Entrevista exclusiva com a cantora Roberta Campos

A cantora e compositora Roberta Campos acaba de lançar seu novo EP “Só Conheço o Mar”, em todas as plataformas digitais, um trabalho inédito gravado durante a pandemia e que traz lindas canções. A novidade nesse EP é que todas as canções serão lançadas em videoclipes, começando com a estreia de “Todo Amor é Seu”.

 

Assista aqui: https://www.youtube.com/watch?v=ZnyBkqFwI7o

 

Com quatro álbuns de estúdio na carreira e um álbum ao vivo, a cantora mineira sempre surpreendeu com a voz delicada, ótimas canções, parcerias com grandes artistas como Skank, Olodum e já faz parte da nossa música popular brasileira.

 

Discografia: 

2008 – Para Aquelas Perguntas Tortas

2010 – Varrendo a Lua

2012 – Diário de Um Dia

2015 – Todo Caminho é Sorte

2019 – Todo Caminho é Sorte – Ao Vivo

 

Na entrevista, gentilmente, a cantora Roberta Campos, fala sobre o novo EP, os clipes, sobre o que aconteceu com ela na pandemia e as próximas novidades.

 

Boomerang Music – Como foi produzir o seu próprio EP e porque a escolha do título de “Só Conheço o Mar”?

 

 Cantora Roberta Campos –  Esse EP foi muito legal de fazer, pois é o primeiro trabalho que eu assino, agora em conjunto com o Sérgio Fouad. Em 2008, tive uma experiência parecida quando fiz a gravação de um álbum feito na minha casa – Para Aquelas Perguntas Tortas, naquela época eu não tinha dinheiro e pra mim foi muito enriquecedor fazer esse disco porque eu acabei levando ele na rádio (Nova Brasil FM), rádio em SP que toca MPB e eles começaram a tocar uma faixa desse álbum caseiro e a mesma rádio me apresentou pra Deck, que é a minha gravadora hoje. Pela Deck eu lancei os álbuns  – em 2010 “Varrendo a Lua”, em 2012 “Diário de Um Dia” e em 2015 o álbum que consegui concorrer ao Grammy Latino “Todo Caminho é Sorte” e depois de lá pra cá, acabei lançando alguns singles. E depois gravamos o álbum ao vivo de “Todo Caminho é Sorte”.

 

“Todo Caminho é Sorte” me trouxe bons frutos, eu tive cinco músicas das vinte do álbum que tocaram nas rádios, a canção “Minha Felicidade”, foi abertura da novela “Sol Nascente” e teve a primeira música no horário nobre que foi “Abrigo”, composição minha com a Fernanda Takai, que entrou em “O Outro Lado do Paraíso”. Lancei mais alguns singles e no começo de 2020 estava tudo pronto para a gravação do meu álbum,  aconteceu a pandemia e eu tive que adiar a gravação que iria acontecer em Maio, mas acabou acontecendo em Outubro. Esse álbum está guardado para ser lançado depois que passar toda essa tempestade.  Também nesse período que eu estava compondo bastante, gravar uma história que tem a ver com esse momento de isolamento social, o isolamento a dois e o isolamento em mim mesmo. Então as músicas desse EP contam o que aconteceu nesse período e as sensações que eu tive no isolamento.

 

E eu usei instrumentos um pouco diferentes em relação aos meus trabalhos anteriores, trio metais, flugelhorn, o jeito que eu usei as cordas em “Sentinela”, por exemplo vem com uma nova sonoridade que traz uma certa angústia junto com a canção que é um momento que eu falo comigo. Foi muito legal, gravei em São Paulo, com músicos da cena paulistana, foi muito enriquecedor fazer esse EP.

 

Sobre o título do EP, o Mar é vivo e ele é uma imensidão, é infinito e dele eu não sei nada, mas o que eu posso dizer de tudo isso que de mim eu sei um pouco ou às vezes eu penso que sei e essa foi a ideia, de tudo que não conheço e do pouco que eu acho que eu sei. E o Mar é a maior representatividade dessa ideia.

 

Boomerang Music – Esse ano você lançou as canções “Vem me Buscar”, em parceria com o Olodum e a música “Último romance”, porque essas canções não entraram no EP?

