Suka Figueiredo retorna com instrumental moderno e afro referenciado em La Continuidad

Trazendo de maneira particular a influência da música pop para a arena da música instrumental, faixa de toada afro futurista aproxima saxofonista de disco de estreia

 

Ouça aqui:  https://www.youtube.com/watch?v=Z1_z720FS9I

 

Assista ao making-of:   https://www.youtube.com/watch?v=sdGqryGFvtw

 

La Continuidad, como o próprio nome indica, é o próximo capítulo da história de Suka Figueiredo na Música Instrumental Brasileira. Seguindo a mesma linha estética de Caminho de Mármore, seu primeiro single, La Continuidad carrega a potência do trabalho de Suka, com sua característica marcante: a modernidade. Se num primeiro momento, a saxofonista e flautista propunha um diálogo entre a música Erudita com a presença de cânones, o Drum n’ Bass e a profunda influência da obra de Moacir Santos, no novo trabalho o caminho segue em evolução afrofuturista.

 

Ouça em sua plataforma digital de preferência a partir do dia 30/11.

 

Mantendo a linha estética de seu trabalho, Suka traz no nome de sua nova música a referência a seu pertencimento enquanto mulher AfroLatina, que já ecoava em seu primeiro single na figura do Bandoneon. Desta vez, a artista traz de maneira muito particular a influência da Música Pop para a arena da Música Instrumental. Com uma formação de naipe influenciada pelo pianista e cantor Jon Batiste (sax tenor, sax alto, e 2 trompetes), La Continuidad carrega melodias precisas, velozes e marcantes que exploram toda a tessitura dos instrumentos de sopro dentro desta formação pouco usual na música brasileira.

 

Pouco usual também é a formação deste naipe. Pela primeira vez, Suka Figueiredo consegue levar aos estúdios um naipe composto somente por mulheres e em sua maioria mulheres negras. Esse fato por si só carrega uma importância fundamental na luta presente em seu trabalho, que segue a cada dia galgando mais espaços e possibilitando a inserção de mais mulheres no mercado da música instrumental brasileira. Além de riffs e frases marcantes do contrabaixo, guitarra e synths, Suka dá um salto na ousadia ao mergulhar na estética do Trap Music, estando ali colocados em pé de igualdade todos os elementos característicos dessa sonoridade, produzindo um encontro instigante entre naipe de metais e beat, num final apoteoticamente emocionante.

 

La Continuidad estreia acompanhada de um videoclipe em formato making-of com estreia também no dia 30/11 no canal da artista no Youtube. Para Suka, “La Continuidad representa a continuação do meu caminho na música instrumental. É preciso continuar e ocupar este espaço como mulher negra, o que é fundamental para que haja mais representatividade e equidade nos palcos. Por isso, também, quis lançar conjuntamente um making-of, mostrando esse processo, nosso rosto, corpo político e trabalho”. Assista aqui ao making-of de La Continuidad.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: Da Lira Cultural