Matheus Godoy mostra “achamento” do Brasil no clipe de bendegó

Canção integra o recém lançado disco Carta de Achamento e acaba de ganhar sua versão audiovisual em stop motion

 

Assista ao clipe de “bendegó”

 

Ouça Carta de Achamento

 

Carta de Achamento – nome da carta na qual Pero Vaz de Caminha registrou suas impressões sobre a terra brasilis – é o segundo álbum do cantor, compositor e produtor paranaense Matheus Godoy – sucessor do disco homônimo de 2016 que lhe rendeu destaque entre a crítica especializada e um palco divido com a banda O Terno no lançamento do álbum. São 9 composições produzidas e gravadas pelo próprio artista, que fez os arranjos e registrou os diversos instrumentos em sua casa. Matheus é também co-responsável pela produção do videoclipe de Súplica e assina o mais novo lançamento, um clipe em stop motion para a faixa bendegó.

 

“Comecei fazendo algumas chamadas para o álbum, usando massinha, e conforme fui pegando alguns objetos de casa deu vontade de fazer um novo clipe. Me pareceu que a bendegó tinha um bom espaço para explorar algumas histórias e criar contrastes entre imagens alegres e significados nem tanto. Tem um pouco de invasão espanhola, colonização, e o final é livremente inspirado em Moby Dick”, explica Matheus.

 

Mixado e masterizado por Leonardo Gumiero, a proposta de sonoridade de Carta de Achamento busca a simplicidade e passa por timbres que arranham desde gêneros brasileiros, como o samba e a bossa nova, como fica evidente em Súplica e bendegó, a cores do folk, como em Tempo Não Foi Bom, e do rock, em Trinta Réis. Algumas distorções e descolamentos nos instrumentos e nos arranjos saem do lugar e apontam para a experimentação do artista, que no disco se debruça pelo Brasil, ou pelos “brasis”, desde o título da obra até sua capa e materiais audiovisuais. Se trata de um novo “achamento” da terra em sua riqueza poética, cultural e musical. Uma carta de sutilezas.

 

 

Sobre Matheus Godoy

 

Matheus Godoy está na música desde jovem. Em 2013 formou o duo Os Irmãos Carrilho, com influências do folk, do country e da música brasileira. Em 2016 lançou o primeiro álbum homônimo, estreado ao vivo ao lado da banda O Terno, em Curitiba. O disco figurou a lista dos 100 Melhores Discos da Música Brasileira pelo portal Embrulhador e foi citado no jornal argentino Rockomotora na sessão Grandes Bandas de Brasil Que Te Estabas Perdiendo Vol.3, com destaque para a faixa Na Cidade, descrita como a melhor e mais autêntica do álbum de estreia. Atualmente, Matheus lança seu segundo disco, Carta de Achamento, que tem referências contemporâneas como o álbum Sambas do Absurdo, de Rodrigo Campos, Juçara Marçal e Gui Amabis, e ainda artistas como Rômulo Fróes, Kiko Dinucci e Ná Ozzetti.

 

FICHA TÉCNICA CARTA DE ACHAMENTO

 

Matheus Godoy – voz, guitarra, produção musical, composição, gravação e arte

Leonardo Gumiero – mixagem e masterização

 

Acompanhe Matheus Godoy:

 

Spotify

YouTube

Instagram

 

 

 

 

 

 

Com informações: Assessoria de Imprensa – Da Lira Cultural