Multiartista CA CAU apresenta show O Grito no Sesc 24 de Maio

E traz convidados especiais para o show

 

O cantor e compositor – com nove CDs e dois DVDs lançados e 10 turnês internacionais (Prêmio Press Awards EUA) – terá sua discografia disponibilizada nas plataformas digitais e prepara EP de inéditas.

 

 No dia 22 de setembro (quinta-feira), o cantor, compositor, poeta e artista visual CA CAU apresenta o show O Grito no Teatro do Sesc 24 de Maio, às 20 horas.

 

O espetáculo marca a nova fase de sua carreira, após o hiato provocado pela pandemia. O artista terá toda sua discografia disponibilizada nas plataformas de música, a partir de dezembro, e prepara o lançamento de seu décimo álbum, um EP de inéditas, para o ano de 2023.

 

O show tem participação especial de Juliana Lima (cantora e compositora e multi-instrumentista andreense, líder do Trio Beijo de Moça), de Ivan Antônio (poeta, compositor, cantor, dramaturgo, cineasta e criador do Teatro da Solidão Solidária) e Lirinha (músico, compositor e poeta, criador do Cordel do Fogo Encantado), Ivan e Lirinha são conterrâneos, de Arcoverde, PE. CA CAU (voz e violão) apresenta-se acompanhado por Bianca Godoi (bateria), Heraldo Paarmann (guitarra), André Matanó (teclados) e Pedro Bienermann (contrabaixo).

 

Para o show no Sesc 24 de Maio, o músico preparou um repertório que traduz esse momento de retomada. Composições inéditas harmonizam com sucessos de sua carreira, como “Imaginário”, “Misterioso Tempo do Desejo” e “Estrangeiro Passageiro”, além da canção “O Grito”, que dá nome ao show (lançada recentemente como single e que ganhou videoclipe, disponível no YouTube). Também promete releituras de clássicos da música brasileira, interpretando Cartola (“As Rosas Não Falam”), Belchior (“Na Hora do Almoço”) e Chico Buarque de Holanda (“Deus Lhe Pague”).

 

CA CAU – conhecido em boa parte da sua carreira assinado Cacau Brasil – transita por várias artes com interlocuções nacionais e internacionais. O espetáculo O Grito foi concebido sob a égide não só da música, mas também da poesia de das artes visuais, com direito a cenário com projeções e luzes, além das performances dos artistas convidados.

 

Radicado em São Paulo, CA CAU é mineiro de Viçosa e já viveu e atuou por muitos anos no Ceará. Sua trajetória é marcada pelo lançamento de nove CDs e dois DVDs, dez turnês internacionais (Prêmio Press Awards EUA – Melhor Turnê de Show Musical), treze instalações artísticas, nove exposições, dois livros (de pinturas e poesias) e uma escultura urbana. Sua obra une de forma singular uma inquietude sobre o ser, o estar e o agir com uma proposta artística contemporânea e interativa, onde poesia e a arte visual é regida pelos acordes e melodias de suas músicas. A transgressão e inovação são conceitos que guiam os seus trabalhos, desconstruindo fronteiras e propondo novas perspectivas de reflexão.

 

A música e a voz de CA CAU já foram destaques em várias partes do mundo: Montreux Jazz Festival (Suíça, 2007), Turnê USA (Prêmio Brazilian International Press Award, Nova York, Danburry, Newark, Boston, Frederick, Atlanta, Orlando e Miami, 2008 a 2009) e em diversas outras apresentações – Womex (Dinamarca, 2009), Territórios Sevilha (Espanha, 2008), Festival Sete Sóis Sete Luas (Itália, Portugal e Espanha, 2008 a 2014), Portugal (2005 a 2016) e, no Brasil, Sesc Pinheiros e Circo Voador (com Alceu Valença e Flávio Venturini, 2008), Réveillon na Avenida Paulista (2008), Festival Latino-americando (Itália, 2009), Virada Cultural SP (2006, 2010 e 2015), Bloco Galo da Madrugada – Carnaval (PE, 2009), Teatro Sergio Cardoso (2017), Sesc Campo Limpo (2017 e 2018), Centro Cultural São Paulo (2018), Projeto Sons do Brasil (2018) e Virada Inclusiva (2016, 2017 e 2018), entre outras. Fez uma série de shows no lançamento do livro Olho d’Água pelo Nordeste, em Crato, Juazeiro do Norte, Fortaleza e Natal (2019).

 

Sua discografia é formada por: Cor da Terra; Visionário (participação especial de Dominguinhos); Imaginário (produzido por Paulo Rafael, participação de Alceu Valença); Montreux Jazz Festival (ao vivo no  Montreux Jazz Café, 41ª  edição  do festival); Acordes pro Mundo (CD e DVD, produção de Paulo Rafael, participação de Alceu Valença, Flávio Venturini, dos músicos dançarinos senegaleses Alboury  Dabo, Cherifo Sisokro e do corpo oficial do Ballet da Macedônia, cuja turnê do show foi agraciada com o Prêmio Press Awards, 2008, USA); Vermelho Coração Agreste (produção de Luciano Magno, disco de forró contemporâneo); Sons Cores e Poesias (CD e DVD ao vivo, Encontro dos Países da Língua Portuguesa no Teatro José de Alencar, Fortaleza/CE); Orkestra Luasitânia (grupo de instrumentos medievais do qual fez parte por três anos tocando pela Europa no Festival Sete Sóis Sete Luas); e IN VER S.O.S (produção de Tuco Marcondes, 2015, trabalho pop de poesia ácida marcado pela cultura popular, influências ibéricas, blues, rock e pelo violão de aço).

