Sutil: Mariano Marovatto regrava Itamar Assumpção

Single antecipa série de lançamentos do artista para 2021

 

Depois de uma temporada de três anos em Portugal – onde lançou o álbum folclórico experimental “Selvagem” (2016) –  o cantor, compositor e escritor carioca Mariano Marovatto, de volta à vida musical brasileira, lança uma releitura de “Sutil”, composição de Itamar Assumpção trazendo seu universo para a canção do paulistano. O single está disponível em todas as plataformas de streaming de música.

 

Ouça “Sutil”: https://smarturl.it/SutilMMarovatto 

 

Em sua versão  de “Sutil”, Marovatto segue os preceitos de teatralidade do compositor paulista invertendo as polaridades cênicas da canção. O histrionismo dá lugar a uma constrição: efeito causado pela incontornável quarentena de 2020. Diferentemente da extroversão cénica típica de Itamar, Mariano transforma “Sutil” num monólogo quase sussurrado, fazendo questão de manter o eu lírico feminino da composição (feita originalmente para a voz de Ná Ozzetti). Gravada de forma solitária em seu estúdio, tocando todos os instrumentos da faixa, a interpretação de Mariano quer revelar o grande segredo da canção de uma maneira bastante sutil.

 

Mariano Marovatto é um artista múltiplo. Publicou livros como “Estirâncio” (7Letras, 2019),  e “Vinte e cinco poemas”, em parceria com Chico Alvim (Luna Parque, 2015), além dos discos “Aquele amor nem me fale” (Bolacha, 2010), “Praia” (Maravilha 8, 2013) e “Selvagem” (Embolacha, 2016).

 

Recentemente organizou “Doutor Caneta”, reunião de contos do poeta e compositor Cacaso (Companhia das Letras, 2020), e a versão em português de “Silêncio”, o grande livro do compositor norte-americano John Cage (Cobogó, 2020). Doutor em literatura brasileira pela PUC-Rio, Mariano foi também apresentador e roteirista do programa musical Segue o Som na TV Brasil entre 2009 e 2016.

 

Durante a quarentena, o artista começou a trabalhar em uma série de canções autorais e versões para expandir suas fronteiras. Marovatto pretende lançar sua série de singles não-autorais ao longo do primeiro semestre do ano, reservando a outra metade de 2021 para o lançamento de seu próximo disco, ainda sem título.

 

A mixagem e a masterização do single foram feitas na Patagônia pelo produtor argentino Martin Scian, responsável pelo som de álbuns como “Blam!Blam!” (2015), de Jonas Sá, e “Little Electric Chicken Heart” (2019), de Ana Frango Elétrico –  ambos indicados ao Grammy Latino. A capa é de autoria do artista gráfico e cineasta paulista Pedro Colombo, autor do documentário “Reverberações” (2010), sobre Itamar Assumpção. “Sutil” está disponível em todas as plataformas de música digital.

 

Ouça “Sutil”: https://smarturl.it/SutilMMarovatto 

 

Foto por Pollyana Quintella

 

Ficha Técnica:

 

Composto por Itamar Assumpção.

Vozes e instrumentos de Mariano Marovatto.

Mixado e Masterizado por Martin Scian.

Capa de Pedro Colombo.

 

Letra:

Sendo fim também és

Tu és meio e começo

Sim e não, norte e sul

Direito avesso

Você me seduziu desde o inicio

Sendo assim porém fica mais difícil

E muita luz pra pouco túnel

E muita areia para o meu caminhãozinho

Meu bem eu morro de ciúmes até do sol

Que bronzeia você com carinho

Algo me diz pra ser sutil

Não faço idéia mas me resta um caminho

Pedir socorro teu perfume é fatal

Quanto as patas de um felino

Pode parecer incrível

Me deu na telha te dar meu coraçãozinho

Além de entregar meu telefone e o ramal

Ligues rapidinho

Ser feliz é bem possível

A lua cheia me reduz a pedacinhos

Eu viro prata, viro loba

Eu viro viro vampira

Viro menina

 

 

 

 

Com informações Daniel Corrêa Pandeló – Build UP Media