hielo” (2017) – vencedor de três prêmios Grammy Latino. Neste período, Drexler permaneceu sempre ativo e presente nas notícias musicais. Nos últimos meses ele criou canções com C. Tangana: “Nominao” e “Hong Kong” – ambos premiados com Grammys latinos em 2021; “Vento Sardo” com a brasileira Marisa Monte, ou “La guerrilla de la concordia”, que lançou em julho do ano passado, uma composição com um espírito coletivo que foi de certa forma o contrário de “Codo con codo”, a canção introspectiva que ele popularizou em tempos de confinamento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações:  Assessoria de Imprensa – Sony Music