Juliane Hooper lança disco “Soulful”

As faixas de Neo Soul e Soul são marcadas pela potente voz da cantora e compositora que fala abertamente sobre seus sentimentos.

 

Juliane Hooper não tem problema em falar sobre suas emoções, estimulada diariamente por questões interiores e exteriores, encontrou através da música uma forma de extravasar, transformando seus sentimentos em arte. Ano passado, lançou a faixa melancólica “Soulless” e logo após, a sensual e dançante “Wasting Away”. E não hesitou em aguardar o tempo necessário de produção para apresentar o seu mais verdadeiro íntimo, no disco de estreia com faixas em Inglês e Português, Soulful, que sai nesta sexta (30).

 

Cantora e compositora de Neo Soul, Juliane havia preparado o lançamento de um EP, quando percebeu a importância de cada faixa escrita e a evolução que o trabalho estava tomando junto com a produção de Julio Mossil. Durante um ano, a artista buscou sonoridades, letras, referências que a representassem cem por cento. E isso, permitiu que o álbum tivesse mais a sua cara.

 

O disco traz uma pessoa se descobrindo como artista, sem medo de expor suas fragilidades, sensibilidades, agressividades, sentimentos, nas músicas.” comenta Juliane Hooper.

 

Pelo caminho não apenas o EP se tornou disco, como também houve mudanças no setlist. De início, as faixas estariam em uma ordem de acontecimentos do vazio e abandono ao momento de reconhecimento sobre ter e pertencer a todos os sentimentos (inclusive felizes e dançantes). Mas, pela parte musical, Juliane decidiu inverter essa história deixando com mais sentido, já que os nossos sentimentos não partem do crescente, do triste ao feliz, mas é uma montanha russa, ninguém se sente completo o tempo todo. Nesse loop, a artista te convida para uma experiência real de convivência com ela mesma.

 

Escute “Soulful”:   https://ditto.fm/soulful-juliane-hooper

 

O disco começa com a visceral faixa título “Soulful”, que fala sobre todos os sentimentos juntos. Ainda existe uma melancolia, sensibilidade, mas também tem força, imponência e a aceitação da falta, da tristeza, e o encontro com a realização. A próxima é a política “Se esgotou… faz tempo” abordando o desconforto e esgotamento de viver numa sociedade capitalista, com a falsa liberdade. A terceira e única faixa não escrita por Juliane, “Ainda Dói”, era uma poesia feita por Mônica Paixão, em homenagem ao seu pai falecido e quando Hooper leu, complementou e compôs a música que fala sobre luto. “But You” fala sobre um término de relacionamento que marcou a vida da cantora e o processo de lidar com o fim. Ela tem a sua resposta na penúltima faixa, “Condicional”, que virou quase um interlúdio onde Juliane recita uma poesia que escreveu sobre o reconhecimento da situação e a despedida em finalmente estar madura para deixar a pessoa ir. Antes, tem a já lançada, “Wasting Away”, falando sobre estar vulnerável com consciência de ser um estado temporário e necessário para por fim assumir novas responsabilidades, novas mudanças. E finaliza, com “Soulless”, para abordar o ciclo em que a cantora volta a se sentir com o vazio e o superficialismo da vida adulta.

 

Soulful me remete a todas as minhas personalidades: a feliz, a poderosa, a depressiva, a extrovertida, a introspectiva… Todos os sentimentos existem ao mesmo tempo. É o que eu sinto ao criar algo, e nada se compara a isso. Está ligado à alma, mas não num sentido religioso, e sim no sentido do que você é, sente, e o que te deixa vivo.” completa Juliane.

 

Soulful é um disco de Neo Soul, Soul, composto por sete faixas, sendo divididas em Português e Inglês, mostrando a versatilidade da cantora em compor em outros idiomas. É produzido por Julio Mossil e estará disponível em todas as plataformas digitais no dia 30 de junho. No mesmo dia, a artista disponibilizará em seu canal do YouTube, visualizers, produzido por Rodrigo Pysi.

 

 

FICHA TÉCNICA:

“SOULFUL” DE JULIANE HOOPER

 

Voz: Juliane Hooper

Composições: Juliane Hooper

Letra: Juliane Hooper (exceto a faixa “Ainda Dói” retirada do poema de Mônica Paixão)

Foto de capa, fotos de estúdio: Evandro Feliciano

Beleza da foto de capa e de estúdio: Thais Raquel

Arte de capa: Alexandre Chagas

Visualizers e videoclipes: Rodrigo Pysi

Fotos dos visualizers e de divulgação: Rodrigo Pysi

Beleza dos visualizers: Juliane Hooper

Produção do álbum: Julio Mossil

Assessoria de Imprensa: Carolina Martins

 

Escute “Soulful”:  https://ditto.fm/soulful-juliane-hooper

 

Sobre Juliane Hooper:

 

Juliane Hooper é cantora, compositora, letrista, musicista e intérprete. Escolheu o sobrenome “Hooper” como stage name quando se viu artista pela primeira vez. Paranaense, a artista vem com influências de Soul, Blues, Jazz, Rock, R&B, Hip Hop e Ska. Com destaque para Lauryn Hill, Gil Scott-Heron, Nina Simone, Etta James e Liniker.

