Zé Guilherme lança single MARCAS que abre caminho para o EP a ser lançado em 2021

O cantor e compositor Zé Guilherme inicia o ano de 2021 lançando seu novo single MARCAS, canção autoral em parceria com Mario Tommaso, que assina a melodia.  A música estará disponível em todas as plataformas digitais, a partir do dia 29 de janeiro, com distribuição da Tratore.

 

MARCAS é o primeiro de uma série de cinco singles, que o artista pretende produzir ao longo do ano e que serão reunidos no lançamento de seu primeiro EP.

 

Para quem desejar incluir a faixa em sua biblioteca virtual, imediatamente ao lançamento oficial, a Tratore disponibiliza o pre-save: https://tratore.ffm.to/marcas.

 

A letra foi garimpada de poemas, escritos no início da década de 1980, para leitura durante gravação de um vídeo musical que Zé Guilherme e Tommaso fizeram para o Instagram, e na sequência foi musicado. “A canção é a celebração de uma noite de amor, quando as marcas deixadas pelo romance são relatadas ao pé do ouvido pela manhã”, comenta o autor sobre a letra: “São horas de acordar / Levantar / Ir embora / Deixei um pouco de mim / Em tudo / Na parede o meu retrato / Na cama o meu cheiro / No chão a minha marca / Na tua boca o meu gosto / No teu corpo / O meu corpo / E me vou / E te levo comigo”. O romantismo da canção vem traduzido por um arranjo pop, envolto de suingue para traduzir o lado feliz do amor.

 

Produzido no período de isolamento social imposto pela pandemia do coronavírus, o single tem Cezinha Oliveira assinando o arranjo e a produção musical, também responsável pela execução do baixo elétrico e violão de nylon. Completando o time de músicos, está o pianista Jonas Dantas e o baterista Ivan Alves. “Marcas representa minha busca pela criatividade, minha luta contra a inércia durante a quarentena. Foi uma das muitas coisas que realizei, em 2020, como resistência ao confinamento”, revela Zé Guilherme.

 

 

O artista

 

Com mais de 20 anos de carreira e quatro discos lançados, Zé Guilherme é cearense de Juazeiro do Norte, radicado em São Paulo. Seu primeiro CD, Recipiente (Lua Discos), foi lançado em 2000, com produção musical e arranjos de Swami Jr, apresentado em unidades do Sesc, CCSP e em outros espaços da cidade. Sua interpretação para “Mosquito Elétrico” (Carlos Careqa) foi incluída na coletânea Brazil Lounge: New Electro-ambient Rhythms from Brazil, da gravadora portuguesa Música Alternativa. O segundo disco, Tempo ao Tempo (Lua Music), veio em 2006, com produção musical e arranjos de Serginho R.. Zé Guilherme assina direção artística, concepção e coprodução, esta em parceria com Marcelo Quintanilha. Em 2015, entrou em cena com um tributo ao centenário de nascimento do ‘Cantor das Multidões’, um primoroso trabalho de resgate e releitura de sua obra: Abre a Janela – Zé Guilherme Canta Orlando Silva, que tem arranjos e produção de Cezinha Oliveira, ao lado de Zé Guilherme na direção artística e concepção.

 

O disco Alumia, lançado em 2018, revela sua faceta de compositor em repertório predominantemente autoral e marca os 20 anos do primeiro show que apresentou em São Paulo (Clandestino). O CD foi concebido e dirigido pelo artista e, assim como no anterior, Cezinha aparece como produtor e arranjador. O lançamento foi antecipado pelo single da canção-título (autoral) que, em 2020, ganhou a versão Alumia – Remix, rearranjada por Waldo Squash (Uaná System) com sotaque paraense do carimbó eletrônico, temperado com a guitarra de Flakes e a base eletrônica de Squash. O intérprete também fez participação especial no CD Cezinha Olviera (homônimo, 2003), cantando na faixa “Seca”; no disco São Paulo e a Lua – 450 Anos (Lua Discos, 2004), na faixa “Tema de São Paulo / Amanhecendo”; e no álbum Com os Dentes – Poesias Musicadas (2007), de Reynaldo Bessa, gravado ao vivo.

 

Lançamento/single: MARCAS

 

Artista: Zé Guilherme

Data: 29 de janeiro/2021

Em todas as plataformas digitais.

Distribuição: Tratore – tratore.com.br

 

Ficha técnica – Autores: Mario Tommaso e Zé Guilherme. Zé Guilherme (voz). Jonas Dantas (piano Rhodes). Cezinha Oliveira (arranjo, violão de nylon e baixo elétrico). Ivan Alves (cajon, chimbal, prato, caixa e percuteria – cajon, hi-hat, ride e snare). Gravação, mixagem e masterização: Cezinha Oliveira e Mario Gil (Estúdio Dançape). Designer/capa: Fernando Velázquez. Produção executiva: Biombo Produções. Gravação: dezembro/2020. Lançamento: janeiro/2021.

 

Site – www.zeguilherme.com.br

Facebook: @oficialzeguilherme

Twitter: @zeguilhermeofic

Youtube: Zé Guilherme Oficial

 

 

Assessoria de imprensa: VERBENA COMUNICAÇÃO