Com experimentalismo vocal, rock e MPB, Nati Bermúdez convida Dea Trancoso para o single “Ecos”

Com produção musical de Érica Silva, a canção traz um experimentalismo vocal com pitadas de rock e MPB 

 

A cantora e compositora paranaense Nati Bermúdez lança  “Ecos”, segundo single que precede o seu EP de estreia Vazio Lúcido e que será apresentado para o público no fim do mês. Com produção musical de Érica Silva, a canção tem participação da mineira Déa Trancoso e ganha lyric vídeo poético.

 

“Fala sobre o que está além das palavras, o que estas não conseguem explicar. Com participação da cantora e compositora mineira Déa Trancoso, trago um experimentalismo vocal com pitadas de rock e mpb. O violão de sete cordas tem um papel fundamental no arranjo, assim como o saxofone de sonoridade intensa que preenche os espaços e cria um clima de mistério e introspecção.”, explica Nati.

 

Assista o lyric video: https://youtu.be/jDyMrPaVqJc 

 

FICHA TÉCNICA: 

 

Nati Bermúdez: Voz

Déa Trancoso: Voz

Sérgio Freire: Saxofone Barítono

Murilo Macari: Violão de sete cordas

Érica Silva: Synths e violão de aço

Vic Vilandez: Baixo Elétrico

Camila Cardoso: Bateria

Gabriela Bruel: Percussão

 

Gravação: Estúdio Click Audioworks, Easter Egg Studio e Home Studio de Francisco Trancoso

Técnicos de gravação: Paulo Bueno, Joshua M., Érica Silva e Francisco Trancoso

Produção musical, edição e direção musical: Érica Silva

Arranjo original de violão: Murilo Macari

Mixagem: Leonardo Gumiero – Estúdio Gume

Masterização: Pedro Soares

Produção Executiva: Nati Bermúdez

Artes visuais e Design Gráfico: Pedro D´Água

Fotografias: Márcia Kohatsu

Maquiagem e cabelo: Rafael Oliveira

Figurino: Jéssica Klüber – I have no Klüe

Direção de vídeo: Camila Bermúdez

Assessoria de marketing digital: Letícia Futata

Assessoria de imprensa: Alets Comunicação

 

SOBRE NATI BERMÚDEZ

 

Nati Bermúdez é cantora, compositora, flautista e produtora, integrando grupos autorais como a banda Sincopé e o duo Seiva, além de projetos como o Paloma Negra, dedicado à canção latino-americana. Recebeu o prêmio de melhor intérprete no 1º e 3º Festivais da Canção da Faculdade de Artes do Paraná, e o prêmio de Vocalista Revelação no WebFest Valda em 2012, no Rio de Janeiro, RJ. Com o grupo Baque Solto (Curitiba-PR), realizou a turnê de lançamento do CD “Cinematerapiareligiãoecarnaval”, apresentando-se em cidades como Rio de Janeiro, Recife, São Paulo e Belo Horizonte. Com a Banda Sincopé foi contemplada no Edital Medianeira Nossa Música para gravação de videoclipes e no Prêmio Arte Paraná, da Secretaria de Estado da Cultura, realizando shows em 8 cidades. Em 2019 realizou parte do projeto “Sincopé na Estrada”, com apresentações em escolas públicas do Paraná. Como cantora e flautista, participou de projetos como o CD “A poesia dos instrumentos” de Roberto Gnattali e Simone Cit, CD “Reparanar”, de Hardy Guedes, CD “Nos braços dos pinheirais, de João Triska, CD “Prisma”, de Murilo Silvestrim, CD “Imigração”, do grupo Terra Sonora e o CD “Fronteiriça” de Roseane Santos. Com sua banda autoral Sincopé, lançou em 2015 o CD “Caça-palavras”. Também com a Banda Sincopé, lançou em 2019 o EP digital “Teiá”. Atualmente se prepara para lançar seu primeiro EP autoral solo, “Vazio Lúcido”.

 

http://www.nabermudez.wordpress.com/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações: ALETS COMUNICAÇÃO