Julia Mestre se une ao duo daBossa em “Sentimento Blues”

Canção chega às plataformas digitais e ganha clipe com cenário e figurinos típicos dos anos 60

 

Chega às plataformas digitais a canção “Sentimento Blues” do duo carioca daBossa, composto por Jean Charnaux nos violões e Danilo Cutrim -também conhecido por integrar as bandas Braza e Forfun- no vocal. A novidade chega ao público com a parceria brilhante da cantora Julia Mestre, que, ao lado do duo, também assina como compositora da canção.

 

Danilo fala sobre como foi a experiência em compor com a Julia: “Eu e o Jean conhecemos a Julia em pequenos encontros musicais durante a pandemia, e ela mesma sugeriu que compuséssemos algo juntos. Pedi que começássemos do zero, sem nenhuma melodia ou letra já feita antes. Desde o início insistimos em um swingue de Bossa, mas saiu com a harmonia e o lamento do Blues. O resultado todos poderão conferir e, esperamos que gostem como nós gostamos – e nos divertimos – ao cria-la”.

 

Para completar o lançamento, o single ganhou um clipe produzido por Caio Lamin, os artistas se produziram e viajaram no tempo para um Copacabana Palace nos Anos 60, com direito a golas rolês, muito laquê e cinturas marcadas, “A música nos levou para os Anos 60 e até agora não conseguimos voltar. A vida vale por esses encontros, que não se preveem e nem se marcam, mas simplesmente são para acontecer – como foi o caso do nosso encontro com a Julia!” concordaram Danilo e Jean.

 

Quem também participou desta festa foi Dedé Teicher, que deu o ar da graça e – como sempre – deu um show na bateria. “Tivemos nomes maravilhosos envolvidos neste projeto! Julia, Dedé, Mafram Maracanã nas percussões, Jorge Helder nos baixos… Obrigado a todos!” finaliza o duo.

 

Assista aqui: Sentimento Blues – daBossa feat Julia Mestre

 

Ouça aqui: Sentimento Blues – daBossa feat Julia Mestre

 

Compositores: Danilo Cutrim, Jean Charnaux e Julia Mestre

Produtores Musicais: Danilo Cutrim, Jean Charnaux e Julia Mestre

 

Músicos:

 

Ariel Donato (teclados)
Jorge Helder (Baixo Acústico)
Mafram Maracanã(percussão)

 

Técnicos de gravação: Danilo Cutrim, Jean Charnaux e Julia Mestre
Mixagem e Masterização: Elton Bozza
Gravado nos Estúdios NeblinaRec e Dutambor

 

Sentimento Blues

 

Tudo fica quente na memória
Uma lembrança que não se apaga
Preso na vontade compulsória
Em uma cega obsessão

Cada a experiência não é párea
Já não me basta, para viver
Tudo me remete a essa luxúria
Que me arrasta até você

Mas esse caminho que não cruza
Me abusa, a minha cruz
E nesse lamento que eu me agarro
Mais um cigarro, à meio luz

Sentimento blues
Sentimento blues

Freud nem Jung me explicaram
Como eu faço, pra esquecer
Nossa sacanagem e ousadia
Tá tão difícil, amanhecer

Nem das armadilhas eu escapo
Desse pecado, eu sou refém
Ardo nesse ciclo vicioso
Que é tão gostoso, e nos mantém

Sabadabundeba
Sabadabundebadaaaaa

Mas esse caminho que não cruza
Me abusa, a minha cruz
E é nesse lamento que eu me agarro
Mais um cigarro, à meio luz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: LEVE PRESS Assessoria de Imprensa