 

Já morando em São Paulo, Juliane começou a receber incentivos de amigos sobre o potencial de sua voz. Em 2015 começou a cantar em uma banda de rock no interior. No ano de 2016, resolveu se aprofundar e estudar técnica vocal, onde notou um grande avanço em sua voz e se apaixonou pelo canto. Seu primeiro violão foi comprado e mesmo sozinha, aprendeu a tocá-lo.

 

Juliane ainda cantava Rock quando teve contato e escolheu ser abraçada pelo Blues, Soul e Jazz. A transição dos estilos foi o que precisava para sentir a necessidade de ter o próprio estilo, não estava mais satisfeita só com os covers e esse foi o passo para fazer a sua própria criação.

 

Sempre procuro ter identidade vocal e artística, isso é o mais importante pra mim. Sinto necessidade e um desejo muito forte de me expressar através das letras, melodias e sonoridades. Quero que os ouvintes se sintam tocados pelo som, quero que SINTAM.” conta Juliane.

 

Em 2017, mesmo com os desafios de uma artista mulher e completamente independente, optou por seguir carreira solo. Os gastos, as tomadas de decisões e quais músicos o acompanhariam seriam a partir de agora de sua responsabilidade. Hooper continuou compondo, estudando música e realizando shows em bares e eventos.

 

E foi através desses estudos com o seu baixista Mateus Lima, que Juliane havia chegado em um nível de composição que se sentia pronta para lançar um trabalho autoral. Através de uma amiga encontrou o produtor Júlio Mossil no qual se identificou e fechou parceria.

 

No ano de 2022, lançou “Soulless” e “Wasting Away”, que receberam clipes produzidos por Rodrigo Pysi. E antecederam a chegada do seu primeiro disco Soulful que sai no dia 30 de junho de 2023.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: CAROLINA MARTINS Assessoria de Imprensa

#SIGA NO INSTAGRAM
The Blues Brothers Live
Hoje (16/07), é aniversário do brilhante cantor e compositor Ed Kowalczky @edkowalczyk da banda Live @livetheband que completa 53 anos.

#edkowalczyk #happybirthday #Live #boomerangmusic
Hoje (16/07), é aniversário do brilhante baterista Stewart Coperland @stewart_copeland da banda The Police @thepolicebandofficial que completa 72 anos.

#thepolice #boomerangmusic #stewartcopeland
A banda MR. BIG FINALIZA SUA CARREIRA COM ‘THE BIG FINISH LIVE’ com dois lançamentos

MR. BIG formada por Eric Martin (vocal principal), Paul Gilbert (guitarra, vocal), Billy Sheehan (baixo, vocal), Nick D'Virgilio (bateria, vocal) - está encerrando sua carreira de 35 anos em GRANDE… com não um, mas dois lançamentos de álbuns. 

O primeiro é o décimo álbum de estúdio, TEN, lançado em 12 de julho. O último álbum ao vivo lançado será The BIG Finish Live, que será lançado em 6 de setembro.

 Lista de músicas 
 
1. Addicted To That Rush
2. Take Cover
3. Undertow
4. Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill Song)
5. Alive And Kickin'
6. Green-Tinted Sixties Mind
7. CDFF- Lucky This Time
8. Voodoo Kiss
9. Never Say Never
10. Just Take My Heart
11. My Kinda Woman
12. A Little Too Loose
13. Road To Ruin
14. To Be With You
15. Big Love
16. The Chain
17. Promise Her The Moon
18. Where Do I Fit In
19. Wild World
20. Paul Gilbert Guitar Solo
21. Colorado Bulldog
22. Billy Sheehan Bass Solo
23. Shy Boy
24. 30 Days in the hole
25. Good Lovin'
26. Baba O' Riley

The BIG Finish Live é um novo álbum ao vivo e filme-concerto da turnê de despedida “The BIG Finish” do MR.BIG, onde a banda tocou seu álbum LEAN INTO IT, que vendeu um milhão de cópias, na íntegra, além de clássicos adicionais do MR.BIG. 

Filmado em 4K no Budokan em Tóquio, Japão, em 26 de agosto de 2023, esta performance histórica estará disponível em diversos formatos de alta qualidade: Vinil Preto 180g (3 LP), SACDs Estéreo Híbrido Multicanal (2), MQA -CDs (2), CDs MQA + Blu-Ray (2), Blu-ray 4K Ultra HD (apresentando bastidores e filmagens de entrevistas) e cassete (2). 

Todos esses formatos virão com um livreto/inserção que inclui fotos inéditas de sua apresentação no Budokan, bem como um adesivo ou cartão postal para os fãs.

Aguardem !!

#mrbig #boomerangmusic
A Netflix @netflix soltou o poster da quinta e última temporada da série Stranger Things @strangerthingstv 

A primeira parte da última temporada estreia em 2025, lembrando que ela será dividida em duas partes.

Estão curiosos? 

#strangerthings #boomerangmusic #netflix
Hoje (09/07), é aniversário do brilhante ator e produtor Tom Hanks @tomhanks que completa 68 anos.

#tomhanks #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (09/07), é aniversário do cantor e compositor Jack White @officialjackwhite que completa 49 anos.

Fundador das bandas The White Stripes e The Raconteurs

#jackwhite #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (09/07), é aniversário do cantor, compositor e vocalista da banda Siimple Minds @simplemindsmusic Mr. Jim Kerr @jim_kerr_official_  que completa 65 anos.

#jimkerr #happybirthday #boomerangmusic