 

Serviço

 

Show: CA CAU

Dia 22 de setembro. Quinta, às 20h.

Local: Teatro (216 lugares). Classificação: 12 anos. Duração: 80min.

Ingressos: R$40 (inteira), R$20 (meia) e R$12 (Credencial Sesc) – disponíveis no site sescsp.org.br/24demaio e nas bilheterias das unidades Sesc SP.

 

Sesc 24 de Maio

Rua 24 de Maio, 109 – Centro, São Paulo

350m do Metrô República | Tel: (11) 3350-6300

Sescsp.org.br/24demaio | instagram.com/sesc24demaio

 

CA CAU nas redes: Facebook/cacauartista | Youtube.com/artistacacau

 

O artista visual

 

Recentemente, CA CAU participou da Bienal do Lixo (Parque Villa-Lobos) com a instalação plástica e sonora Vida Contemporânea Naturalmente Artificial e criou o espetáculo cênico-musical Metamorfose (ONG Tapera das Artes, em Aquiraz, CE), utilizando técnica de luz negra e música ao vivo. Em 2021, a pintura acrílico sobre tela nasceu com a música “Estrangeiro Passageiro”. Em 2020, lançou a obra O Grito, pintada ao vivo em uma live paint, na pandemia, estética que se interliga com o single e videoclipe de mesmo nome. Em 2019, lançou o projeto Olho d’Água que une artes visuais e literatura: escultura cinética e sonora de 9m de altura (instalada no Parque Taquaral, em Campinas/SP, iniciando um circuito de esculturas públicas com participação de instituições sociais ambientais) e livro de poesia com ilustrações a nanquim, em parceria com a Editora Kalango.

 

Entre suas demais obras, destacam-se: OMISTERIOOTEMPOEMPOESIAS (exposição sensorial e com ineditismo em promover acessibilidade – Fortaleza/CE, São Paulo/SP e Rio de Janeiro/RJ, 2007 a 2011), que originou livro lançado na Bienal de SP (2008). S.O.S SÓS (exposição/intervenção com pinturas, vídeo e música, em Pontedera – Itália, Ponte de Sor – Portugal, Centro Cultural Dragão do Mar – Fortaleza e Espaço Cultural Atelier Travessia – SP, de 2009 a 2019). O Sorriso da Borboleta (instalação externa em um túnel de 18m, com cinco ambientes sensoriais, na comemoração dos 10 anos da Semana de Inclusão do SENAC, SP, 2014). IN VER S.O.S (exposição com 24 obras no Conjunto Nacional, no lançamento do CD homônimo, reunindo artes plásticas, música e poesia). Vem Brincar Comigo (instalação que ressignifica espaços de leitura, convidando o leitor para uma experiência poética, plástica e sensorial, na ONG Tapera das Artes, Aquiraz/CE, 2019). Projeto Art (intervenção artística em diálogo direto com a sociedade, rompendo os muros das galerias e museus, humanizando espaços pela da arte – São Paulo e Ceará).

 

Com atuação no Terceiro Setor, CA CAU foi diretor artístico da ONG Tapera das Artes, em Aquiraz/CE, por 10 anos, desenvolvendo projetos sobre cultura popular, promovendo conhecimento e cidadania pelas artes a crianças e adolescentes (duas premiações do Prêmio Criança Esperança e duas menções honrosas do Prêmio Itaú UNICEF). A repercussão do projeto lhe rendeu convite para assumir a Secretaria de Cultura de Aquiraz, de 2001 a 2005. Em 2009, o multiartista fundou a Travessia Produções Artísticas que realiza projetos culturais e sociais no âmbito nacional e internacional. Idealizou o Atelier Travessia, em 2010, local de produção de suas criações, sede da produtora e espaço de encontros e diálogos de música autoral, filosofia, harmonização de vinhos com arte, atividades para primeira infância, shows, teatro e eventos diversos. O Atelier Travessia insere a arte no coração de São Paulo como espaço cultural e galeria de arte contemporânea com programação ativa que oferece uma experiência ímpar para o público.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: VERBENA Assessoria

#SIGA NO INSTAGRAM
Hoje (20/05), é aniversário do cantor, compositor e pintor Bryan Behr @bryanbehroficial que completa 28 anos.

#bryanbehr #boomerangmusic #happybirthday
Hoje (15/05), é aniversário do músico e produtor Brian Eno @brianeno que completa 76 anos.

Foi integrante da banda Roxy Music, mas produziu dezenas de artistas como U2, David Bowie, entre muitos.

#brianeno #happybirthday
#boomerangmusic
Hoje (15/05), é aniversário do cantor e compositor Andrew Eldritch @andrew_eldritch que completa 65 anos.

Vocalista e fundador da banda The Sisters Of Mercy

#thesistersofmercy #andreweldritch #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (15/05), é aniversário do cantor, compositor, ator e multiinstrumentista André Abujamra @andre_abujamra que completa 59 anos.

#andreabujamra #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (13/05), é aniversário do cantor e compositor Sebastião Reis @sebastiao.reis13 que completa 29 anos.

#sebastiaoreis #boomerangmusic #happybirthday
Hoje (13/05), é aniversário do mágico cantor, compositor, pianista e multiinstrumentista Stevie Wonder que completa 74 anos.

#steviewonder #happybirthday #boomerangmusic
Hoje (12/05), é aniversário do baterista e multiinstrumentista André Jung @andrejung61 que completa 63 anos.

Foi baterista dos Titãs e da banda IRA!

#Andrejung #boomerangmusic #happybirthday
Hoje (12/05), é aniversário do cantor, compositor e guitarrista Clemente @clementetadeu das bandas Plebe Rude e Inocentes.

#Clemente #happybirthday #boomerangmusic