 

 Cantora Roberta Campos – Não, essas músicas realmente  essas canções foram lançadas cada um no seu momento, pra esperar  o lançamento do meu novo trabalho, mas essas parcerias foram incríveis, teve a canção com o Vitor Kley, com o Skank e a música com o Olodum, que feita em clima de Carnaval, viajei pra Salvador, foi uma experiência muito bacana e fizemos um clipe super colorido.

 

Também fiquei muito amiga do cantor Luiz Caldas, fiquei namorando essa coisa bem diferente do meu som, mas ao mesmo tempo teve muito a ver que é música, tudo que se junta acaba dando certo.

 

E o single de “Último Romance”, foi lançado no Dia dos Namorados, eu adoro essa música, fiz toda a gravação dela em minha casa e depois fizemos o clipe numa parede branca em plano sequência, dirigido pela Marina (produtora e companheira) e eu amei o resultado de tudo, inclusive por ter sido nesse período também e nós nos viramos muito bem. Nós tínhamos muitos planos para esse ano e essa música foi meu primeiro respiro do ano.

 

E futuramente vem o meu novo álbum vem com onze canções inéditas e será lançado no ano que vem, totalmente inédito com produção do Paul Ralphes, vai ser uma outra história.

 

Boomerang Music – Num momento tão difícil em que vivemos, principalmente no Brasil, canções de paz e amor trazem equilíbrio e esperança, qual a sua mensagem que você deixa para quem vai ouvir o seu novo EP?

 

 Cantora Roberta Campos – A mensagem que trago nesse trabalho é que “Tudo Vai Ficar Bem”, a gente que tem que se cuidar nesse momento, principalmente da nossa saúde física e mental, nesse período da pandemia eu arrumei minha alimentação, comecei a me alimentar melhor, fazer uso de vitaminas, pensar em coisas boas. Também temos que nos informar do que está acontecendo, mas às vezes também é preciso equilíbrio e se conectar em boas energias. Então é importante nesse momento pensar positivo sempre, se cuidar, cuidar do próximo, mas cuidar muito da saúde física e mental.

 

Boomerang Music – O clipe da música “O Amor é Seu” ficou além de bonito e visual, ficou bem interativo, podem vir mais clipes por ai?

 

 Cantora Roberta Campos – Sim, com certeza. Tem um lance bem legal para esse EP é que todas as músicas vão ter o seu videoclipe, já rodamos “O Amor é seu” e mais um que irá sair em breve. E no decorrer dos meses vai se programar para lançar o restante dos clipes. Eu estou muito contente em contar essa história do EP, de contar essas sensações desse momento de 2020 através de vídeo e imagens.

 

Boomerang Music – Falando em parcerias, qual ou quais artistas que você gostaria de futuramente cantar junto ?

 

 Cantora Roberta Campos – Sempre temos, eu sou apaixonada pelo Djavan, espero que um dia fazer qualquer coisa que seja com ele, cantar, fazer uma música, mas se fosse pra cantar junto seria muito interessante. Também sou muito fã da Marisa Monte, que tem uma história de carreira bem bonita e na minha história como cantora também se faz muito presente. Seria maravilhoso um encontro com qualquer um dos dois ou quem sabe com os dois….

 

Boomerang Music – Quais as próximas novidades da Roberta Campos para 2021?

 

 Cantora Roberta Campos – Para o ano que vem espero que ele comece mais amoroso e que a gente possa voltar logo para os palcos. Voltando a normalidade quero trabalhar mais esse EP e quando as coisas estiverem mais tranquilas e encontrar com as pessoas também, eu quero lançar o disco novo que está guardado com a produção do Paul Ralphes e que está muito lindo e que tem a ver com a história pós pandemia, depois que “tudo ficar bem” e cheio de história boa pra contar. Um álbum que fala muito de amor em todos os sentidos. Ele combina mais depois que as coisas se acertarem. Também espero que em 2021 eu realize muitos shows, encontrar com as pessoas que eu sempre busco e ir pra lugares que eu ainda não fui, voltar a lugares que já passei. Também tenho muita vontade de levar meus shows para o exterior, tenho trabalhado bastante pra isso, já fechamos datas para a África, Portugal. Esse ano eu estava plantando uma sementinha e que o ano que vem ela floresça e que eu possa levar minha música para muitos lugares.

 

 

 

 

Agradecimentos especiais: Cantora Roberta Campos e Carla Clara – Perfexx Assessoria de Imprensa