Rock in Rio 2021: Palco Sunset anuncia encontro inédito de Living Colour e Steve Vai no primeiro dia de festival, 24 de setembro

Na mesma data Palco Mundo recebe Sepultura in Concert, Megadeth, Dream Theater e Iron Maiden

 

Rio de Janeiro, 17 de dezembro de 2020 – Depois de anunciar uma dobradinha nada esperada entre Sepultura e Orquestra Sinfônica Brasileira que farão a abertura do Palco Mundo da edição de 2021 do Rock in Rio, a organização do maior festival de música e entretenimento do mundo, conta para o público outra surpresa. Só que, desta vez, o encontro que será o headliner do Palco Sunset neste mesmo dia, 24 de setembro: a banda Living Colour e o guitarrista Steve Vai.

 

O ineditismo desta apresentação que reunirá os timbres graves de Corey Glover somados a riffes precisos da guitarra de Steve Vai e, claro, dos músicos Vernon Reid , Doug Wimbish e William Calhoun serão o ponto alto deste espetáculo da música para o público. Os fãs já podem esperar inclusive o groove de Steve em Cult of Personality.

 

Para Zé Ricardo, “se em uma apresentação única, os Living Colour impressionam com todo o seu solo, imagina quando colocarmos a guitarra estonteante de Steve Vai no palco com eles. Não terá para mais ninguém. Será um encontro arrebatador. O público pode esperar algo grande, porque será”, garante Zé Ricardo, diretor artístico do Palco Sunset.

 

Neste mesmo dia, o Palco Mundo traz Sepultura em uma parceria com a Orquestra Sinfônica Brasileira, em uma apresentação intitulada Sepultura in Concert, todo o thrash de Megadeth, com Dave Mustaine, o metal progressivo do Dream Theather, pela primeira vez no Rock in Rio, e os lendários Iron Maiden. O Rock in Rio acontecerá nos dias 24, 25, 26 e 30 de setembro e 01,02 e 03 de outubro, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro.

 

Sobre os artistas

 

Sucesso nas décadas de 1980 e 1990, a norte-americana Living Colour volta ao Brasil. Com passagem pelo próprio Palco Sunset, em 2013, quando se apresentou com a superstar Angelique Kidjo, a atração lançou este ano um novo clipe, em um protesto antirracista, com a sua clássica “This Is The Life”, do álbum Time’s Up – um clássico revisitado até os dias de hoje. O último trabalho apresentado pela banda foi Shade, em 2017, o sexto de estúdio. Com Vivid, em 1988, não apenas marcou a estreia da banda como também foi com ele que conquistou o mundo e ganhou um grammy com o single Cult of Personality.

 

O guitarrista americano Steve Vai, que também é compositor e produtor, ganhou três vezes o Grammy. Com passagens pelo Rock in Rio, nas edições de 2015 do Brasil e de Las Vegas, Steve iniciou sua carreira aos 18 anos transcrevendo as sequências musicais de Frank Zappa, com quem depois veio a tocar. Aos 12 anos começou suas aulas com Joe Satriani. Em 1990, Steve lançou o seu primeiro álbum solo, Passion and Warfare, após inúmeros trabalhos com bandas como Alcatrazz, Whitesnake e artistas como David Lee Roth e John Lydon. O estilo musical de Steve não se enquadra em apenas um gênero, pois o poderoso som da sua guitarra mescla o rock e o hard rock ao experimental. Em 2001, o cantor fez uma homenagem a cada país por onde passou durante a turnê, The Ultra Zone, lançando o álbum duplo ao vivo, Alive in na Ultra World, com faixas inéditas feitas para cada um dos lugares em que se apresentou. Com um talento excepcional como guitarrista e músico, Steve compôs para filmes, videogames e comerciais de esporte, além dos seus inúmeros sucessos como os singles Tender Surrender, For the Love of God e I’m The Hell Outta Here.

 

 

Sobre o Rock in Rio

 

O Rock in Rio foi criado para dar voz a uma geração e promover experiências únicas e inovadoras. Em 1985, o evento foi responsável por colocar o Brasil na rota de shows internacionais. Batendo recordes de público a cada edição e gerando impactos positivos nos países onde é realizado, se consagrou como o maior festival de música e entretenimento do mundo. Consciente do poder disseminador da marca, hoje o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável.

 

A internacionalização da marca começou por Portugal, Lisboa, em 2004, onde o evento acontece até hoje, seguido por Espanha (Madri) e pelos Estados Unidos (Las Vegas). No Rock in Rio, os números não param de crescer. Pelas Cidades do Rock já passaram mais de 10 milhões de visitantes nestas 20 edições. Em 35 anos, o festival ganhou o mundo e tornou-se um verdadeiro parque de experiências, mas muito além disso, cresceu e ampliou a sua atuação, sempre com o olhar no futuro.

 

Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, o Rock in Rio preza pela construção de um mundo melhor e se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Desde a primeira edição, já gerou 237 mil empregos diretos e indiretos e investiu, junto com seus parceiros, mais de R﹩ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros.

 

 

 

Informações para imprensa - PR Rock in Rio  – Approach Comunicação